sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

E o Ódio?

"Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade.
Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." (Efésios 4:31-32)

"Não matarás". Se alguma vez teve um dos Dez Mandamentos que foi solenemente ignorado, foi este. Este mandamento proíbe tirar outra vida humana sem motivo justificável. No entanto, vivemos em um mundo violento. Nossa cultura está inundada de violência e morte. Dois milhões de pessoas por ano tornam-se estatística de crimes violentos só nos Estados Unidos.

Você pode estar se sentindo bem, porque pelo menos até onde você sabe, nunca matou ninguém, certo? Mas Jesus levou esse mandamento um passo além no Sermão do Monte:

"Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’, e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’. Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra o seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá’, será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco!’, corre o risco de ir para o fogo do inferno." (Mateus 5:21-22)

Jesus estava falando sobre uma pessoa que tem raiva e ódio de outra. Ele estava dizendo: "Não estou apenas dizendo que é errado matar, estou dizendo que também é errado odiar."

Há alguém que você odeie? Se uma certa pessoa entrasse numa sala onde você se encontra, sua pressão subiria? Honestamente, você gostaria que essa pessoa estivesse morta? Então você precisa se arrepender, porque isso é um pecado.

Às vezes podemos dizer: "Eu nunca mataria". Mas assassinamos o caráter de alguém. A Bíblia nos diz: "Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade" (Efésios 4:31).

Como crentes, não devemos odiar. Em vez disso, devemos amar os nossos inimigos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário