quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Não Dê Falso Testemunho

"Não darás falso testemunho contra o teu próximo." (Êxodo 20:16)

O nono mandamento: "Não darás falso testemunho contra o teu próximo", pode ser um pouco mais difícil de seguir do que os outros. Não devemos mentir. Há mentiras escancaradas, é claro (por falar nisso, eu discordo deste termo). Mas há momentos em que você não quer dizer a verdade porque sabe que isso vai machucar alguém.

Em uma pesquisa, pessoas foram questionadas sobre suas razões para mentir. A primeira razão foi o medo de ofender alguém.

Talvez você tenha sido convidado para uma refeição na casa de alguém, e tenha sido horrível. Após a refeição, sentiu-se completamente enjoado. Então a pessoa pergunta: "Você gostou da refeição?"

"Bem, eu nunca experimentei esses ingredientes juntos de tal maneira!"

Você não queria dizer a verdade, então disse outra coisa.

Dizemos essas mentirinhas todos os dias. Quando alguém lhe chama em sua casa e você não quer falar, você diz à sua esposa, filho ou colega: "Eu não estou em casa". Ou você diz: "Adorei a sua roupa", quando você não gostou. Ou, "Estava me preparando para te ligar" quando você não estava. Ou, "Eu esqueci", quando você não esqueceu.

A fofoca é outra maneira de mentir. Fofoca derruba governos, destroça casamentos, arruína carreiras, destrói reputações, causa pesadelos, levanta suspeitas e gera tristeza.

Antes de dizer algo, pergunte: É verdadeiro? É útil? É inspirador? É necessário? É gentil? Se as respostas forem não, então não o diga.
Link para o texto original

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

O Versículo Mais Popular da Bíblia

"Não julguem, para que vocês não sejam julgados. Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês." (Mateus 7:1-2)

Houve um tempo em que provavelmente o versículo bíblico mais conhecido era João 3:16: "Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna." Parece que todos conheciam esse versículo ou sabiam um pouco sobre ele.

Mas parece que este não é mais o versículo favorito da maioria, especialmente os não-cristãos. Na verdade, acredito que o versículo favorito dos não-cristãos seja Mateus 7:1. Não acho que eles entendam-no completamente, mas gostam de citá-lo: "Não julguem, para que vocês não sejam julgados."

Isso geralmente é o que eles dizem a um cristão que tem a audácia de expor a sua visão bíblica do mundo. Se nos atrevemos a dizer que algo está certo ou errado, ou se fizermos uma avaliação sobre algo, eles vão dizer na hora: "Como você pode dizer isso? Isso é tão crítico! É um pensamento tão fechado! Isso é tão fanático!" A Bíblia não diz: "Não julguem, para que vocês não sejam julgados"?

Não se deixe levar por isso. Uma tradução melhor deste versículo seria: "Não condenem, para que vocês não sejam condenados." Não estou na posição de dizer quem entrará no céu ou quem acabará no inferno. Em última análise, isso depende de Deus.

Mas eu devo fazer julgamentos em minha vida. Todos os dias eu os faço. Se estiver atravessando a rua, olho para os dois lados para garantir que esteja seguro. Isso é um julgamento. Se vejo um cachorro e decido acariciá-lo e só mudo de ideia se de repente ele mostrar seus dentes e rosnar, isso é um julgamento.

Devo fazer julgamentos e avaliações como um seguidor de Jesus Cristo. Devemos fazer julgamentos, mas não devemos condenar.
Link para o texto original

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Não Cobiçarás

"Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seus servos ou servas, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença" (Êxodo 20:17)

Um padre católico que tinha ouvido confissões de mais de 2.000 pessoas disse que tinha ouvido confessarem todo tipo de pecado ou iniquidade - até assassinato - exceto um. Ele nunca tinha ouvido alguém confessar o pecado da cobiça.

Acho que é porque não sabemos direito o que é cobiçar. E ainda assim o fazemos todo o tempo.

O que significa cobiçar? Cobiçar é querer algo que nunca será seu, nunca deveria ser seu e, de fato, pertence a outra pessoa. O significado literal da palavra é colocar o coração em algo. Uma tradução melhor seria "ofegar atrás de algo" - mais ou menos como um predador perseguindo sua presa.

O apóstolo Paulo disse que, de todos os mandamentos, era com esse que ele tinha mais dificuldade. Por que? Porque todos os outros mandamentos envolvem atos exteriores - "Não adulterarás"... "Não matarás"... "Não tomarás em vão o nome do Senhor"...

Mas aí vem "Não cobiçarás". Esse é mais difícil de entender. É interno. É querer algo que pertence a outro e decidir que se vai conseguir, a qualquer custo.

Lemos em Colossenses 3:5: "Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria."

Não é pecado admirar alguma coisa. Não é pecado querer ter sucesso nos negócios ou ganhar bem. Mas se você se torna obcecado com isso e está disposto a fazer o que for necessário para obtê-lo, quando isso for a coisa mais importante na vida para você, pode se tornar cobiça e idolatria.
Link para o texto original

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

E o Ódio?

"Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade.
Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." (Efésios 4:31-32)

"Não matarás". Se alguma vez teve um dos Dez Mandamentos que foi solenemente ignorado, foi este. Este mandamento proíbe tirar outra vida humana sem motivo justificável. No entanto, vivemos em um mundo violento. Nossa cultura está inundada de violência e morte. Dois milhões de pessoas por ano tornam-se estatística de crimes violentos só nos Estados Unidos.

Você pode estar se sentindo bem, porque pelo menos até onde você sabe, nunca matou ninguém, certo? Mas Jesus levou esse mandamento um passo além no Sermão do Monte:

"Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’, e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’. Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra o seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá’, será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco!’, corre o risco de ir para o fogo do inferno." (Mateus 5:21-22)

Jesus estava falando sobre uma pessoa que tem raiva e ódio de outra. Ele estava dizendo: "Não estou apenas dizendo que é errado matar, estou dizendo que também é errado odiar."

Há alguém que você odeie? Se uma certa pessoa entrasse numa sala onde você se encontra, sua pressão subiria? Honestamente, você gostaria que essa pessoa estivesse morta? Então você precisa se arrepender, porque isso é um pecado.

Às vezes podemos dizer: "Eu nunca mataria". Mas assassinamos o caráter de alguém. A Bíblia nos diz: "Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade" (Efésios 4:31).

Como crentes, não devemos odiar. Em vez disso, devemos amar os nossos inimigos.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Conhecimento e Responsabilidade

"Pedro e os outros apóstolos responderam: 'É preciso obedecer antes a Deus do que aos homens!'" (Atos 5:29)

Há um movimento na sociedade para redefinir casamento e família. A mídia e a sociedade moderna estão empurrando goela abaixo o casamento de pessoas do mesmo sexo. A normalização da homossexualidade está ganhando força, ilustrada inclusive por programas de TV.

Com a ênfase no casamento gay e homossexualidade em geral, você poderia pensar que uma grande parte da população atual deve ser gay. Alguns dizem que chega a 25%. Muitos aceitam a premissa que são ao menos 10%. Mas uma pesquisa grande, a maior da sua categoria, foi completada em 2013 pela agência de pesquisa americana Gallup. A pesquisa, que entrevistou 120 mil americanos, revelou que 3.4% da população do país é homossexual. Isso inclui gays, lésbicas, bissexuais e transexuais. Mesmo que represente uma pequena parte da população, tornou-se um enorme tópico e está chegando cada vez mais perto da igreja.

Pessoas gostam de dizer que os cristãos odeiam os gays. Mas, definitivamente isso não é verdade. Não vemos isso como o pior dos pecados, ou como um pecado pior do que outro. De fato a Bíblia fala sobre pecados maiores e menores, mas no caso o maior dos pecados é pecar contra o Espírito Santo.

Deixe-me ilustrar: Jesus disse a Pôncio Pilatos, um Romano endurecido e pagão: "aquele que me entregou a ti é culpado de um pecado maior" (João 19:11). Qual seria um pecado maior do que enviar Jesus para ser executado depois de ser torturado e flagelado, como Pilatos fez? Um pecado maior foi cometido pelo alto sacerdote Caifás, que tinha um enorme conhecimento. Ele foi quem enviou Jesus a Pilatos. Isso foi um pecado maior.

Conhecimento traz responsabilidade. E se a Bíblia diz que algo é pecado, então é pecado.
Link para o texto original

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

O Plano de Deus Para a Família

"Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor teu Deus te dá." (Êxodo 20:12)

Já foi dito que as famílias sobrevivem sem nação, mas uma nação não sobrevive sem as famílias. Deus estabeleceu a família ao juntar o homem e a mulher em casamento. E então vieram os filhos e netos. Essa é a ordem d'Ele.

A Bíblia nos diz, porém, que nos últimos dias haverá um ataque à família. Um dos sinais do fim dos tempos será a falta de respeito pelos próprios pais. Lemos em 2 Timóteo 3:1-2: "Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis. Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios."

Certamente perdemos de vista o mandamento divino que diz "Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor teu Deus te dá" (Êxodo 20:12). Note que o mandamento é de honrar pai e mãe — não de honrar pai e pai, nem mãe e mãe, nem mãe e o namorado que mora com ela. Adulteramos a ordem de Deus por nossa conta e risco.

Saiba disto: Satanás sempre odeia o que Deus ama. Deus ama a família. Ele estabeleceu o casamento de um homem com uma mulher como representação física de Seu amor pela igreja e da igreja por Ele. Deus no fundo diz: "Quer saber o quanto Eu amo o Meu povo? Veja como um cristão ama a sua mulher. Quer saber o quanto o Meu povo Me ama? Veja como uma cristã ama o seu marido. Esse é o Meu modelo. Esse é o Meu exemplo, para todos vocês imitarem."

Então não deve ser nenhuma surpresa que o diabo tente minar a família.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Não é Tão Ruim Assim?

"Não adulterarás" (Êxodo 20:14)

Você pode imaginar como seria a nossa sociedade se obedecêssemos a um único mandamento: "Não adulterarás"? Você pode imaginar como nosso mundo seria diferente? Quantos divórcios teriam sido evitados? Quantas famílias ainda estariam juntas? Quantos pais viveriam para criar seus filhos?

A maioria dos males sociais pode ser atribuída à quebra da família e especificamente à ausência do pai no lar. E muitas vezes os casamentos se desmoronam por causa do pecado de adultério. O que é adultério? É sexo com alguém além do seu cônjuge.

Deus estabeleceu o casamento para que haja realização e unicidade entre um homem e uma mulher. O sexo não é um brinquedo com o qual jogamos para satisfazer nossos desejos. A Bíblia diz: "O casamento deve ser honrado por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais e os adúlteros" (Hebreus 13:4).

Apesar disso, este pecado acontece com muita frequência. Alguns dirão: "Ah, não é tão ruim! Foi apenas um passeio de uma noite. Nós nos divertimos um pouco! Como é entre dois adultos que consentem, por que está errado?" Porque quando um homem e uma mulher se juntam sexualmente, ocorre uma união, ainda que alguém se junte com uma prostituta.

Somos informados em 1 Coríntios 6:15-16: "Vocês não sabem que os seus corpos são membros de Cristo? Tomarei eu os membros de Cristo e os unirei a uma prostituta? De modo nenhum! Vocês não sabem que aquele que se une a uma prostituta é um corpo com ela? Pois, como está escrito: 'Os dois serão uma só carne'."

O adultério lhe machuca. E também dói nos outros.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Pesado e Medido

"Pelo contrário, tu te exaltaste acima do Senhor dos céus. Mandaste trazer as taças do templo do Senhor para que nelas bebessem tu, os teus nobres, as tuas mulheres e as tuas concubinas. Louvaste os deuses de prata, de ouro, de bronze, de ferro, de madeira e de pedra, que não podem ver nem ouvir nem entender. Mas não glorificaste o Deus que sustenta em suas mãos a tua vida e todos os teus caminhos." (Daniel 5:23)

O livro de Daniel conta a história de uma festa que Deus destruiu na Babilônia. O rei Belsazar, o neto do rei Nabucodonosor, não seguiu os passos do avô. Enquanto Nabucodonosor chegou a acreditar no verdadeiro Deus de Israel, Belsazar se desviou do seu caminho para zombar Dele.

Ele convidou seus nobres para um grande banquete, e então tomou os recipientes especiais usados para a adoração de Deus no templo de Jerusalém e os encheu de vinho. A Bíblia nos diz que "Enquanto bebiam o vinho, louvaram os deuses de ouro, de prata, de bronze, de ferro, de madeira e de pedra" (Daniel 5:4). Enquanto Belsazar e seus convidados festejavam, eis o que aconteceu:

"Mas, de repente apareceram dedos de mão humana que começaram a escrever no reboco da parede, da parte mais iluminada do palácio real. O rei observou a mão enquanto ela escrevia. Seu rosto ficou pálido, e ele ficou tão assustado que os seus joelhos batiam e as suas pernas vacilaram" (versos 5-6). 

Escrito na parede estavam as palavras Mene, Mene, Tequel e Parsim, o que significavam, "Deus contou os dias do teu reinado e determinou o seu fim" (verso 26), "Foste pesado na balança e achado em falta" (verso 27), e "Teu reino foi dividido e entregue aos medos e persas" (verso 28).

Normalmente, quando subimos em uma balança, queremos pesar menos do que realmente pesamos. Mas na balança de Deus, queremos pesar mais. Mas Deus estava dizendo: "Belsazar, você é um peso leve. Você não tem substância em sua vida."

Se você fosse se pesar na balança de Deus hoje, o que Ele encontraria? Ele acharia uma vida de substância? Ou uma vida vazia?

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Uma Mensagem Agridoce

"Porque para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo. Para estes somos cheiro de morte; para aqueles fragrância de vida. Mas, quem está capacitado para tanto?" (2 Coríntios 2:15-16)

Você já comeu algo que era doce ao se engolir mas o deixou enjoado depois? Deixe-me recolocar a pergunta: Já comeu seis sonhos recheados de uma vez? Eu já. Passei muito da conta. Foram ótimos na hora, mas menos de dez minutos depois eu estava me perguntando: O que é que fui fazer?

Em Apocalipse 10, o apóstolo João pediu a um anjo um livrinho. Quando o anjo lhe deu o livrinho, disse a João: "Pegue-o e coma-o! Ele será amargo em seu estômago, mas em sua boca será doce como mel" (versículo 9).

João disse: "Peguei o livrinho da mão do anjo e o comi. Ele me pareceu doce como mel em minha boca; mas, ao comê-lo, senti que o meu estômago ficou amargo. Então me foi dito: 'É preciso que você profetize de novo acerca de muitos povos, nações, línguas e reis'" (versículos 10-11).

A mensagem em que nós cremos como cristãos é doce para nós, contudo amarga para outros. Ela é a palavra de Deus para nós. Nós a comemos feito comida. Jó disse: "Não me afastei dos mandamentos dos seus lábios; dei mais valor às palavras de sua boca, do que ao meu pão de cada dia" (Jó 23:12). Para os cristãos um estudo bíblico é como um banquete. Adoramos. Mas para outros é tristeza e tormento. Eles não gostam.

Alguns ouvem o evangelho e dizem: "Amei isso. Acredito nisso. Quero Jesus."

Outros dizem: "Não só não gosto como odeio. E te odeio por dizer isso aí."

Como fiéis, precisamos pegar a mensagem do evangelho e levá-la a tantos quantos pudermos. Que eles a amem ou a odeiem: é decisão deles.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Focado no Porvir

"Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros no céu, onde a traça e a ferrugem não destroem, e onde os ladrões não arrombam nem furtam." (Mateus 6:19-20)

O céu é o verdadeiro negócio, a eterna morada. A Terra é uma morada temporária. O céu é o original e a Terra é a cópia. Pegue as melhores coisas que você já viu ou sentiu nesta terra, os melhores dias de sua vida, seja o dia do seu casamento ou o nascimento de uma criança ou um momento especial com alguém que você ama... Tudo isso foi simplesmente vislumbres de glória, amostras do que está por vir.

C. S. Lewis escreveu em Cartas a Malcolm: "As colinas e os vales do céu serão para os que você agora experimenta, não como uma cópia para um original, mas como a flor para a raiz ou o diamante para o carvão."

A Bíblia nos diz que, um dia, como crentes, estaremos diante do tribunal de Cristo, também conhecido como Assento de Bema, onde os crentes receberão recompensas por sua fidelidade a Deus. Paulo escreveu às igrejas da Galácia: "E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos" (Gálatas 6:9).

E também nos lembramos em 1 Coríntios 3:8: "O que planta e o que rega têm um só propósito, e cada um será recompensado de acordo com o seu próprio trabalho."

Sim, há uma recompensa. E isso deve fazer com que desejemos fazer tudo o que pudermos para a glória de Deus. Todo o investimento que fizermos de nossas vidas para a glória de Deus resultará em uma recompensa eterna: a doação de nosso tempo, o uso de nossos talentos, o investimento de nossos recursos. Ao sermos fiéis ao Senhor, estamos depositando tesouros no céu para nós mesmos.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Sob os Seus Cuidados

"'Nenhuma arma forjada contra você prevalecerá, e você refutará toda língua que a acusar. Esta é a herança dos servos do Senhor, e esta é a defesa que faço do nome deles', declara o Senhor." (Isaías 54:17)

No evangelho de Marcos, Jesus fez uma declaração fascinante que alguns não entenderam. Falando dos crentes, ele disse: "pegarão em serpentes; e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal nenhum; imporão as mãos sobre os doentes, e estes ficarão curados" (Marcos 16:18). Alguns, é claro, entenderam isso mal e realizam cultos manipulando cobras. Mas isso não é confiar no Senhor; é testar o Senhor.

Eis o que esta afirmação significa: se você é cristão, então é indestrutível até que Deus finalize Seus planos com você. Há um dia para a sua morte. E você realmente não tem nada a dizer sobre quando será esse dia.

Caso em questão: o apóstolo Paulo naufragou numa ilha, e enquanto ele estava se aquecendo junto ao fogo, uma cobra venenosa o mordeu. Então ele simplesmente a pegou e a jogou no fogo. Todos estavam esperando que Paulo morresse, mas ele não morreu. Por que? O seu tempo ainda não havia terminado. Mas quando o seu tempo terminou, então acabou. E o dia de Paulo finalmente chegou.

Antes desse dia, "nenhuma arma forjada contra você prevalecerá", como diz Isaías 54:17. Isso significa que Deus o manterá e o protegerá. Mesmo que haja alguma coisa contra você, não terá sucesso se ainda não for a sua hora.

Então pare de se preocupar com quando você vai morrer porque isso não é da sua conta. Não depende de você. A Bíblia diz: "Da mesma forma, como o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo" (Hebreus 9:27).

Isso significa que você pode comer o que quiser? Acho que você deve se exercitar e comer corretamente. Isso melhorará a sua qualidade de sua vida. Mas, no fim das contas, a quantidade de dias que você viverá depende de Deus.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Nos Bastidores

"Ora, tropas da Síria haviam atacado Israel e levado cativa uma menina, que passou a servir à mulher de Naamã. Um dia ela disse à sua senhora: 'Se o meu senhor procurasse o profeta que está em Samaria, ele o curaria da lepra'." (2 Reis 5:2-3)

Neemias era o copeiro real do Rei Artaxerxes da Babilônia, o que significa que ele estava em contato com o rei o tempo todo. Um copeiro iria beber a bebida que o rei beberia. Se estivesse envenenada, seria o fim de seu trabalho - e de sua vida. Mas o copeiro era mais do que alguém que simplesmente provava bebidas e alimentos reais. Ele frequentemente era conselheiro do rei. Alguém que o influenciava. Era uma posição de muito prestígio no palácio.

Mas Neemias, assim como Ester, era Judeu. Ele sabia que os muros de Jerusalém haviam sido destruídos e estavam em ruínas, e não aguentava mais. Então ele usou a sua posição e chegou ao rei, pedindo permissão ao rei para ir reconstruir os muros. Ele poderia ter morrido só de perguntar tal coisa. Mas fez o que pôde para trabalhar nos bastidores.

E havia também uma menina judia que influenciou o seu mestre incrédulo, Naamã, a procurar Eliseu, profeta de Israel, para achar cura para sua lepra. Ela era apenas uma menina. Na verdade uma empregada, que servia à esposa de Naamã. Naamã era uma figura militar famosa, mas tinha lepra. Então ela avisou a esposa dele sobre Eliseu: "Se o meu senhor procurasse o profeta que está em Samaria, ele o curaria da lepra" (Reis 5:2-3). Naamã então fez a jornada até Israel, e de fato foi curado.

Isso nos lembra que Deus tem seus representantes. Ele sempre tem o seu povo trabalhando nos bastidores. Você estará disponível para Ele hoje?
Link para o texto original

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

E Se...

"Ele respondeu: 'Uma geração perversa e adúltera pede um sinal miraculoso! Mas nenhum sinal lhe será dado, exceto o sinal do profeta Jonas.'" (Mateus 12:39)

Você alguma vez já pensou: "se alguém ressuscitasse dos mortos, sei que as pessoas acreditariam"? Ou: "se eu pudesse fazer um milagre para os meus amigos, sei que eles acreditariam"?

Lembre-se da história do homem rico e do mendigo chamado Lázaro. Ambos morreram e entraram na eternidade. O homem rico não tinha lugar para Deus, mas Lázaro era um crente. Naquele tempo, antes da morte e ressurreição de Jesus, Hades era dividida num lugar de conforto e em outro de tormento. Lázaro foi ao lugar de conforto no coração e seio de Abraão. O homem rico não crente foi ao lugar do tormento.

O homem rico chamou Abraão, querendo voltar e advertir a sua família sobre o lugar horrível em que ele estava. Mas Abraão disse-lhe: "Eles têm Moisés e os Profetas; que os ouçam" (Lucas 16:29).

Mas o homem rico persistiu. Ele pensou que se alguém se levantasse dos mortos, eles certamente acreditariam.

Eis o que Abraão lhe disse: "Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão convencer, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos" (versículo 31).

Talvez, como o homem rico, você pense que, se os seus amigos e familiares apenas pudessem testemunhar um milagre, eles acreditariam.

Jesus disse: "Uma geração perversa e adúltera pede um sinal miraculoso! Mas nenhum sinal lhe será dado, exceto o sinal do profeta Jonas. Pois assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre de um grande peixe, assim o Filho do homem ficará três dias e três noites no coração da terra" (Mateus 12:39-40). Jesus estava dizendo: "Você quer um sinal para um mundo descrente? Aqui está: Minha morte e ressurreição dentre os mortos."

Aqui está a nossa mensagem para a humanidade perdida: Cristo morreu. Ele ressuscitou. Ele pode perdoar o seu pecado. Essa é a mensagem que temos para compartilhar.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

À Sua Própria Imagem

"Não terás outros deuses além de mim." (Êxodo 20:3)

Certa vez o Pastor Chuck Smith contou a história de uma tribo de Papua - Nova Guiné que tinha muitos casos de pessoas nascidas com deficiência. Elas tinham uma perna mais curta do que a outra. Curiosamente, o ídolo que elas adoravam também tinha uma perna mais curta do que a outra. Elas criaram um deus à imagem delas.

Para mim, esta é a mesma direção que o Brasil está tomando. Quando as pessoas dizem: "Sou espiritualizado, não religioso", é o código para dizer: "Estou inventando conforme caminho."

As pessoas efetivamente fazem um deus à sua própria imagem quando dizem coisas como: "Meu Deus nunca julgaria uma pessoa" e "Meu Deus nunca condenaria duas pessoas do mesmo sexo vivendo juntas em um relacionamento de compromisso." Elas simplesmente inventaram o seu próprio deus. E o seu deus, ao final das contas, são elas mesmas.

Qual é o primeiro dos Dez Mandamentos? "Não terás outros deuses além de mim" (Êxodo 20:3). Qual é o segundo mandamento? Está relacionado ao primeiro: "Não farás para ti imagem de escultura" (versículo 4). O culto ao ídolo implica em colocar qualquer um ou qualquer outra coisa no lugar de Deus.

Li um artigo no USA Today sobre o grupo espiritual de mais rápido crescimento nos EUA que não declara afiliação com nenhuma fé. O artigo afirma: "Este grupo, chamado 'Nenhuns', é agora a segunda maior categoria do país, atrás somente dos católicos, e supera a maior denominação protestante, os Batistas do Sul. Isto é uma mudança cultural, religiosa e até mesmo política significativa."

Como se diz: "Quando uma pessoa deixa de acreditar em Deus, ela não passa a acreditar no nada. Ela passa a acreditar em qualquer coisa."

Não podemos editar a Bíblia. Não podemos dizer: "Eu gosto desta parte da Bíblia, mas não dessa outra". Fazendo assim, acabaremos com um deus que não é o Deus da Bíblia.
Link para o texto original

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Pessoas "Boas"

"Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus." (Romanos 3:23)

Há não muito tempo eu estava participando como convidado em um programa de TV. Estávamos tendo um bom bate-papo quando, perto do final do programa, o anfitrião soltou uma bomba. Ele disse: "Greg, tenho uma pergunta para você. Você acredita que a maior parte do mundo é não-cristão e que, por isso, eles vão queimar no inferno por toda a eternidade. Que tipo de Deus amoroso criaria tal cenário? É como um chefe mesquinho que algumas pessoas criaram, não entendendo Deus?"

Eu tinha cerca de dois minutos para responder a essa pergunta. Mas depois que o show terminou, nossa conversa continuou por trás das câmeras. Ele prosseguiu me perguntando sobre pessoas boas e como um Deus de amor poderia permitir que pessoas boas enfrentassem o julgamento.

Eu ressaltei que deveríamos definir o que significa "bom". Parece que temos uma escala variável de bondade. Todos parecem acreditar que são bons. São sempre o centro moral do seu universo. Imediatamente dão um passe livre a si mesmos, mas outras pessoas não são tão boas quanto elas. O problema é que há visões conflitantes sobre o que seja "bom".

Então, como determinar o que é bom? Todos temos a resposta e ela está na Bíblia. Deus diz: "Não há nenhum justo, nem um sequer" (Romanos 3:10).

Isso não significa que não há pessoas boas em um certo sentido; mas quer dizer que não há ninguém bom o suficiente para chegar ao céu por seu próprio mérito. É aí que o julgamento de Deus entra, se rejeitarmos a Sua oferta de perdão.

Não se trata de ser a pessoa mais simpática ou a mais gentil. Trata-se de ser uma pessoa perdoada. São estas que estarão no céu: pessoas perdoadas.
Link para o texto original

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Diálogo, Não Monólogo!

"Para com os fracos tornei-me fraco, para ganhar os fracos. Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns" (1 Coríntios 9:22)

Nosso mundo hoje está cheio de pessoas religiosas, mas elas não usam essa palavra para se auto descrever. Elas usam uma palavra diferente: espiritualizada. Elas se descreverão como muito espiritualizadas e depois acrescentarão: "Mas eu não sou de uma religião específica e institucionalizada."

Declarações como essa podem se tornar um gancho para compartilhar o evangelho. Como crentes, podemos dizer: "Sério? Eu também sou uma pessoa espiritualizada. Na verdade, gosto muito de coisas espirituais e gostaria de falar com você sobre uma verdade espiritual realmente importante que descobri."

Isso não é comprometedor. É simplesmente usar uma linguagem compreensível para criar uma ponte com a qual você possa falar sobre o seu relacionamento com Jesus Cristo.

Quando o apóstolo Paulo se dirigiu aos homens de Atenas, ele "[...] levantou-se na reunião do Areópago e disse: 'Atenienses! Vejo que em todos os aspectos vocês são muito religiosos, pois, andando pela cidade, observei cuidadosamente seus objetos de culto e encontrei até um altar com esta inscrição: AO DEUS DESCONHECIDO. Ora, o que vocês adoram, apesar de não conhecerem, eu lhes anuncio'." (Atos 17:22-23

Paulo não disse: "Ei, o que vocês estão fazendo é legítimo". Ele simplesmente usou uma linguagem que eles entenderiam para se conectar com eles sobre a mensagem mais importante. Evangelismo é um diálogo, não um monólogo. Você faz uma pergunta, e eles lhe dão uma resposta. Então você responde ao que eles disseram. Eles dizem alguma coisa, e você diz alguma coisa.

Isso é o que Paulo estava falando quando disse: "Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns" (1 Coríntios 9:22). Uma das melhores maneiras de alcançar alguém é apenas escutar essa pessoa.

No entanto, nunca devemos reduzir nossos padrões para ampliar nosso alcance. Não comprometa sua mensagem, mas tente estabelecer um diálogo.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Um Deus Justo

"O temor do Senhor é puro, e dura para sempre. As ordenanças do Senhor são verdadeiras, são todas elas justas" (Salmos 19:9)

Quando se trata do julgamento de Deus, às vezes as pessoas dizem que acreditam em um Deus que não é julgador. Isso parece bom, mas aqui está o que elas realmente estão dizendo: "Acredito num Deus que não se importa com o certo e o errado." Ou seja, elas estão dizendo que acreditam num deus que inventaram em suas cabeças.

Se Deus realmente é amoroso, Ele também será justo. É o que a Bíblia nos diz. O amor de Deus o torna um juiz justo. Saiba disso: ninguém estará no céu de forma involuntária, e ninguém estará no inferno involuntariamente.

Deus não forçará ninguém a ir para o Céu. Ele não vai dizer: "Levante-se para o céu agora mesmo!" Você não precisa ir se não quiser. Por outro lado, ninguém estará no inferno sem querer. 

Gosto da maneira como J. I. Packer resumiu: "A Escritura vê o Inferno como autoescolhido... O inferno aparece como o gesto de Deus de respeito pela escolha humana. Todos recebem o que realmente escolheram. Ou estar com Deus para sempre, adorando-O, ou sem Deus para sempre, adorando a si mesmos." 

Como um Deus de amor pode enviar pessoas para o inferno? Ele não vai. Se você acabar no Inferno, você foi para lá de bom grado porque rejeitou a Sua oferta de perdão. Você rejeitou Jesus Cristo e tudo o que Ele fez por você. Mas se você pede a Deus para lhe perdoar do seu pecado, Ele o removerá de você e lhe dará uma mudança, uma transformação em sua vida. Você nascerá de novo.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Fale a Respeito

"Vários dias depois, Félix veio com Drusila sua mulher, que era judia, mandou chamar Paulo e o ouviu falar sobre a fé em Cristo Jesus." (Atos 24:24)

Quando o apóstolo Paulo ficou face a face com o imperador Romano Félix e sua esposa, ele "se pôs a discorrer acerca da justiça, do domínio próprio e do juízo vindouro." (Atos 24:25)

Mas Félix estava apavorado pelas coisas que estava escutando de Paulo e disse-lh
e: "Basta, por enquanto! Pode sair. Quando achar conveniente, mandarei chamá-lo de novo" (Atos 24:25).

Isso é o que muitas pessoas falam: Vá embora. Não quero falar sobre isso agora.

Essa era a resposta da minha mãe todas as vezes que as conversas entravam num cunho espiritual. Ela acaba cortando o papo e dizendo: "Não quero falar sobre isso." Todas as vezes que entrávamos no assunto do sentido da vida ou do que acontece após a morte, ela dizia: "Não quero falar sobre isso."

Eu não queria entrar em confronto com ela toda vez que a via, mas, certa vez, eu me senti especialmente convicto que precisava visitá-la e trazer o assunto à tona mais uma vez. Quando eu cheguei, disse: "Quero conversar com você sobre eternidade."

"Não quero falar sobre isso", sua resposta.

Mas eu não estava baixando a guarda. Eu disse: "Mãe, hoje iremos falar sobre isso."

Ela não gostou. Mas tivemos a conversa, que resultou nela fazendo um novo compromisso com o Senhor. Fico muito feliz de termos tido esse momento, pois não muito depois ela morreu de forma inesperada.

Se você souber de alguém - pai, mãe, avô ou avó, ou alguém que esteja chegando perto do fim da vida - e se sentir convencido pelo Espírito Santo que deva ter essa conversa, vá tê-la. E se for estranho? Então será - e pode simplesmente resultar na pessoa fazendo um compromisso com Cristo.
Link para o texto original

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Por Que Deus Julga?

"Teus olhos são tão puros, que não suportam ver o mal; não podes tolerar a maldade. Por que toleras então esses perversos? Por que ficas calado enquanto os ímpios engolem os que são mais justos do que eles?" (Habacuque 1:13)

Por que Deus tem de julgar as pessoas? Resposta: porque Ele é justo e santo. Vemos isso ser repetido várias e várias vezes nas Escrituras. Em Apocalipse 4:8, lemos sobre seres angelicais comparecendo perante o Senhor, sem descansar dia ou noite, e repetindo sem parar: "Santo, santo, santo é o Senhor, o Deus todo-poderoso, que era, que é e que há de vir."

Note que eles não dizem: "Fiel, fiel fiel", nem "Eterno, eterno, eterno", embora Ele seja todas essas coisas. Em vez disso, enfatizam a santidade de Deus. E por Deus ser santo, ele não suporta ver o mal (ver Habacuque 1:13).

E embora o julgamento de Deus seja uma coisa horrível, ainda assim tem alguns aspectos positivos.

Dá-nos medo...e é para dar. Quando vemos o que acontece a outros que desconsideram o que diz a Palavra de Deus, isso deve mesmo nos fazer pensar duas vezes antes de fazer alguma coisa.

Faz-nos tomar juízo. Ele nos força a rever o modo como temos vivido nossas vidas e, espera-se, mudar nossas prioridades. Como C. S. Lewis apontou: a dor é o megafone de Deus para acordar um mundo surdo.

Humilha-nos. O julgamento de Deus joga fora a nossa própria justiça e nos lembra como somos pecadores. Lembra-nos de que não estamos realmente no controle de nossas vidas e de como na verdade precisamos de Deus.

Conforta-nos. O fato de que haverá um julgamento final nos assegura de que há justiça no universo. Todos sabemos de pessoas más no mundo que merecem julgamento. A Bíblia diz que há uma corte final de mediação, e que Deus guarda registros meticulosos de tudo o que acontece neste mundo. Os maus serão responsabilizados pelo que fizeram. E é reconfortante saber que, no fim das contas, haverá justiça.

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Nasça Duas Vezes, Morra Uma

"Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, por meio de quem obtivemos acesso pela fé a esta graça na qual agora estamos firmes; e nos gloriamos na esperança da glória de Deus." (Romanos 5:1-2)

Se você nasceu uma vez, você morrerá duas vezes. Se você nascer duas vezes, você morrerá uma vez. Por "nascer uma vez", quero dizer, o nascimento físico. Por "nascer duas vezes", quero dizer um nascimento físico e um nascimento espiritual, em que você nasce de novo, espiritualmente colocando sua fé em Cristo.

Assim como há dois nascimentos, a Bíblia ensina que há duas mortes: uma física, e outra espiritual. Jesus advertiu que devemos temer a segunda morte mais do que a primeira.

Apocalipse 20:14 nos diz: "Então a morte e o Hades foram lançados no lago de fogo. O lago de fogo é a segunda morte." A segunda morte é mencionada novamente em Apocalipse 21:8, que diz: "Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e todos os mentirosos — o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte." A segunda morte é o inferno.

Jesus falou do inferno de uma maneira muito específica. Ele advertiu sobre o fogo do inferno (ver Mateus 5:22). Ele advertiu sobre nossos corpos sendo lançados no inferno (veja Mateus 5:29). E falou da alma e do corpo destruídos no inferno (veja Mateus 10:28).

A Bíblia ensina que todos os cristãos - definidos como pecadores que se converteram ao colocar sua fé em Jesus Cristo - estarão no céu. E essa oferta de perdão é para todos.

Seu destino eterno é realmente sua escolha. Nem todos serão salvos no fim. Apenas aqueles que colocam sua fé em Jesus Cristo.