quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Três Questões Vitais

"O céu é o meu trono, e a terra, o estrado dos meus pés. Que espécie de casa vocês me edificarão? diz o Senhor, ou onde seria meu lugar de descanso? Não foram as minhas mãos que fizeram todas estas coisas?" (Atos 7:49-50)

Qualquer "pessoa pensante" de vez em quando se pergunta: "De onde eu vim?", "Por que estou aqui?", e "Para onde vou?" A ciência tenta responder a primeira pergunta, a filosofia busca a resposta para a segunda e a terceira, mas Jesus pode responder todas.

De onde eu vim? Fomos criados por Deus à Sua imagem. E fomos criados com um vácuo em nossas vidas que não pode ser preenchido com nada que esse mundo possa oferecer. Esse vácuo só pode ser preenchido por um relacionamento com Ele.

Por que estou aqui? Estamos aqui para conhecer o Deus que nos criou, e para andar em companhia dEle, descobrindo Seu plano único para as nossas vidas.

Para onde vou? Bom, isso é com você. Jesus disse: "Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela" (Mateus 7:13).

O ateísmo ganhou atenção ultimamente devido à popularidade de alguns livros escritos por ateus. Não acho que a maioria das pessoas seja ateia, mas algumas podem se descrever como agnósticas. Elas não dirão que há um Deus, mas também não dirão que não há. Elas simplesmente não sabem.

Falando em Atenas, Paulo disse: "andando pela cidade, observei cuidadosamente seus objetos de culto e encontrei até um altar com esta inscrição: AO DEUS DESCONHECIDO. Ora, o que vocês adoram, apesar de não conhecerem, eu lhes anuncio. 'O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor do céu e da terra, e não habita em santuários feitos por mãos humanas'" (Atos 17:23-24). Paulo estava dizendo que há um Deus, e que Ele é o Criador de todas as coisas.

Se você acredita que evoluiu do nada, e que a sua vida não tem nenhum propósito eterno, então você não tem que prestar contas a ninguém. Mas saiba que há um Deus que o criou.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário