sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

A Grande Igualadora

"Os anos de nossa vida chegam a setenta, ou a oitenta para os que têm mais vigor; entretanto, são anos difíceis e cheios de sofrimento, pois a vida passa depressa, e nós voamos!" (Salmo 90:10)

84% dos americanos acreditam em algum tipo de vida após a morte, e 82% acreditam no Paraíso. 70% acreditam em Inferno. Acreditando ou não, ele está lá.

A Bíblia é muito clara ao apontar que chegará um ponto em que a vida na terra acabará. As Escrituras nos dizem em Eclesiastes 3:1-2: "Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu: tempo de nascer e tempo de morrer."

Em Hebreus 9:27, lemos: "o homem está destinado a morrer uma só vez e depois disso enfrentar o juízo."

Essa hora pode vir muito mais tarde do que se espera. Por outro lado, pode vir muito mais cedo. Os estatísticos nos dizem que morrem 3 pessoas a cada segundo. Morrem 1.800 pessoas por minuto. Morrem 11.000 pessoas a cada hora. Eis por que os salmos nos lembram para contar nossos dias e reconhecer como são poucos (ver Salmos 90:12 e 144:4).

A história nos conta que Filipe da Macedônia condicionou seu servo a comparecer diante dele todo dia e repetir: "Filipe, morrerás". Ele queria que o lembrassem de sua mortalidade.

Ao fazer um discurso de abertura do ano letivo na Universidade de Stanford, Steve Jobs disse: "Ninguém quer morrer. Mesmo as pessoas que querem ir para o Céu não querem morrer para chegar lá. Entretanto, a morte é o destino que todos compartilhamos. Ninguém nunca escapou dela."

A morte é a grande igualadora. Não respeita ninguém. Vem para todos. E, de acordo com a Bíblia, após a morte há dois destinos. Você decide agora — e não depois, após a morte — qual será o seu destino. Você decide onde vai passar a eternidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário