quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Vencer Com a Dor

"Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança." (Tiago 1:2-3)

Eu evito a dor a todo custo. É por isso que eu não corro. Eu tentei correr tempos atrás, e doeu. As pessoas me disseram: "Apenas corra um pouco. Caminhe, e depois corra alguns minutos." Então eu faço isso, e odeio.

Para mim, o treino ideal seria livre de dor. Não quero que meus músculos fiquem doloridos no dia seguinte. Mas, como se diz: não há recompensa sem esforço. E isso é verdade também para a nossa vida. Se você procura uma vida sem dor, você não vai vencer espiritualmente. A dor nos lembra de uma necessidade mais profunda. A adversidade nos ensina verdades eternas que não aprenderíamos de outra maneira.

Eu experimento um certo tipo de dor todos os dias. Não sei se chamaria isso de dor... Refiro-me à fome. Desde o momento em que eu me levanto, quero comer. E às 10:00 horas, quando a hora do almoço começa a se aproximar, já estou com fome. Então eu espero, e digo a mim mesmo que o almoço está chegando. E essa fome me faz lembrar de uma necessidade mais profunda.

Quando eu tenho dor na minha vida, isso me faz lembrar de uma necessidade mais profunda, que é uma necessidade de Deus. E Ele nos ensinará nesses vales o que nunca aprenderíamos nas montanhas: coisas que precisamos saber e coisas que precisamos para compartilhar a nossa vida com os outros.

Pense sobre sua vida e sobre algumas das maiores lições que você aprendeu. Elas passaram pela adversidade, não? Essas são as coisas que você transmite e compartilha com outras pessoas. Você se lembra daqueles momentos em que o Senhor veio até você. E é por isso que precisamos entender que Deus controla todas essas coisas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário