sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Uma Lição do Semeador

"De modo que nem o que planta nem o que rega são alguma coisa, mas unicamente Deus, que efetua o crescimento." (1 Coríntios 3:7)

A parábola do semeador é uma ilustração que Jesus usou para mostrar diferentes reações à mensagem do evangelho. Nessa história, as sementes caem em quatro tipos diferentes de solo. Hoje em dia podemos preparar o terreno, plantar cuidadosamente a semente, usar um sistema de irrigação e todo tipo de equipamento sofisticado para nos ajudar a fazer bem o trabalho, mas naquela época tudo era um pouco mais primitivo.

Basicamente, o semeador pegava seu pacote de sementes e as lançava para a esquerda, para a direita, para frente e para trás. E onde a semente caísse, ali ela ficava. Algumas delas caíam em bom terreno, algumas caíam em terreno rochoso, algumas ao longo da estrada, e assim por diante. Finalmente, algumas caíam e eram muito produtivas. O ato real de arar era feito depois, quando então o semeador colhia o tipo de colheita que tivesse.

O mesmo poderia ser dito do chamado evangelismo de cruzada ou evangelismo de proclamação. No nosso ministério, lançamos a semente em estádios. Nós a lançamos na Internet. E a lançamos pela rádio. E a semente é lançada cada vez mais longe, mas é Deus quem finalmente faz o trabalho de conversão. Jesus disse: "Ninguém pode vir a mim, se o Pai, que me enviou, não o atrair [...]". (João 6:44).

Algumas pessoas criticam esse tipo de evangelismo, mas a minha pergunta é: por que não alcançar o maior número possível de pessoas, usando todas as formas de mídia disponíveis? Nosso trabalho é alcançar o máximo de pessoas possível.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário