quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Sufocamento

"As que caíram entre espinhos são os que ouvem, mas, ao seguirem seu caminho, são sufocados pelas preocupações, pelas riquezas e pelos prazeres desta vida, e não amadurecem." (Lucas 8:14)

Sempre me surpreendi com as ervas daninhas. Você pode pegar uma pequena flor, plantá-la na localização perfeita, regá-la, e certificar-se que não há pragas para ameaçá-la. Você pode fazer todo o possível por essa flor, e ela vai crescer lentamente. Mas, na mesma quantidade de tempo, um pequeno matinho brota de uma pequena rachadura na calçada e sufoca essa flor.

E a erva daninha não explode de repente do chão, pega a flor e começa a sufocá-la. O processo é gradual. Primeiro, há uma flor crescendo, e então aparece a erva daninha. No dia seguinte, a erva daninha está um pouco mais próxima. E isso vai acontecendo até que a erva comece a envolver-se em torno da flor e a sufocar o seu crescimento.

Foi isso que Jesus descreveu na parábola do semeador, quando falou sobre aqueles que são "sufocados pela preocupações, riquezas e prazeres da vida, e não amadurecem" (Lucas 8:14). Isso não é algo que acontece do dia pra noite. Isso acontece ao longo de um certo período de tempo.

Também acho interessante que sejam as "preocupações, riquezas e prazeres da vida" que impeçam a semente da Palavra de Deus de amadurecer e produzir frutos. Essas não são necessariamente coisas ruins em si. Mas são coisas boas que se tornaram as coisas mais importantes de todas e sufocaram as coisas espirituais.

Esse não é o retrato de alguém que diz que não quer orar, ler a Bíblia ou ir à igreja. Em vez disso, representa alguém que acredita que essas são coisas boas a fazer, mas ao longo do tempo começa a perder interesse, e as coisas desse mundo tornam-se mais importantes para ele do que as coisas do próximo mundo. E é isso que o atrapalha espiritualmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário