quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Nas Mãos de Deus

"Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido". (Lucas 19:10)

Tenho um amigo cujo pai morreu e nunca teve uma relação com Deus. Aliás, meu amigo também não era cristão naquela época. Mas ele me contou que ia visitar seu pai num quarto de hospital e notou que um dia, não muito antes dele falecer, havia um exemplar da Bíblia no quarto. Era claro que o pai dele a havia pedido, sabendo que o fim se aproximava.

Então eu disse ao meu amigo: "Veja só, se o seu pai estava realmente buscando a Deus, Ele deve ter ido rapidamente encontrá-lo, pois Deus quer que O conheçamos mais do que podemos imaginar."

Quando morre uma pessoa amada que nunca professou a fé em Cristo, não suponha que ela necessariamente deixou de ir para o Céu, pois nunca se sabe que orações passam pelo coração de um indivíduo quando está entrando na eternidade. Mesmo que alguém tenha clamado pelo Senhor nos seus últimos segundos de vida, tenha certeza de que Deus o salvou.

Jesus, na cruz, estendeu misericórdia ao criminoso que estava sendo crucificado junto com Ele. Os que eram crucificados naquela época eram geralmente assassinos ou revoltosos, ou tinham se rebelado contra Roma. Ainda assim Deus perdoou uma pessoa dessas nos últimos momentos de sua vida, simplesmente porque ele havia dito: "Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino" (Lucas 23:42).

Não estou tentando dar falsas esperanças, mas tampouco quero lançar falsas condenações. Deixemos isso nas mãos de Deus e lembremos que Deus nos ama, e ama a todos. E precisamos nos preocupar com eles e amá-los também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário