quinta-feira, 30 de novembro de 2017

As Razões da Resistência

"Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más." (João 3:19)

Por que algumas pessoas nunca respondem ao evangelho? Elas não são necessariamente malvadas, embora possam ser. Elas simplesmente não estão abertas a ele.

Algumas pessoas vão dizer "não" sorrindo. Quando você lhes contar tudo sobre a sua fé em Cristo, elas dirão que isso é muito bom para você. Mas quando você perguntar se elas gostariam de se tornar cristãs, elas irão recusar.

Depois, há outras que são hostis ou argumentativas. Podem apontar um problema que têm com um certo ensino da Bíblia ou querer saber por que Deus permite o sofrimento. Ou podem dizer que a Bíblia está cheia de contradições ou afirmar que há uma grande quantidade de hipócritas na igreja.

No entanto, acho que a razão pela qual não responderão, em nada tem a ver com essas coisas. Porque no momento em que você começa a abordar os problemas reais com uma resposta inteligente e bíblica, elas mudarão de assunto. Pouco se trata de questões que elas levantam; é simplesmente uma coisa: elas querem que você vá embora.

Jesus disse: "Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más" (João 3:19). Resumindo: certas pessoas não querem mudar. Elas não querem parar de fazer o que sabem que, no fundo, é um pecado diante de Deus. Não querem admitir sua fraqueza e sua necessidade de Deus. Elas simplesmente não querem acreditar.

Então o que devemos fazer? Orar por elas.
Devemos pedir ao Senhor para abrir-lhes os olhos e devemos ajudá-los a ver a necessidade de Jesus Cristo.

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Por Que, Deus?

"Direi a Deus, minha Rocha: 'Por que te esqueceste de mim? Por que devo sair vagueando e pranteando, oprimido pelo inimigo?'" (Salmos 42:9)

Não acho que seja uma coisa ruim perguntar a Deus por que. Algumas pessoas dirão que nunca devemos questionar a Deus, mas eu faço isso o tempo todo. Não quero dizer que duvido da existência d'Ele. Mas eu digo: "Senhor, não entendo por que você fez (assim e assim)... Por que, Senhor?"

Ao ler os salmos, observe que várias vezes o salmista exclamou, em essência: "Por que, Deus? Por que você permitiu isso na minha vida?"

E o próprio Jesus perguntou: "Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?" (Mateus 27:46).

Então não pense que é errado perguntar: "Por que, Deus?" Não, isso não é errado. Mas deixe-me adicionar o seguinte: não espere necessariamente por uma resposta. Você pode perguntar tudo o que quiser. Talvez o Senhor lhe dê uma resposta, mas na maioria dos casos ele não vai lhe dar. Francamente, acho que, se o fizesse, não entenderíamos a Sua resposta de qualquer maneira.

Então eis o que precisamos dizer: "Bem, Senhor, eu não entendo, mas confio em Ti".

Mesmo Jesus lutou com a vontade de Deus. No Jardim do Getsêmani, sob pressão intensa, "seu suor era como gotas de sangue que caíam no chão" (Lucas 22:44). Jesus, literalmente, transpirava suor e sangue, mas Ele disse: "Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a tua" (versículo 42).

Chegará um ponto em que diremos: "Tudo bem, Senhor. Eu farei isso. Eu não sinto a mínima vontade de fazê-lo. Eu absolutamente não quero fazer isso. Eu nem penso que seja uma boa ideia fazê-lo, mas vou fazê-lo, porque Tu me disseste."

Foi o que Jesus fez. E é isso que precisamos fazer também.

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Quando Dizemos Sim

"Pedro os convidou a entrar e os hospedou. No dia seguinte Pedro partiu com eles, e alguns dos irmãos de Jope o acompanharam." (Atos 10:23)

Às vezes, quando compartilhamos o evangelho, as pessoas não querem ouvi-lo. Tive muitas situações assim quando me dispus a falar em algum lugar. Eu podia ver isso nos rostos olhando para mim, como se estivessem dizendo: "O que você vai me dizer?"

Mas há momentos em que as pessoas são receptivas e absorvem cada palavra que ouvem.

Isso é o que encontramos em Atos 10, quando Cornélio, seus amigos e familiares se reuniram para ouvir Pedro falar com eles. Pedro lhes deu uma apresentação clássica do evangelho. Ele analisou a vida de Jesus (versículo 38). Ele falou de Sua morte e de Sua ressurreição (versículos 39-41), dizendo a todos que Ele retornará como Juiz (versículo 42). Então Pedro ofereceu a salvação através de Cristo. E observe que Pedro recebeu a ordem sobre isso para judeus e para os não-judeus: "Todos os profetas dão testemunho dele, de que todo aquele que nele crê recebe o perdão dos pecados mediante o seu nome". (versículo 43).

Este único sermão de Pedro mudou a história da igreja. E acho interessante que tudo tenha começado em um lugar chamado Jope. Lembram-se de Jonas? Ele também teve Jope na sua história. Quando Deus lhe disse para levar o evangelho ao povo de Nínive, Jonas embarcou num navio em Jope que navegava na direção oposta.

Então Jope foi o lugar onde Jonas foi se afastar de Deus, mas também é o lugar onde Pedro respondeu o chamado de Deus para ir a Cesaréia, para alcançar alguns gentios.

Em contraste com Jonas, que realmente não queria ir aos seus inimigos, temos Pedro, que estava disposto a ir. Se Pedro tivesse dito: "Nunca, Senhor!" Poderia ter sido o fim disso tudo. Mas ele respondeu ao chamado de Deus.

Onde Deus está lhe chamando para ir hoje?

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Vá Até eles de Qualquer Forma

"Sejam misericordiosos, assim como o Pai de vocês é misericordioso" (Lucas 6:36)

Já que minha mãe se divorciou sete vezes, eu tinha um ministério de compartilhar o evangelho com seus ex-maridos. Falei com muitos deles e tive a oportunidade de orar com dois deles para aceitar Cristo. O primeiro foi Oscar Laurie, de quem recebi meu sobrenome. O outro estava em seu leito de morte, e pude orar com ele apenas algumas horas antes dele ir para a eternidade.

Mas houve um ex-marido de minha mãe com quem eu compartilhei o evangelho. Assim como ela, ele era um alcoólatra e eles entravam em brigas horríveis. Uma noite, ele a acertou com uma pequena estátua de madeira e a deixou inconsciente. Ela quase morreu. Eu senti muita raiva desse homem por causa do que ele havia feito com a minha mãe.

Avançando rápido por alguns anos. Eu estava pregando num evento cristão num teatro ao ar livre em Honolulu (Havaí), e ele estava morando lá. Eu descobri onde ele morava e era muito perto daquele local. Então pensei que deveria visitá-lo e convidá-lo para o evento. Mas eu não queria convidá-lo, porque, honestamente, não queria que ele viesse a Cristo. Eu ainda estava com muita raiva dele. Contudo, eu reconheci que aquela era uma atitude errada e decidi ir vê-lo.

Então eu fui. E quando o vi, em vez de sentir raiva e ódio, senti pena dele. A idade tinha-lhe prejudicado, juntamente com o consumo excessivo de bebidas e todo o resto. Eu compartilhei o evangelho com ele e o convidei para o evento. Ele, educadamente, mas com firmeza, recusou.

A questão é: vá até a pessoa com a qual você não quer falar. Vá até a pessoa que lhe machucou. Vá ao seu inimigo com a mensagem do evangelho.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Sobre as Pedras

"As que caíram sobre as pedras são os que recebem a palavra com alegria quando a ouvem, mas não têm raiz. Crêem durante algum tempo, mas desistem na hora da provação." (Lucas 8:13)

Algumas pessoas gostam da ideia de ter seus pecados perdoados e ir para o céu, mas quando ouvem sobre o comando de Jesus para negar a si mesmos, pegar a sua cruz e segui-Lo, a sua resposta é "Não sei... isso parece meio pesado demais. Não sei se quero fazer isso." E então elas se afastam.

Creio que se alguém confessa a sua fé, cai, e nunca retorna, não é uma questão de perder a salvação; é uma questão de alguém que na verdade nunca esteve salvo. Baseio-me no que está escrito em 1 João 2:19: "Eles saíram do nosso meio, mas na realidade não eram dos nossos, pois, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco; o fato de terem saído mostra que nenhum deles era dos nossos."

Porém, estou ciente de que você pode fazer um compromisso com Cristo, cair e depois retornar. O filho pródigo sempre volta pra casa. Mas as pessoas que saem e nunca voltam não são pródigas. Na verdade elas nunca creram. Se tivessem crido, voltariam.

Talvez a falta de fé os tenha levado a se desviar. Todo novo cristão será testado em sua fé. E uma das primeiras coisas que o diabo sussurra no ouvido de um recém cristão é "você realmente pensa que Deus o salvou? Não é verdade. Toda essa coisa de cristianismo não é real."

Mas a garantia da nossa salvação não é baseada em nossas emoções; é baseada no que a Palavra de Deus  diz. Nossa confiança deveria estar no próprio Cristo. E quando nos fundamentarmos Nele, estaremos prontos para enfrentar qualquer tempestade.
Link para o texto original

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Prioridades Mal Colocadas

"Epafras, meu companheiro de prisão por causa de Cristo Jesus, envia-lhe saudações, assim como também Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus cooperadores." (Filemom 1:23-24)

Imagine que honra seria saber que você foi mencionado numa das cartas de Paulo. Em sua carta a Filemom, o apóstolo escreveu: "Epafras, meu companheiro de prisão por causa de Cristo Jesus, envia-lhe saudações, assim como também Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus cooperadores." (Filemon 1:23-24).

Acho que seria tentador mostrar esse pequeno detalhe numa conversa: - Oi, meu nome é Aristarco. Você deve ter ouvido falar de mim numa das cartas de Paulo...

Uma das pessoas que Paulo mencionou foi Demas, cujo nome apareceu não apenas em uma carta, mas em duas. A má notícia é a segunda menção sobre a sua apostasia. Algo aconteceu com Demas no tempo entre a carta de Paulo a Filemom e a sua segunda carta a Timóteo, porque lemos: "pois Demas, amando este mundo, abandonou-me e foi para Tessalônica [...]" (2 Timóteo 4:10). Em outras palavras: Ei, lembra de Demas? Sim... Bem, ele não está mais comigo. O motivo? Demas "amava esse mundo."

É por isso que a Bíblia diz: "Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo." (1 João 2:15-16).

Não há nada de errado em ser abençoado por Deus com coisas como uma casa agradável ou uma boa carreira. Na verdade, a Bíblia nos diz que Deus "de tudo nos provê ricamente, para a nossa satisfação" (1 Timóteo 6:17). Mas se essas coisas se tornaram as mais importantes para você - mais importantes que o próprio Deus - isso é um problema, meu amigo.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

O Coração de Deus Para o Perdido

"Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos". (Atos 4:12)

Na nossa cultura do relativismo moral, a afirmação de que Jesus Cristo é o único caminho para Deus desagrada muita gente, porque a afirmação em si parece muito estreita e dogmática. De certa forma,  ela é. Mas isso foi o que Jesus disse: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim" (João 14:6).

A Bíblia ensina claramente que existe um único mediador entre Deus e os homens, que é o homem Cristo Jesus (veja 1 Timóteo 2:5). E Atos 4:12 diz: "Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos".

Muitos, ouvindo isso, concluirão que este versículo significa que aqueles que nunca ouviram falar de Jesus automaticamente serão enviados para o inferno. Mas isso é um falso conceito de Deus e de Sua natureza, porque a cruz do Calvário com certeza prova isso: Deus ama as pessoas profundamente. Por que Deus enviaria ao Seu Filho para sofrer e morrer?

Assim é o coração de Deus para a humanidade perdida. Em Ezequiel 33:11, Ele diz: "não tenho prazer na morte dos ímpios, antes tenho prazer em que eles se desviem dos seus caminhos e vivam."

A Bíblia também nos diz que Deus é paciente e não quer que ninguém se perca (veja 2 Pedro 3:9). Deus quer que todos se arrependam. Veja: Deus é compassivo. Ele anseia por ter comunhão com a humanidade, por ter amizade conosco.

Jesus descreveu Deus como um pastor à procura de uma ovelha perdida (veja Lucas 15). Esse é o coração de Deus para todos nós. Creio que Deus nos julgará de acordo com o que sabemos. Deus ama as pessoas. E sei que Ele quer salvá-las.
Link para o texto original

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Vá... e Faça Discípulos!

"E consideremo-nos uns aos outros para incentivar-nos ao amor e às boas obras. Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia." (Hebreus10:24-25

Jesus deu o que é conhecido hoje como a Grande Comissão, dizendo: "Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos." (Mateus 28:19-20

Mas aqui está o que muitas vezes é deixado de fora da Grande Comissão: "Façam discípulos de todas as nações." Veja: todo cristão é chamado para ir pelo mundo e fazer discípulos. Eu não disse que todos são chamados a serem pregadores. Nem todos são chamados a serem um Paulo ou um Pedro. Você pode ser uma pessoa de bastidores. Você pode ser alguém que poucas pessoas conheçam, mas você está onde você está, e faz o que faz pela glória de Deus. Então, somos todos chamados a ir e fazer discípulos. 

Aqui está o problema: há muitos cristãos hoje que nunca fizeram isso. Eles nem sequer pensaram nisso, muito menos se esforçaram para tanto. Na verdade, acho que a sua vida cristã pode chegar a um ponto em que você não precisa mais só ouvir estudos bíblicos. O que quero dizer é que pode chegar um ponto em que você não poderá ficar só sentado para uma refeição; mas sim, ir além: afastar-se da mesa, digerir a sua comida e deixá-la ser transformada em energia para fazer algo mais produtivo. 

Eu amo estudos bíblicos. Amo ensinar a Bíblia, e quero ajudar os outros a entende-la. Mas se tudo o que você faz é ouvir estudos bíblicos e nunca fazer nada com o que está aprendendo, você corre o risco de estagnar.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Tudo Pelo Evangelho

"Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem." (Mateus 5:44)

Mesmo na igreja ou em outros ambientes cristãos, podemos não ter um boa relação com alguém. Incluindo outros cristãos. Podemos "ficar de mal" com tal pessoa ou afastarmo-nos dela. Acabamos nos apegando a pequenas coisas, coisas secundárias muitas vezes, e começamos a trazer divisão para esses ambientes.

Tenho visto pessoas criticarem quem eu escolho para se envolver nos eventos de evangelização que promovemos nos Estados Unidos. Elas dizem: "Por que você deixou aquela igreja vir? Se ela vier, a nossa igreja não vai participar." Ou então: "Por que você deixou aquele pastor orar no evento? Eu não concordo com ele, porque em um dos seus livros, ele citou alguém que tomou café com aquele outro, e por causa disso ele também é culpado de tal coisa. Não quero isso."

Mas eu direi: "Olhe para as áreas essenciais nas quais estamos de acordo, e podemos nos dar bem um com o outro - mesmo que existam pequenas diferenças - por causa do Evangelho de Cristo. Isso é tudo o que tenho tentado fazer."

Se as pessoas continuarem se apegando a essas pequenas coisas, é isso que vai acontecer: mais divisão e distância. Mas eu irei continuar o que faço, pregando o Evangelho e tentando trazer o máximo de pessoas junto comigo. E quero estar junto com todas as outras pessoas que também fizerem isso.

Esse é o ponto: Às vezes há pessoas para as quais não queremos pregar o Evangelho, porque se formos honestos, não as queremos próximas de Cristo. Mas a Bíblia diz para amarmos os nossos inimigos (veja Mateus 5:44).

Então a minha sugestão é: Vá até elas. Leve a mensagem do Evangelho para as pessoas que lhe ofenderam e feriram.
Link para o texto original

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Coloque a Sua Armadura

"Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo a couraça da fé e do amor e o capacete da esperança da salvação" (1 Tessalonicenses 5:8)

Tenho alguns amigos que são policiais e lhes pedi que me falassem sobre o cinto que eles usavam. Eles têm equipamentos diferentes em seu cinto para fazer o seu trabalho. E o mesmo vale para os soldados. 

O apóstolo Paulo escreveu para a igreja de Tessalônica: "Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo a couraça da fé e do amor e o capacete da esperança da salvação" (1 Tessalonicenses 5:8). Paulo teve muito tempo para pesquisar sobre a armadura romana, porque ele estava acorrentado a guardas romanos enquanto era prisioneiro em Roma. 

O apóstolo estava essencialmente dizendo: "Arme-se, coloque a armadura de Deus". Por quê? Porque a vida não é um parquinho; é um campo de batalha. Como cristão, você está em uma batalha - quer você goste ou não. 

Você pode estar pensando, eu sou um pacifista espiritual, ok? 

Ok. Então você será derrotado. É melhor você colocar a sua armadura. É melhor você aprender a usar a sua espada e a avançar. É melhor você acordar, ficar sóbrio e se adaptar. 

Eu gosto da maneira como a Nova Versão Internacional coloca isso em Romanos 13
"Façam isso, compreendendo o tempo em que vivemos. Chegou a hora de vocês despertarem do sono, porque agora a nossa salvação está mais próxima do que quando cremos. A noite está quase acabando; o dia logo vem. Portanto, deixemos de lado as obras das trevas e vistamo-nos a armadura da luz. Comportemo-nos com decência, como quem age à luz do dia, não em orgias e bebedeiras, não em imoralidade sexual e depravação, não em desavença e inveja. Pelo contrário, revistam-se do Senhor Jesus Cristo, e não fiquem premeditando como satisfazer os desejos da carne." (versos 11-14

Isso é o que Deus diz para você e para mim. É assim que devemos viver. 

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Tudo Vale a Pena

"Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte." (2 Coríntios 12:10)

Às vezes, como crentes, podemos ser tentados a desistir. Ao primeiro sinal de dificuldade, podemos dizer: "Não me inscrevi para isso. Não quero dificuldade. Só quero me dar bem com todos."

Mas se você é um verdadeiro seguidor de Cristo, haverá sofrimento na sua vida. Aqui está uma descrição do que foi para o apóstolo Paulo:

"São eles servos de Cristo? — estou fora de mim para falar desta forma — eu ainda mais: trabalhei muito mais, fui encarcerado mais vezes, fui açoitado mais severamente e exposto à morte repetidas vezes. Cinco vezes recebi dos judeus trinta e nove açoites. Três vezes fui golpeado com varas, uma vez apedrejado, três vezes sofri naufrágio, passei uma noite e um dia exposto à fúria do mar. Estive continuamente viajando de uma parte a outra, enfrentei perigos nos rios, perigos de assaltantes, perigos dos meus compatriotas, perigos dos gentios; perigos na cidade, perigos no deserto, perigos no mar e perigos dos falsos irmãos. Trabalhei arduamente; muitas vezes fiquei sem dormir, passei fome e sede, e muitas vezes fiquei em jejum; suportei frio e nudez." (2 Coríntios 11:23-27). 

Como Paulo, se você for servidor de Deus, você será atacado. Se você for um verdadeiro cristão, isso causará algum atrito. Se você for um verdadeiro cristão, você enfrentará oposição.

Não estou tentando pintar um retrato do cristianismo indesejável. Estou apenas sendo honesto ao descrever o que significa seguir a Cristo. E, para isso, tudo vale a pena.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Por Um Tempo

“Pois, se você ficar calada nesta hora, socorro e livramento surgirão de outra parte para os judeus, mas você e a família de seu pai morrerão. Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à posição de rainha?" (Ester 4:14)

Quando Ester ganhou um concurso de beleza e subiu ao trono na antiga Pérsia, ela era judia, mas manteve essa informação em segredo. E um dia, por causa dos esforços perversos de um homem chamado Hamã, houve uma trama para destruir todos os judeus do império.

Mas o tio de Ester, Mordecai, veio até ela e disse essencialmente: "Você está no palácio. Você está em um lugar de influência. Você pode ir ao rei e falar em nome do seu povo." E acrescentou: "Pois, se você ficar calada nesta hora, socorro e livramento surgirão de outra parte para os judeus, mas você e a família de seu pai morrerão. Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à posição de rainha?" (Ester 4:14).

A ideia por trás da declaração de Mordecai era esta: "Deus colocou você onde está por um motivo. Agora, você vai aproveitar essa oportunidade para o reino de Deus ou vai manter tudo para si mesma? Se você não aproveitá-la, o Senhor encontrará outra pessoa que o faça."

Deus colocou você onde está hoje. Você tem uma esfera de influência. Você tem um círculo de amizade. Você tem vizinhos à sua volta. Você tem colegas de trabalho e outros com quem entra em contato regularmente. Você vai até eles? Ou vai fugir deles?

Você pode perguntar: "Bem, se eu não for, o trabalho ainda será feito?"

Na verdade, sim, ele será feito. A realidade é que Deus não precisa de você. Certamente Deus não precisa de mim. Mas Ele quer que participemos do processo.

Quando Deus disser "vá", o que você vai responder?

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Seja Um Herói

"Pois foi por meio dela que os antigos receberam bom testemunho." (Hebreus 11:2)

Hoje em dia confundimos muito o significado da palavra "herói". Se um jogador de futebol é artilheiro em um campeonato, dizemos que ele é um herói esportivo. Um músico que é realmente bom é chamado de herói da guitarra. Mas nós realmente sabemos o que é um herói?

Acho que vivemos numa época em que temos mais celebridades e menos heróis. Em tempos de Paris Hilton e dos Kardashians, temos pessoas sendo famosas por serem famosas.

Alguém que comparou celebridade com heroísmo verdadeiro disse que o tempo faz heróis, mas dissolve celebridades. Bem observado.

Também existem os heróis desconhecidos, aqueles que muitas vezes trabalham nos bastidores, mas não recebem o crédito. Às vezes, nem sabemos que essa pessoa tenha sido um herói até que muito tempo tenha se passado. Talvez tenha sido impopular ou feito algo que não era politicamente correto ou simplesmente fazia o que era certo. E com a passar do tempo, percebemos que tal pessoa estava certa.

Na Bíblia, encontramos muitos heróis desconhecidos. Pensamos em Moisés e Josué como heróis, mas e Caleb? Junto com Josué, suportou a exposição ao ridículo diante dos israelitas, quando disse que deveriam entrar na Terra Prometida. Mas no final, foi Caleb quem disse: "Dê-me, pois, a região montanhosa que naquela ocasião o Senhor me prometeu [...]" (Josué 14:12), e então tomou posse de sua herança.

André à princípio seguiu João Batista, que o direcionou para Cristo. E quando André encontrou Jesus, a primeira coisa que ele fez foi procurar seu irmão Pedro e contar a ele sobre Jesus. Na verdade, toda vez que lemos sobre André na Bíblia, ele está trazendo alguém para Jesus.

Você pode ser um exemplo do que é ser um verdadeiro cristão. Você pode nunca ser famoso, mas pode ser um herói para os outros enquanto andar fielmente com Cristo.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Uma Forma de Crescimento

"Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança." (Tiago 1:2-3)

Quando experimentamos sofrimento em nossas vidas, naturalmente queremos que a dor suma o mais rapidamente possível. Todavia, por meio da dor, Deus pode fazer coisas que não podem ser obtidas de outro jeito. Alan Redpath disse: "Quando Deus quer realizar uma tarefa impossível, ele pega uma pessoa impossível e a esmaga."

Tiago escreveu: "Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma" (Tiago 1:2-4).

Às vezes o Senhor transforma um defeito numa habilidade. Às vezes Ele pega uma fraqueza e a transforma numa força.

Se você estiver buscando ficar fisicamente mais forte, vai precisar usar os músculos. Quando se exercita, você basicamente quebra seus músculos para reconstruí-los depois.

Do mesmo modo, Deus pode permitir dificuldades em nossas vidas para nos tornar mais fortes na fé.

Eis o que disse o apóstolo Paulo quando pediu a Deus que lhe tirasse o espinho da carne e Deus disse não: "Mas ele me disse: 'Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza'. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte" (2 Coríntios 12:9-10).

Sempre queremos que as coisas vão razoavelmente bem. Não queremos sofrer. Não queremos dificuldades. Mas essa dificuldade pode ser o melhor para nós.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Uma Questão de Escolha

"Então Ananias foi, entrou na casa, impôs as mãos sobre Saulo e disse: 'Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que lhe apareceu no caminho por onde você vinha, enviou-me para que você volte a ver e seja cheio do Espírito Santo'." (Atos 9:17)

Depois de ouvir a voz de Jesus no caminho de Damasco, Saulo (que depois se tornou Paulo) ficou cego. Ele foi levado à casa de um homem chamado Judas em Damasco, e ele não tinha ideia do que aconteceria a seguir.

Ananias foi um herói desconhecido. Deus apareceu a ele numa visão e disse: "Vá à casa de Judas, na rua chamada Direita, e pergunte por um homem de Tarso chamado Saulo. Ele está orando; numa visão viu um homem chamado Ananias chegar e impor-lhe as mãos para que voltasse a ver." (Atos 9: 11-12).

Mas Ananias disse: "Senhor, tenho ouvido muita coisa a respeito desse homem e de todo o mal que ele tem feito aos teus santos em Jerusalém." (verso 13).

Posso entender a relutância de Ananias. A ideia de que Saulo se tornou cristão nem sequer seria crível ou plausível.

No entanto, Deus não ficou imóvel com o protesto de Ananias. Ele disse: "Vá! Este homem é meu instrumento escolhido para levar o meu nome perante os gentios e seus reis, e perante o povo de Israel" (versículo 15).

Então Ananias obedeceu, e Saulo recebeu sua visão. Tudo aconteceu exatamente como Deus disse que seria.

Às vezes, Deus pedirá que façamos algo que poderemos relutar em fazer. Mas temos uma escolha em questão. Podemos não obedecer a Deus. Quando Deus disse a Jonas para ir a Nínive e pregar para eles, ele foi para a direção oposta. E depois Jonas acabou fazendo o que Deus queria que ele fizesse.

Você pode ser um Jonas, ou pode ser um Ananias. Você pode dizer não, ou pode dizer sim.

O homem tem sua vontade, mas Deus terá sempre o Seu jeito.

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Plantando Sementes

"Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem fazia crescer; de modo que nem o que planta nem o que rega são alguma coisa, mas unicamente Deus, que efetua o crescimento." (1 Coríntios 3:6-7)

Não lemos a respeito de alguém compartilhando o Evangelho com Saulo (que depois se tornou o apóstolo Paulo). Mas Deus usou, para isso, diversas pessoas para preparar o coração dele para receber a mensagem.

Até onde me lembro, ninguém chegou para mim e disse: "Aqui está o modo pelo qual você pode chegar a um relacionamento com Jesus Cristo."

Em muitas ocasiões, recebi folhetos e outros materiais religiosos de pessoas, e sempre ficava pensando quando elas iam me entregar: "Por favor, fale comigo". Mas isso nunca acontecia. Eu simplesmente só recebia os folhetos.

Eu nunca os joguei fora. Guardava-os no bolso. Eu tinha uma gaveta no quarto para guardar coisas desse tipo, e todo material religioso que recebia eu guardava lá. De vez em quando, eu abria a gaveta, deitava na cama e lia o que estava escrito, tentando achar um sentido para tudo aquilo. O que eu precisava era de alguém para mostrar o caminho.

Então, certo dia, eu "caí de paraquedas" em um estudo Bíblico que estava acontecendo no gramado do meu colégio. E essa foi a primeira vez que ouvi o Evangelho, e então eu me tornei cristão.

Olhando para trás e vendo tudo isso, diferentes pessoas me ajudaram a estar pronto para aquele momento. Meus avós eram cristãos e me levavam para a igreja. Eu tive a influência de uma tia e um tio que eram cristãos muito fortes. Mesmo assistir Billy Graham na TV com meus avós foi uma das sementes que foram plantadas em minha vida.

Veja, todos nós temos um papel para atuar no reino de Deus. Todos podemos fazer alguma coisa.
Link para o texto original

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Um Ótimo Lugar Para Se Estar

"O anjo do Senhor é sentinela ao redor daqueles que o temem, e os livra." (Salmos 34:7)

Na maioria das vezes pensamos no céu como uma coisa muito distante, mas talvez seja apenas um véu fino que nos separe do outro lado.

A Bíblia conta a história de Eliseu e seu servo, que numa noite se encontravam cercados por seus inimigos. O servo em pânico acordou o profeta adormecido e disse: "Ah meu senhor! O que faremos?"

Então Eliseu orou para que Deus abrisse os olhos de seu servo. E o servo levantou os olhos e viu "as colinas cheias de cavalos e carros de fogo ao redor de Eliseu" (2 Reis 6:17). Aquele servo viu o exército de anjos de Deus.

O salmista Davi estava falando do mundo eterno quando escreveu: "O anjo do Senhor é sentinela ao redor daqueles que o temem, e os livra." (Salmo 34:7).

Quando Estevão, o primeiro mártir da igreja, dirigiu-se a seus acusadores, lemos: "Mas Estevão, cheio do Espírito Santo, levantou os olhos para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus de pé, à direita de Deus, e disse: 'Vejo o céu aberto e o Filho do homem de pé, à direita de Deus'." (Atos 7:55-56).

Estevão estava dividido entre dois mundos: o céu e a terra. E esse é um ótimo lugar para se estar. Como C. S. Lewis disse: "Um desejo contínuo de olhar adiante para o mundo eterno não é (como pensam algumas pessoas modernas) uma forma de escapismo ou pensamento ilusório, mas uma das coisas que um cristão deve fazer."

O apóstolo Paulo escreveu em Colossenses 3:2: "Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas". Precisamos ter mais pensamentos celestiais. Precisamos pensar mais sobre o céu.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Não Desperdice o Seu Sofrimento

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações." (2 Coríntios 1:3-4)

Adversidades pessoais e sofrimento nos dão uma nova visão de compaixão por aqueles que também sofrem. Alguém que já sofreu pode ministrar com grande compaixão a outra pessoa que  passa pelo mesmo tipo de adversidade.

Acredito que a pessoa mais efetiva que pode apoiar alguém diagnosticado com câncer é um sobrevivente da doença, porque pode dizer: "Sei o que você está passando. Sei como é ouvir a notícia do diagnóstico. Deixe-me dizer o que eu fiz para passar por isso".

Alguém com deficiência pode falar com eficácia a outro deficiente melhor do que qualquer outra pessoa não deficiente. Ela pode dizer: "Sim, eu também sofro. Eu também tenho que lidar com isso. Mas deixe-me compartilhar com você a forma como Deus me ajudou."

Uma pessoa que perdeu um ente querido pode, da mesma forma, falar mais eficientemente para alguém que também tenha perdido alguém. Eles sabem como é isso.

O apóstolo Paulo escreveu que Deus "nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações. Pois assim como os sofrimentos de Cristo transbordam sobre nós, também por meio de Cristo transborda a nossa consolação" (2 Coríntios 1:4-5).

Não desperdice o seu sofrimento. Se você passou por dificuldades, se esteve em adversidade ou está passando por sofrimento, Deus pode usar você para ajudar outra pessoa. Deus pode abrir o seu coração e lhe dar oportunidades para ministrar a pessoas de formas que você nunca conseguiu antes.

Essa é uma das coisas que o sofrimento pode acrescentar à vida de uma pessoa. E nada acontece por acaso a um filho de Deus.
Link para o texto original

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Mais Perto do Que Você Pensa

"Eu também estava convencido de que deveria fazer todo o possível para me opor ao nome de Jesus, o Nazareno" (Atos 26:9)

Nunca lhe pareceu impossível que Deus possa salvar certas pessoas? Existe alguém que você conheça que ainda não é cristão e, de fato, parece longe de se tornar um? Talvez seja quase ridículo imaginar essa pessoa carregando uma Bíblia e dizendo algo como: "Louvado seja o Senhor!".

No livro de Atos, encontramos a história de uma das conversões mais incríveis de todos os tempos - uma conversão tão inesperada que até mesmo os cristãos da época não pensavam que fosse possível. Estou falando da conversão de Saulo de Tarso, que mais tarde se tornaria o grande apóstolo Paulo. O interessante sobre a conversão de Saulo é que ele foi um dos antagonistas mais radicais da igreja antiga. Foi Saulo quem presidiu a sessão que deliberou sobre a morte de Estêvão, o primeiro mártir da igreja que corajosamente defendeu sua fé.

Foi Saulo quem saiu do seu próprio caminho para literalmente perseguir os cristãos, aprisioná-los e até mesmo destruí-los. Esse homem estava empenhado na erradicação da fé cristã.

Se você conhece uma pessoa antagônica, alguém que pareça se desviar do seu próprio caminho para arruinar a sua vida, alguém que sempre tenta deixar você com uma pergunta difícil, talvez ela esteja mais perto do reino de Deus do que você possa imaginar.

Às vezes, as pessoas que mais atacam, as que são as maiores escarnecedoras e antagonistas são aquelas que estão realmente sob a convicção do Espírito Santo. E é por isso que elas fazem o que fazem. A pessoa que é mais oposta às coisas de Deus pode estar na realidade mais perto do que você pensa.

Lembre-se, ninguém está além do alcance de Deus. Ninguém! Por isso, comece a orar por elas pelo nome.
Link para o texto original

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

O Leão e o Cordeiro

"Então um dos anciãos me disse: 'Não chore! Eis que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos'." (Apocalipse 5:5)

Anos atrás, quando eu estava na Etiópia, tive a oportunidade de visitar um zoológico. Fiquei surpreso com o quanto os visitantes podiam ficar muito mais perto dos animais do que em outros zoológicos. Então, meus amigos e eu caminhamos até uma jaula onde um leão estava sentado no canto silenciosamente. Ele era o leão mais subalterno que eu já tinha visto; ele parecia quase morto.

De repente, meu amigo - não sei por que - começou a agitar as barras da jaula. Tendo em mente que este leão, embora subjugado, ainda era um leão, eu dei alguns passos para trás. E então o leão veio rápido em nossa direção e rugiu. Foi assustador. O rugido daquele leão foi inesquecível, isso para não mencionar os seus dentes. Não é de admirar que o chamem de o rei da selva.

Adoro o fato de que a Bíblia apresenta Jesus como um leão e um cordeiro. Que imagem perfeita. O que é mais impressionante do que um leão feroz? E o que é mais dócil que um cordeiro?

Acho incrível que este Leão, com todo o Seu poder, tenha chegado à terra como um cordeiro submisso. A Bíblia diz: "como um cordeiro foi levado para o matadouro, e como uma ovelha que diante de seus tosquiadores fica calada, ele não abriu a sua boca" (Isaías 53:7).

Quando Jesus se colocou diante de Pôncio Pilatos, Ele poderia ter dominado ele e a tropa romana com uma palavra, mas Ele não fez isso. Em vez disso, Ele se apresentou como um cordeiro e morreu pelos pecados do mundo. E este Cordeiro ainda carrega em Seu corpo ressurreto os efeitos da crucificação. As únicas coisas produzidas pelos homens no céu são as marcas da crucificação. E durante toda a eternidade, elas servirão como lembrete do que Jesus fez por nós.

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Lembre-se de Deus

"Mas, lembrem-se do Senhor, do seu Deus, pois é ele que lhes dá a capacidade de produzir riqueza, confirmando a aliança que jurou aos seus antepassados, conforme hoje se vê."
(Deuteronômio 8:18)

Por que Deus permite o sofrimento em nossas vidas? Por que Ele nos permite experimentar a adversidade?

Creio que um motivo seja para nos manter humildes. Prosperidade e sucesso às vezes nos tornam orgulhosos e autossuficientes. Pensamos que não precisamos de Deus porque temos nosso salário, nossos investimentos, nossa saúde, nossa família e um ministério bem sucedido.

Mas quando as economias se vão ou o mercado de ações quebra, ou a nossa casa queima, nós nos voltamos para Deus e somos lembrados do que realmente importa.

Antes dos israelitas entrarem na Terra Prometida, Deus os advertiu: "Tenham o cuidado de não se esquecer do Senhor, do seu Deus, deixando de obedecer aos seus mandamentos, às suas ordenanças e aos seus decretos que hoje lhes ordeno. Não aconteça que, depois de terem comido até ficarem satisfeitos, de terem construído boas casas e nelas morado, de aumentarem os seus rebanhos, a sua prata e o seu ouro, e todos os seus bens, o seu coração fique orgulhoso e vocês se esqueçam do Senhor, do seu Deus [...]" (Deuteronômio 8:11-14).

Acho que devemos orar pelo sucesso no que fazemos, mas também acho correto dizer: "Senhor, seja feita a Tua vontade." Às vezes Deus não nos permite ser bem-sucedidos em nossos esforços.

É melhor falhar e se voltar para Deus do que ter sucesso e esquecê-lo. Isso não significa que sempre devemos falhar. Mas a porta do sucesso muitas vezes está depois de um corredor de fracasso. E o fracasso tem seu lugar, porque faz parte de um processo de aprendizagem.

Às vezes, Deus pode nos permitir falhar ou experimentar dificuldades para que confiemos n'Ele.
Link para o texto original

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Treinamento no Deserto

"Assim, Saulo ficou com eles, e andava com liberdade em Jerusalém, pregando corajosamente em nome do Senhor. Falava e discutia com os judeus de fala grega, mas estes tentavam matá-lo. Sabendo disso, os irmãos o levaram para Cesaréia e o enviaram para Tarso." (Atos 9:28-30)

Se o apóstolo Paulo tivesse se convertido ao cristianismo em nossos dias, sua história certamente seria lançada em um livro. Ele estaria discutindo sua inesperada conversão em todos os programas de entrevistas e compartilharia seu testemunho dramático em igrejas de todo o país.

O problema é que, às vezes, quando uma pessoa de alguma notoriedade professa a sua fé em Cristo, nós, cristãos, queremos imediatamente impulsioná-la para frente.

Mas ela pode não estar pronta ainda. A Bíblia nos diz que não devemos levantar um novato, ou um novo crente, "para que não se ensoberbeça e caia na mesma condenação em que caiu o diabo" (1 Timóteo 3:6). Às vezes, uma celebridade que professa sua fé em Cristo é elevada a um lugar de liderança, apenas para cair mais tarde. Isso porque não estava pronta. Novatos precisavam de tempo para se preparar.

Após a conversão de Paulo na estrada de Damasco, ele passou a obter seu diploma de “ministro do deserto”. Ele foi enviado para o deserto, em um exílio, para ser preparado para o serviço. Paulo não precisava de promoção; ele precisava de reclusão.

Na verdade, Deus deixou muita gente em forma no deserto. Foi onde Davi se preparou enquanto observava seu pequeno rebanho de ovelhas, nunca percebendo que estava sendo preparado para ser o maior rei da história de Israel.

Moisés também passou um tempo no deserto. Ele passou 40 anos na corte do faraó, achando que fosse alguém. Depois passou outros 40 anos no deserto, achando que não fosse ninguém.

E então ele passou 40 anos descobrindo o que Deus pode fazer com alguém que percebe que não é ninguém.