terça-feira, 10 de outubro de 2017

O Poder do Evangelho

"Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego." (Romanos 1:16)

Alfred Nobel, fundador do Prêmio Nobel da Paz, também foi o homem que criou a dinamite. Quando apareceu com esse novo e explosivo tipo de tecnologia, precisou de um nome. Então falou com um amigo que conhecia bem a língua grega e lhe perguntou qual era a palavra para "explosão". A palavra era dynamis. E então Nobel chamou sua invenção de "dinamite".

Quando o apóstolo Paulo escreveu, em Romanos 1:16, "Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê", a palavra "poder" é tradução da mesma palavra grega dynamis.

Então, pense em dinamite, pense em algo dinâmico, pense numa explosão e você terá uma ideia do que Paulo queria dizer. Há uma força explosiva na simples mensagem da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Há uma explosão quando o evangelho sai. E o jeito dele sair é pela pregação. Como diz 1 Coríntios 1:21: "Visto que, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por meio da sabedoria humana, agradou a Deus salvar aqueles que crêem por meio da loucura da pregação".

Eu prego o evangelho porque sou um homem sob ordens. Meu comandante, Jesus Cristo, me mandou ir a todo o mundo e pregar o evangelho (ver Marcos 16:15).

Alguns podem dizer: "É isso aí! Vai lá, Greg. Vamos orar por ti!"

Mas não sou o único a quem Jesus mandou fazer isso: Jesus deu essa ordem a todos nós. E embora nem todos sejamos chamados a ser evangelistas, todos somos chamados a evangelizar. Isso quer dizer: você. E quer dizer: eu. Todos temos parte nessa missão.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário