quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Não é Simplesmente um Destino

"Não se perturbe o coração de vocês. Creiam em Deus; creiam também em mim. Na casa de meu Pai há muitos aposentos; se não fosse assim, eu lhes teria dito. Vou preparar-lhes lugar. E se eu for e lhes preparar lugar, voltarei e os levarei para mim, para que vocês estejam onde eu estiver." (João 14:1-3)

Warren Wiersbe disse: "Para o cristão, o céu não é simplesmente um destino, é uma motivação".

Precisamos parar de pensar no céu de uma maneira mística, em uma espécie de versão de desenho animado que nos foi transmitida através de vários filmes, livros e comerciais, onde as pessoas estão passeando nas nuvens, tocando harpas.

A Bíblia fala de música e adoração no céu, mas o céu é um lugar real; não é um mero estado de espírito. Jesus disse: "Eu vou preparar um lugar para você. Quando tudo estiver pronto, eu irei buscá-lo, para que você sempre esteja comigo onde eu estou" (João 14: 2-3).

Na verdade, a Bíblia descreve o Céu como "a cidade que tem alicerces, cujo arquiteto e edificador é Deus" (Hebreus 11:10). As cidades são lugares. As cidades têm prédios. Elas têm cultura. Eles têm arte. Elas têm música. Elas têm bens. Elas têm serviços. Eu não vou estar sentado em uma nuvem no céu; Eu vou estar no céu em uma cidade. É isso que a Bíblia promete.

O céu também é descrito na Bíblia como um país: "Em vez disso, esperavam eles uma pátria melhor, isto é, a pátria celestial. Por essa razão Deus não se envergonha de ser chamado o Deus deles, pois preparou-lhes uma cidade" (Hebreus 11:16).

Então o céu é uma cidade. É um país. É um lugar. E quando chegarmos ao Céu, vamos receber novos corpos. Os planos do nosso corpo glorificado estão nos corpos que agora possuímos.

Então, o que é o céu? O céu é um lugar. E o céu é a vida terrena do crente, glorificada e aperfeiçoada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário