sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Céu e Esperança

"E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu." (Romanos 5:5)

Depois que o nosso filho Cristofer foi para junto do Senhor, encontrei-me tendo grande interesse em dois tópicos. O primeiro é o tema: céu. Sempre tive interesse no céu, é claro. Fiz muitas pregações sobre isso. Mas nunca estudei o céu como eu faço agora. Quero saber tudo o que posso sobre ele.

Outro assunto que tenho estudado é a esperança e como podemos ter esperança em meio à crise.

Você poderia dizer que eu sou um estudioso do céu e da esperança. Não diria que sou um especialista nesses assuntos, mas acho que sei mais agora do que sabia antes. E acho que ainda tenho muito a aprender.

Entretanto, não sou o único fascinado com o assunto da vida após a morte. Muitos livros foram escritos sobre o assunto. Na verdade, se você entrar no website da Amazon e digitar a palavra "céu", você encontrará milhares e milhares de resultados para comprar relacionados com o assunto ou com a palavra "céu" no título.

Com o tempo, acredito que nos tornamos mais interessados ​​nos assuntos céu e esperança. Na medida em que envelhecermos, mais pessoas que conhecemos vão morrer. É um pensamento triste, mas é verdade. A vida é difícil. Mas,  apesar da vida ser dura, também é verdade que Deus é bom.

A Bíblia nos diz: "E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu." (Romanos 5:5).

Deus nos dará a força e a esperança de que precisamos na vida.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Em Que Posição Você se Encontra?

"Quando ele abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas daqueles que haviam sido mortos por causa da palavra de Deus e do testemunho que deram." (Apocalipse 6:9)

Você está pronto para a Palavra de Deus? As pessoas sabem em que posição você está enquanto um seguidor de Jesus Cristo? Você expressa sua opinião abertamente?

Em Apocalipse 6, João escreveu que viu "[...] as almas daqueles que haviam sido mortos por causa da palavra de Deus e do testemunho que deram" (versículo 9). Essas são pessoas que virão a Cristo durante o período da Grande Tribulação. Depois que a igreja for removida, eles virão a acreditar em Jesus. Eles perceberão o que aconteceu, entregarão as suas vidas a Cristo e defenderão a sua fé.

Há duas razões pelas quais essas pessoas serão martirizadas: "pelo amor da palavra de Deus e pelo testemunho que deram". Por serem verdadeiros seguidores de Jesus, defenderão a Palavra de Deus, algo que o Anticristo não vai gostar. E também serão conhecidos pelo seu testemunho.

Você tem um bom testemunho? As pessoas conhecem a história de como você chegou à fé em Cristo? Se você está compartilhando a Palavra de Deus e tem um bom testemunho, você enfrentará algo semelhante ao que essas pessoas enfrentarão. Não estou necessariamente dizendo que você será morto por sua fé - embora em algumas partes do mundo isso possa acontecer. O que estou dizendo é que você enfrentará perseguição de alguma maneira.

A Bíblia diz: "De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos." (2 Timóteo 3:12

Então, se você dissesse: "Greg, nunca fui perseguido. Eu me dou bem com todos. Ninguém nunca discorda de mim", eu diria que algo está errado com você.

Se você está vivendo uma vida piedosa, você será perseguido.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

O Mesmo Deus: Sempre

"Ele orou ao Senhor: 'Senhor, não foi isso que eu disse quando ainda estava em casa? Foi por isso que me apressei em fugir para Társis. Eu sabia que tu és Deus misericordioso e compassivo, muito paciente, cheio de amor e que promete castigar mas depois se arrepende'." (Jonas 4:2)

Muitas vezes, as pessoas dizem que acreditam no Deus do Novo Testamento, mas não no Deus do Antigo Testamento. Em sua percepção, o Deus do Novo Testamento é gracioso, amoroso e misericordioso, enquanto o Deus do Antigo Testamento é implacável e irritado.

Mas o Deus do Antigo e do Novo Testamento é um e o mesmo. Ele é o Deus verdadeiro e vivo, e o vemos demonstrando amor e perdão no Antigo Testamento, bem como no Novo.

Tome, por exemplo, a história do Faraó quando ele foi confrontado por Moisés. Moisés disse ao Faraó que deixasse o povo de Deus partir, e se ele não o fizesse, uma série de pragas viria a caminho. E foi isso que aconteceu. Uma praga viria, o Faraó pediria misericórdia, a misericórdia seria estendida, e o Faraó endureceria seu coração. Dito e feito: o Faraó endureceu seu coração algumas vezes. Assim, ele experimentou as consequências. Mas Deus lhe deu chance depois do ocorrido.

Quando Noé construiu a arca, a inundação não veio imediatamente. Houve muito tempo para as pessoas se arrependerem e se voltarem para Deus. A Bíblia diz que Noé foi um pregador de justiça (veja 2 Pedro 2:5). Isso significa que Noé disse às pessoas o que era verdade. Ele lhes disse como chegar a Deus. Mas eles riram de Noé. Tornou-se uma atração divertida assistir o "louco Noé" construir seu barco. Até que as primeiras gotas de chuva começaram a cair.

Nínive foi uma das cidades mais perversas que já existiram, mas as pessoas se arrependeram e se voltaram para Deus, e Deus as perdoou.

Deus não só nos é apresentado nas Escrituras como bom, amoroso e misericordioso, mas também como justo.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

A Autoridade Final no Céu

"A relva murcha, e as flores caem, mas a palavra de nosso Deus permanece para sempre." (Isaías 40:8)

Alguns dos livros mais vendidos no mundo têm falado sobre o tema do céu e da experiência de morrer e ir para o céu.

Não estou em posição de dizer se essas pessoas realmente foram ou não para o céu. Não sei se elas inventaram essas histórias, se estão mentindo ou se realmente passaram algum tempo nessa outra dimensão. Tudo o que posso fazer é comparar o que foi escrito com o que leio na Bíblia.

Há algum tempo alguém me disse que sabia como Jesus aparentava, porque ela leu sobre isso em um livro sobre o céu, por alguém que afirmou ter visto Jesus Cristo e depois o descreveu. Eu disse a ela que achava melhor não se basear nisso.

Um dia eu estava dando uma olhada nas primeiras páginas de um destes livros quando encontrei algo que era inconsistente com as Escrituras. Eu pensei: espere um pouco! Não vou construir minha fé sobre o que essa pessoa diz. Estou construindo minha fé no que Deus diz em Sua Palavra.

Na verdade, a Bíblia tem muitas coisas a dizer sobre o céu. Aqui vão algumas:
- As pessoas no céu estão cientes de que os entes queridos não são salvos (ver Lucas 16:19-31). 
- Quando as pessoas acreditam em Jesus na Terra, isto é conhecimento público no céu (ver Lucas 15:7). 
- As pessoas no céu devem saber sobre a passagem do tempo e do lugar dos eventos na Terra (ver Apocalipse 6:10).

Minha crença é que tudo o que preciso saber sobre o céu é encontrado nas páginas da Bíblia. Não preciso ir além dela.

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Sonâmbulos

"Portanto, não durmamos como os demais, mas estejamos atentos e sejamos sóbrios" (1 Tessalonicenses 5:6)

Alguma vez você já foi sonâmbulo? É meio assustador, na verdade - especialmente quando no dia seguinte alguém lhe conta o que você fez.

Há pessoas na igreja hoje que adormeceram. Elas não estão observando os sinais dos tempos. Há uma letargia, uma passividade - inclusive uma preguiça - entre alguns Cristãos. Há uma aparente desconexão entre o que chamam de vida espiritual e vida real. Ao invés de andarem no Espírito, alguns são sonâmbulos.

Precisamos acordar. A Bíblia diz: "Portanto, não durmamos como os demais, mas estejamos atentos e sejamos sóbrios" (Tessalonicenses 5:6).

Em outras palavras, precisamos acordar para a urgência dos tempos. Precisamos estar atentos para a iminência do retorno do Senhor.

Precisamos ser sóbrios. A continuação da passagem acima diz: "pois os que dormem, dormem de noite, e os que se embriagam, embriagam-se de noite. Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo a couraça da fé e do amor e o capacete da esperança da salvação" (1 Tessalonicenses 5:7-8).

Acho que podemos interpretar isso tanto no sentido literal quanto no sentido figurado. Uma interpretação óbvia é: não se embriague. Não esteja sob influência de nada ou ninguém, a não ser de Jesus Cristo.

Mas falando de forma figurativa, podemos estar intoxicados com outras coisas. Jesus disse: "Tenham cuidado, para que os seus corações não fiquem carregados de libertinagem, bebedeira e ansiedades da vida, e aquele dia venha sobre vocês inesperadamente" (Lucas 21:34). O que comer, vestir ou onde morar são de fato coisas a ser providas a você e sua família. Mas não deixemos essas coisas se tornarem fontes de preocupação. Não deixemos nos tornar intoxicados com coisas que não são o principal.
Link para o texto original

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

O "Problema" da Espiritualidade

"Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos." (2 Timóteo 4:3-4)

Hoje em dia as pessoas dizem coisas do tipo: "Não gosto de religião. Curto espiritualidade".

Tradução: "Vou improvisando. Pego um pouco daqui, um pouco dali. O que servir para mim e para o meu tipo de vida é a minha fé."

De acordo com 1 Timóteo 4, um dos sinais do fim dos tempos é a apostasia, ou a rebelião. "O Espírito diz claramente que nos últimos tempos alguns abandonarão a fé e seguirão espíritos enganadores e doutrinas de demônios. Tais ensinamentos vêm de homens hipócritas e mentirosos, que têm a consciência cauterizada" (versículos 1-2).

O apóstolo Paulo depois também diz: "Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos" (2 Timóteo 4:3-4).

O que encontramos em algumas igrejas são pessoas dizendo: "Dê-me um cristianismo que me atenda. Não me amole com doutrina bíblica. Tem de ser animado. Tem de ser interessante. Tem de ser empolgante. Tem de ser motivante. Não me julgue. Não me diga para mudar de vida. Esse é o tipo de fé que eu quero".

O antídoto de Paulo para isso é: "Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina" (2 Timóteo 4:2).

Só existe um Deus, que é o Deus revelado na Bíblia. Ele é o Deus que nos amou tanto que nos enviou o Seu Filho, Jesus Cristo.

Então a igreja não deve concentrar-se em ser a maior; deve concentrar-se em ser forte — e, mais importante, em ser uma igreja que honre a Deus.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Efeitos a Longo Prazo

"O Senhor Deus fez roupas de pele e com elas vestiu Adão e sua mulher." (Gênesis 3:21)

Deve ter sido uma revelação ver essas preciosas criaturas ali deitadas, mortas. Ninguém havia morrido até então. E então Adão e Eva pecaram e se cobriram com folhas de figueira. No entanto, Deus disse essencialmente: "Não vai mais ser igual. Aqui estão algumas peles. Essas peles vieram de animais - os quais morreram por vocês. Algo teve que acontecer por causa do pecado de vocês."

Não pensamos muito nas repercussões do pecado. Aquele casal que decide se divorciar porque não está se dando bem não pensa em seus filhos. Eles não pensam nos efeitos de longo prazo.

A pessoa que rouba algo não pensa sobre o efeito disso sobre a pessoa de quem ela roubou. Não reflete sobre a forma como vai machucar os outros e a si.

Deus havia advertido a Adão que se ele comesse da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, ele morreria (ver Gênesis 2:17). E a morte, diz a Bíblia, veio através de Adão (ver Romanos 5:12). Primeiro, houve a morte dos animais, e então veio a morte dos seres humanos - tudo porque o pecado entrou no mundo.

Isso se resume a: Religião do homem X Religião de Deus. A religião do homem é como as folhas de figueira, tentando encobrir as coisas. A religião de Deus é a que, em última instância, aponta para o sacrifício de Jesus, porque Ele é o Cordeiro de Deus que tirou os pecados do mundo.

Como consequências do pecado de Adão e Eva, a primeira profecia messiânica foi dada (ver Gênesis 3:15). A linha de batalha foi desenhada. Deus iria corrigir este erro. Cristo esmagaria a cabeça do demônio, mas ele machucaria o seu calcanhar, quando Jesus foi à cruz e morreu pelos pecados do mundo.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

O Tempo Vai Mostrar

"Ouvindo o homem e sua mulher os passos do Senhor Deus que andava pelo jardim quando soprava a brisa do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus entre as árvores do jardim. Mas o Senhor Deus chamou o homem, perguntando: 'Onde está você?'" (Gênesis 3:8-9)

Quando brinco de esconde-esconde com as minhas netas, gosto de mostrar-lhes sempre um novo esconderijo. Então, quando é a minha vez de procurar, elas vão direto para o lugar que acabei de mostrar. Há vezes em que as procuro (ou finjo procurar) e posso escutá-las rindo e consigo ver seus pés aparecendo para fora do lugar onde estão escondidas.

Assim é quando tentamos esconder algo de Deus. Quando Adão e Eva se esconderam de Deus no Jardim, Deus chamou o homem perguntando: "Onde você está?" (Gênesis 3:9). Não creio que Deus tenha perguntado isso porque não soubesse onde eles estavam. Acho que Deus perguntou isso porque queria que Adão e Eva confessassem e pudessem corrigir o que haviam feito. Deus não pode perdoar um pecado que não foi confessado.

Deus não estava procurando informações. Ele estava procurando confissão. Ele sabia exatamente onde eles estavam. Ele sabia exatamente o que tinham feito.

A Bíblia diz: "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 João 1:9). "Confessar" significa "concordar com". Então, quando confessamos nosso pecado, estamos concordando com Deus.

No entanto, muitas vezes tentaremos racionalizar o pecado. Podemos até mesmo tentar nos convencer de que Deus está bem com isso, porque não fomos pegos nem enfrentamos as consequências do que fizemos.

Mas saiba uma coisa: Deus nunca está bem com o pecado. A bíblia diz: "[...] estejam certos de que vocês não escaparão do pecado que cometeram" (Números 32:23). Isso vai aparecer - talvez hoje... Talvez amanhã... Talvez em um mês... Talvez daqui a 10 anos. O tempo vai mostrar. Ele sempre mostra.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Deixe Deus Cobrir

"Somos como o impuro — todos nós! Todos os nossos atos de justiça são como trapo imundo. Murchamos como folhas, e como o vento as nossas iniquidades nos levam para longe." (Isaías 64:6)

Quando Moisés viu um dos seus companheiros hebreus sendo espancado por um egípcio, a Bíblia nos diz que ele "correu o olhar por todos os lados e, não vendo ninguém, matou o egípcio e o escondeu na areia" (Êxodo 2:12). O problema com a areia, especialmente no Egito, é que o vento sopra. Moisés deveria ter olhado para cima, ao invés de olhar para os lados.

Quando pecamos, nossa tendência é sempre tentar esconder.

Esse foi o caso de Adão e Eva. Quando fizeram o que Deus lhes disse para não fazerem, eles tentaram esconder os seus pecados: "Os olhos dos dois se abriram, e perceberam que estavam nus; então juntaram folhas de figueira para cobrir-se" (Gênesis 3:7).

Podemos achar um pouco engraçada a ideia de usar folhas de figueira como roupas, mas fazemos o mesmo quando tentamos cobrir os nossos pecados. É a nossa tendência natural.

A escolha mais comum para cobrir o pecado são boas obras. Sabemos que pecamos, mas vamos fazer coisas boas para Deus. Vamos frequentar a igreja duas vezes nesta semana. Vamos colocar um pouco mais de dinheiro na oferta. Vamos ler mais alguns capítulos da Bíblia. Faremos isso e aquilo para Deus...

Isso é como tentar viver no mundo real com o dinheiro do "Banco Imobiliário". Você pode ter seus hotéis na Avenida Paulista, mas no final das contas esse dinheiro não é real. Não vai funcionar no mundo real.

A Bíblia diz que nossa justiça é como trapo imundo para Deus (veja Isaías 64:6). Deus é quem deve fazer a limpeza - não nós.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Foi Isso Mesmo Que Deus Disse?

"Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito. E ela perguntou à mulher: 'Foi isto mesmo que Deus disse: Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim?'" (Gênesis 3:1)

Certa vez o comediante W. C. Fields foi encontrado folheando a Bíblia. Quando perguntado o que estava fazendo, ele respondeu: "Procurando por lacunas".

Acho que o diabo tem lido a Bíblia há muito tempo e ele procura por falhas. Ele irá citar mal a Bíblia. Ele irá distorcê-la. E isso é o que muitos cultos fazem. Eles tomarão as Escrituras e misturarão certos elementos da verdade com erros suficientes para destruir espiritualmente uma pessoa.

Quando o diabo tentou Eva no Jardim do Éden, ele distorceu as palavras de Deus. Ele distorceu o convite positivo de Deus para comer de todas as árvores, com uma única exceção. Ele a transformou em uma proibição negativa que foi projetada para lançar dúvidas sobre a bondade de Deus.

As primeiras palavras do diabo para Eva terminaram em um ponto de interrogação, destinado a fazer com que ela duvidasse do amor de Deus: "Foi isto mesmo que Deus disse: ‘Não comam de nenhum fruto das árvores do jardim’?" (Gênesis 3:1).

Note que ele estava citando Deus, mas distorceu completamente o que Ele havia dito. A declaração original de Deus a Adão foi: "E o Senhor Deus ordenou ao homem: 'Coma livremente de qualquer árvore do jardim, mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá'" (Gênesis 2:16-17).

O diabo não negou o que Deus falou. Ele simplesmente questionou se Deus realmente havia dito o que Eva pensou que Ele havia dito. Então questionou o amor de Deus. Ele queria fazer crer que Deus estava sugerindo algo de volta. Finalmente, ele colocou a sua própria mentira.

Eva tinha uma escolha. Ela poderia acreditar no que ele estava dizendo, ou poderia rejeitá-lo. Nós também temos essa escolha.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

O Melhor Dos Livros

"A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho." (Salmos 119:105

A Bíblia é o livro mais incrível que já foi escrito. É, literalmente, a mensagem de Deus para nós. Tecnicamente falando, a Bíblia é, na verdade, um conjunto de 66 livros, escritos em um período de 1.500 anos. Foi escrito por 40 autores diferentes, cada qual com sua própria caminhada de vida, desde reis até camponeses, de filósofos a pescadores, de poetas a estadistas e estudiosos. Cada um deles foi inspirado por Deus para escrever essas palavras.

De fato, 2 Pedro 1:20-21 diz: "Antes de mais nada, saibam que nenhuma profecia da Escritura provém de interpretação pessoal, pois jamais a profecia teve origem na vontade humana, mas homens falaram da parte de Deus, impelidos pelo Espírito Santo." A Bíblia é inspirada por Deus.

E 2 Timóteo 3:16 diz: "Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça."

Nas páginas dessas Escrituras estão as maiores histórias já contadas. Por "histórias", não quero dizer histórias únicas. Não me refiro a contos de fadas. Não me refiro a fábulas. Não me refiro a mitos. Estou falando de eventos históricos documentados. E a maior história já contada é obviamente a história do nascimento, vida, morte e ressurreição de Jesus dentre os mortos.

No entanto, a Bíblia não é meramente um livro histórico, embora seja isso também. Não é apenas história; é a história d'Ele. E também é a sua história. Porque quando olhamos algumas das histórias da Bíblia, nos vemos nelas.

Martin Luther disse: "A Bíblia está viva, ela me fala, tem pés, corre atrás de mim, tem mãos, ela me apodera."

Lemos a Bíblia para conhecer a Deus. E a lemos para entender melhor o plano de Deus para as nossas vidas.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Não Corra. Ande!

"Viveu ao todo 365 anos. Enoque andou com Deus; e já não foi encontrado, pois Deus o havia arrebatado." (Gênesis 5:23-24)

Não sei quanto a você, mas eu não gosto de correr. Então tento sair todo dia para caminhar. Ainda assim, as pessoas irão me dizer que eu preciso correr. E se eu correr, dizem que vou perder mais peso. Mas correr é algo que não funciona direito para mim. Eu corro por alguns minutos e logo me canso. Tudo começa a doer. Então eu ando.

Assim é como algumas pessoas estão em suas vidas cristãs. Elas decidem correr para Deus. Então dão o máximo. Colocam todo o esforço e entram em colapso. Então se levantam e correm novamente. E caem. E assim vão, nesse ciclo. Penso que Deus iria dizer: "Que tal andar? Apenas foque na regularidade. Caminhe todos os dias. Apenas ande consistentemente comigo".

A Bíblia nos diz que Enoque andou com Deus (veja Gênesis 5:24). O que significa andar com Deus? Andar significa um movimento regular, consistente, com esforço. A Bíblia não diz que Enoque "correu um sprint" com Deus. Ainda que a metáfora de correr uma corrida seja usada frequentemente nas Escrituras, neste caso lemos que Enoque "andou" com Deus. E a Bíblia diz, muitas vezes, que nós também devemos fazer o mesmo.

O apóstolo Paulo escreveu: "Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne" (Gálatas 5:16). Ele também escreveu aos colossenses: "Como, pois, recebestes o Senhor Jesus Cristo, assim também andai nele, arraigados e sobreedificados nele e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, nela abundando em ação de graças" (Colossenses 2:6-7).
Link para o texto original

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Recompensas Celestes

"Os vinte e quatro anciãos se prostram diante daquele que está assentado no trono e adoram aquele que vive para todo o sempre. Eles lançam as suas coroas diante do trono [...]" (Apocalipse 4:10)

Tenho um amigo que já participou de muitos triatlos e até já competiu em alguns Ironmans. Ele tem muitas medalhas. Uma vez eu o desafiei a sair em público com elas. Eu disse: "Coloque todas as suas medalhas e vá caminhar."

É claro que ele recusou (mas teria sido ótimo).

A Bíblia promete coroas para aqueles que são fiéis ao Senhor. Jesus prometeu à igreja em Esmirna a coroa da vida por causa de seu sofrimento (veja Apocalipse 2:10). O apóstolo Paulo escreveu que, se suportarmos à tentação, Deus nos dará a coroa da vida. Ele também escreveu a Timóteo: "Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda" (2 Timóteo 4:8).

Também lemos em Apocalipse 4:9-10: "Toda vez que os seres viventes dão glória, honra e graças àquele que está assentado no trono e que vive para todo o sempre, os vinte e quatro anciãos se prostram diante daquele que está assentado no trono e adoram aquele que vive para todo o sempre. Eles lançam as suas coroas diante do trono."

Os anciãos usavam uma coroa que denota, no idioma original, uma recompensa que é dada por um serviço fiel. Não é uma coroa de realeza como a de um rei ou a de uma rainha. É uma coroa de recompensa.

Podemos imaginar o Céu com grandes empreendedores, homens e mulheres caminhando e usando múltiplas medalhas ou coroas. Mas eles não usarão suas coroas no céu para se vangloriar do quanto conquistaram na Terra. Em vez disso, eles estarão lançando as suas recompensas no trono de Deus.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

O Terceiro Céu

"Conheço um homem em Cristo que há catorze anos foi arrebatado ao terceiro céu. Se foi no corpo ou fora do corpo, não sei; Deus o sabe." (2 Coríntios 12:2)

Li um artigo sobre uma fundação privada de astrônomos e ex-astronautas que estão construindo um telescópio espacial que vai orbitar o sol e rastrear corpos celestes que possam ameaçar a vida na terra. Um astronauta citado disse que nas primeiras três semanas de operação eles iam encontrar mais asteroides do que já foram encontrados nos últimos 200 anos.

Mas sabe o que eles não vão encontrar? O terceiro céu.

De acordo com a Bíblia, há três céus. Paulo escreve sobre isso em 2 Coríntios 12: "Conheço um homem em Cristo que há catorze anos foi arrebatado ao terceiro céu. Se foi no corpo ou fora do corpo, não sei; Deus o sabe. E sei que esse homem — se no corpo ou fora do corpo, não sei, mas Deus o sabe — foi arrebatado ao paraíso e ouviu coisas indizíveis, coisas que ao homem não é permitido falar" (versículos 2-4).

O que são os três céus? O primeiro Céu é o que vemos, a atmosfera, as nuvens. Se você fosse caminhar lá fora e olhasse para cima, esse que ia ver seria o primeiro Céu. Aí vem o segundo Céu, que seria tudo no cosmos — basicamente, as coisas acima da atmosfera da terra: a lua, o sol, as estrelas, os planetas, as galáxias, e assim por diante. Mas o terceiro Céu, diferentemente, é o lugar em que está o próprio Deus.

Lembro-me de ter lido sobre um astronauta russo que, ao comentar sobre a sua experiência no espaço, disse: "Não vi Deus lá em cima".

É porque não dá para enxergar o terceiro Céu.

Muitas vezes pensamos que o terceiro Céu fica distante, para além das galáxias. Mas acho que o terceiro Céu pode estar mais próximo do que imaginamos. Seja como for, ou esteja onde estiver, é o lugar onde está o próprio Deus.

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Totalmente Imprevisível

"Quanto ao dia e à hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, senão somente o Pai." (Mateus 24:36)

Quando o arrebatamento ocorrerá? Vou dar-lhe a resposta: não faço a mínima ideia. Nem eu e nem ninguém. Qualquer um que diz que sabe está seguramente mentindo.

Algum tempo atrás alguém tentava prever a data do retorno de Cristo. Provou estar errado. Não foi a primeira vez que ele fez isso. Ele havia feito outra previsão alguns anos antes provando-se errada. Então ele ajustou sua data. Isso também se mostrou errado. Finalmente, ele admitiu que estava errado o tempo todo, assim como qualquer outra pessoa que chegar a uma data, porque a Bíblia nos diz que, exceto para Deus, o Pai, ninguém sabe o dia ou a hora do retorno de Cristo.

Entretanto, isso pode acontecer a qualquer momento. Pode acontecer hoje. Pode acontecer esta noite. Isso acontecerá em um momento tão rápido que não pode ser medido no tempo humano. Paulo escreveu: "Eis que eu lhes digo um mistério: nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta. Pois a trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis e nós seremos transformados." (1 Coríntios 15:51-52).

A ciência diz que um piscar de olhos dura cerca de um milésimo de segundo. Além disso, a palavra "momento" que o apóstolo Paulo usa vem da palavra grega atomos, de onde a palavra "átomo" se origina. A ideia que está sendo transmitida é de um período de tempo tão curto que não pode ser dividido. Ao deixar um período de tempo, você entrará em outro.

É com essa rapidez que o Arrebatamento ocorrerá. E só o Deus Pai sabe quando. Portanto, sempre esteja pronto.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Arrebatados!

"Tendo dito isso, foi elevado às alturas enquanto eles olhavam, e uma nuvem o encobriu da vista deles." (Atos 1:9)

Nas Escrituras, encontramos uma série de exemplos de pessoas que - de repente - foram levadas para o céu.

Uma delas era Enoque. Hebreus 11:5 nos diz: "Pela fé Enoque foi arrebatado, de modo que não experimentou a morte; 'ele já não foi encontrado porque Deus o havia arrebatado', pois antes de ser arrebatado recebeu testemunho de que tinha agradado a Deus."

Aparentemente, Enoque e o Senhor frequentemente caminhavam juntos. E um dia, o Senhor pode ter dito: "Sabe, Enoque, hoje estamos um pouco mais perto da Minha casa do que da sua. Por que você não vem para casa comigo?" Então Enoque foi dormir em um lugar e acordou em outro. Ele entrou diretamente na presença de Deus - arrebatado para o encontro com o Senhor.

Depois, há Elias, o profeta que trabalhou maravilhas, que não morreu de morte natural, mas foi arrebatado de repente ao céu. A Bíblia nos diz que ele e Eliseu, que deveriam levar seu ministério, estavam caminhando juntos quando, de repente, apareceu uma carruagem de fogo, conduzida por cavalos de fogo. Atravessou entre os dois e Elias foi levado por um redemoinho no céu (veja 2 Reis 2:11).

No Novo Testamento, Filipe não foi arrebatado ao céu, mas de repente se mudou. Depois de pregar o evangelho a um homem da Etiópia, Filipe o batizou. Então lemos: "Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe repentinamente [...]" Filipe, porém, apareceu mais ao norte na cidade de Azoto (Atos 8: 39-40).

Então, há o próprio Jesus, que foi levado por uma nuvem enquanto os discípulos dele O observavam (ver Atos 1:9).

Um dia você terá seu próprio encontro com Deus, quando a vida como você a conhece vai acabar e você entrará na eternidade. Você estará pronto?

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

O Que é o Arrebatamento?

"Depois disso, os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. Consolem-se uns aos outros com estas palavras." (1 Tessalonicenses 4:17-18)

Um dia, talvez mais cedo do que esperamos, cada pessoa entrará na eternidade. No entanto, o céu não é o destino certo do não-crente; é a esperança da pessoa que colocou a sua fé em Jesus Cristo.

Se você é um cristão, vai para o Céu de uma dessas duas maneiras: pela morte ou pelo arrebatamento.

Sempre que o assunto do arrebatamento surge, há muitas perguntas. Alguns críticos gostam de frisar que não se encontra a palavra "arrebatamento" na Bíblia. Mas isso depende do tipo de bíblia que você tenha. Se você tem uma tradução em Latim, você tem a palavra rapturous, da qual é derivada a nossa palavra "arrebatamento". E a palavra rapturous vem da palavra grega harpazÅ, que é mencionada 13 vezes no Novo Testamento.

O versículo mais conhecido que se refere ao evento em que chamamos de Arrebatamento é encontrado em 1 Tessalonicenses 4:16-17: "Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá do céu, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois disso, os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre".

A palavra arrebatados é traduzida daquela palavra grega harpazÅ, que significa tomar à força, arrancar ou apanhar. E é assim que será o arrebatamento.

Imagine isso: num dia normal, de repente, num momento tão rápido que não pode ser medido pelo tempo humano, você ser colocado na presença de Deus e ser reunido com os seus entes queridos. E o melhor de tudo: você estar cara a cara com o próprio Jesus.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Armazenadas no Céu

"Ao recebê-lo, os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro. Cada um deles tinha uma harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos" (Apocalipse 5:8)

Há momentos em que a vida simplesmente não nos parece justa. Nada faz sentido e nos perguntamos por que Deus não responde às nossas orações.

Mas Ele irá responder a sua oração - em Seu tempo, em Sua glória e da Sua maneira.

Apocalipse 5:8 nos dá um detalhe interessante sobre o Céu: "Ao recebê-lo, os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro. Cada um deles tinha uma harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos". Quando estivermos no Céu, em frente ao trono de Deus, e quando aquelas taças de ouro, cheias de orações, forem trazidas à nossa presença, vamos perceber que Deus ouviu cada uma das pequenas orações que fizemos. E penso que iremos também entender que Sua resposta foi muito melhor que aquilo que pedimos naquela ocasião.

Iremos perceber que Deus anulou alguns dos nossos pedidos, porque simplesmente não era o melhor para nós. O que não entendemos hoje é que essa dificuldade, tragédia ou evento inexplicável irá, no fim, direcionar a algum outro evento, que irá tocar alguma outra pessoa, e que irá afetar positivamente a sua situação.

É como uma enorme reação em cadeia, que irá produzir isso, isso e aquilo, tudo para a glória de Deus. Então aquela coisa que você queria não deu certo, aquela circunstância teve de ocorrer para produzir outras coisas e, no fim, você irá glorificar a Deus. Enquanto isso tudo acontece, temos que confiar em Deus, sabendo que tudo será revelado no Céu quando estivermos perante o Senhor.

Algumas orações são respondidas muito rapidamente. Outras são armazenadas no céu para uma resposta que ainda está por vir.

Deus não apenas mantém as nossas lágrimas em um odre (veja Salmo 56:8) como também mantém as nossas orações em um pote. Deus nunca as descarta. Ele as guarda para nós.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Faça o Que Fizer

"Nele fomos também escolhidos, tendo sido predestinados conforme o plano daquele que faz todas as coisas segundo o propósito da sua vontade, a fim de que nós, os que primeiro esperamos em Cristo, sejamos para o louvor da sua glória." (Efésios 1:11-12)

Viver para o prazer nunca traz prazer, mas viver para Deus traz prazer como efeito colateral — não por se buscar prazer, mas por se buscar a Ele. A Bíblia nos diz que na presença d'Ele há alegria plena e que, à Sua direita, há prazer eterno (ver Salmo 16:11).

Precisamos nos lembrar de que vivemos para a glória de Deus. O apóstolo Paulo escreveu aos crentes de Corinto: "Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus" (1 Coríntios 10:31).

Se não posso fazer certa coisa para a glória de Deus, então nem deveria fazê-la. Eu devo ser capaz de escrever "Santificado seja o Teu nome" em qualquer objetivo que tiver na vida.

Você é capaz de escrever isso no seu casamento hoje? Santificado seja o Teu nome. É capaz de escrever isso na sua carreira e na sua ética profissional? Santificado seja o Teu nome. É capaz de escrever isso com aquilo que preenche o seu tempo livre? Santificado seja o Teu nome.

Não importa qual a sua vocação. Se você for empreiteiro, construa para a glória de Deus. Se for mãe, que seja para a glória de Deus. Se musicista, toque para a glória de Deus. Faça o que fizer, que seja para a glória de Deus. É para isso que você está na terra. E se viver para a glória de Deus, você irá conhecer o prazer de Deus.

A vida é preparação para a eternidade. Fomos feitos por Deus e para Deus. E Ele quer que pratiquemos na terra o que faremos na eternidade.

Você vive para a glória de Deus ou para a sua própria glória?

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Por Que Existimos?

"Tu, Senhor e Deus nosso, és digno de receber a glória, a honra e o poder, porque criaste todas as coisas, e por tua vontade elas existem e foram criadas". (Apocalipse 4:11)

Por que existimos? Por que Deus nos criou? Qual é o sentido da vida?

Não muito tempo atrás, eu decidi colocar essa pergunta para a Siri, a assistente pessoal inteligente do meu iPhone. Perguntei ao software: "Siri, qual é o sentido da vida?"

"Eu realmente não sei, mas acho que existe um aplicativo para isso", respondeu Siri.

Eu tentei novamente: "Siri, qual é o sentido da vida?"

"Todas as evidências até agora indicam para o chocolate."

Eu fiz mais uma tentativa: "Siri, qual é o sentido da vida?"

Siri respondeu: "Estou surpreso que você faça essa pergunta a um objeto inanimado."

Exatamente. As respostas de Siri foram tão boas quanto as que as pessoas apresentavam. Uma pesquisa foi feita entre os americanos que foram questionados sobre o propósito da vida e 61% disseram que o objetivo principal da vida era o prazer e a realização pessoal.

A mesma pergunta foi feita com cristãos e 50% disseram que o propósito da vida era o prazer e a autossatisfação. Mas isso é verdade? Esse é o propósito da vida para nós cristãos, a razão pela qual existimos?

Para encontrar a resposta temos que ir às Escrituras. Na verdade, temos que ir ao Céu para descobrir por que estamos na Terra. Em Apocalipse 4, o apóstolo João descreveu uma cena no céu. Ele viu o Senhor, sentado no Seu trono, resplandecente em glória. Ao redor do trono, viu seres viventes que adoravam Deus dia e noite. Havia 24 anciãos que também adoravam, dizendo: "Tu, Senhor e Deus nosso, és digno de receber a glória, a honra e o poder, porque criaste todas as coisas, e por tua vontade elas existem e foram criadas" (versículo 11).

Então, por que existimos? Por que fomos criados? Resposta: para trazer glória e prazer a Deus.

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

E Depois?

"Agora que já se ouviu tudo, aqui está a conclusão: Tema a Deus e guarde os seus mandamentos, pois isso é o essencial para o homem." (Eclesiastes 12:13)

Um homem mais velho estava falando com um jovem estudante de direito sobre os seus planos futuros e perguntou o que ele queria fazer depois de se formar.

O jovem disse: "Bem, eu gostaria de conseguir um emprego em um bom escritório de advocacia e gostaria de começar a ganhar algum dinheiro."

O homem mais velho disse: "Está bem. Parece bom. E depois?"

"Bem, gostaria de me casar", disse ele. "Gostaria de ter algumas crianças, colocar meus filhos em boas escolas e ter dinheiro suficiente para finalmente obter uma segunda casa."

"Ok. E depois?"

"Bem, depois de ter trabalhado por um tempo, talvez eu possa chegar a um ponto em que poderei me aposentar. Espero que a minha saúde seja boa, e minha esposa e eu possamos viajar pelo mundo."

Tudo bem. E depois?"

"Bem, acho que eu apenas transferiria meu dinheiro para os meus filhos, esperando que eles tenham uma vida tão confortável quanto a minha."

"E depois?"

"Bem", o jovem disse: "Acho que vou morrer".

E o homem mais velho disse: "Sim. E depois?"

E depois? Depois é a eternidade. Muitas vezes, pensamos nesta vida como sendo tudo e esquecemos da próxima vida. Mas, na verdade, essa vida é a vida que vem antes. Então vem a vida após a morte. É como o aquecimento antes de uma partida. Há mais por vir. Por isso, é muito importante que saibamos por que estamos aqui nesta terra. Se não o fizermos, podemos facilmente desperdiçar a nossa vida.

Há um ditado que diz que, se você mirar em nada, estará prestes a acertar.