quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Um Arauto do Rei

"Pois não deixei de proclamar-lhes toda a vontade de Deus." (Atos 20:27)

Quando prego o evangelho nos eventos da Harvest Crusade, sinto que tenho uma solene responsabilidade de passar o evangelho com exatidão — não distorcê-lo, não tirar nada dele e não acrescentar nada a ele.

Pessoas já me disseram: "Sabe, a mensagem que você passa é tão simples".

Exato. Eu me esforço para isso, pois quero deixar de fora as coisas não essenciais e manter no lugar as coisas centrais à mensagem do evangelho.

A palavra "proclamar" originalmente tinha o significado de declarar uma mensagem como arauto do rei. Um arauto declara o que o rei manda que ele declare. Como o apóstolo Paulo contou aos anciãos efésios: "Pois não deixei de proclamar-lhes toda a vontade de Deus" (Atos 20:27). Como arauto, preciso passar a mensagem toda. Meu trabalho de arauto é anunciá-la, proclamá-la.

E qual é essa mensagem que fomos chamados a trazer à nossa cultura hoje? É a mensagem do evangelho. A palavra evangelho significa "boa nova". É notícia boa num mundo mau. A má notícia é que todos pecamos e quebramos os mandamentos de Deus, e ficamos aquém de Sua glória. Não há nada que possamos fazer para endireitar isso com nossas próprias forças. Mas a boa notícia é que Deus nos amou tanto que mandou Seu próprio Filho Jesus Cristo para morrer na cruz em nosso lugar. E se deixarmos o nosso pecado e crermos em Jesus, podemos ser perdoados.

Algumas vezes há para um pregador a tentação de só falar dos tópicos que pessoalmente lhe interessem. Mas a realidade é que devemos passar tudo o que a Palavra de Deus tem a dizer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário