segunda-feira, 14 de agosto de 2017

O Impacto do Evangelho

"E estão vendo e ouvindo como este indivíduo, Paulo, está convencendo e desviando grande número de pessoas aqui em Éfeso e em quase toda a província da Ásia. Diz ele que deuses feitos por mãos humanas não são deuses." (Atos 19:26)

A cidade de Éfeso desempenha um papel importante na igreja do Novo Testamento, especialmente na vida e no ministério do apóstolo Paulo. Ele passou dois anos nessa cidade.

Éfeso era um centro de adoração para a falsa deusa conhecida como Artemis ou Diana. Os moradores de Éfeso ganhavam dinheiro vendendo artefatos da deusa, o que era muito lucrativo para eles. Tudo estava indo bem até o apóstolo Paulo aparecer e começar a pregar o evangelho. Quando Deus começou a trabalhar, pessoas foram sendo curadas.

Em Atos 19, encontramos o relato de um homem possuído por demônios, e de alguns exorcistas que tentaram expulsar o demônio dele em nome do "Jesus que Paulo prega".

A resposta do espírito maligno foi: "Jesus, eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são?" (versículo 15). Assim, o endemoninhado os atacou, e eles fugiram, feridos.

Então, o versículo 17 diz: "Quando isso se tornou conhecido de todos os judeus e os gregos que viviam em Éfeso, todos eles foram tomados de temor; e o nome do Senhor Jesus era engrandecido." Como resultado, as pessoas trouxeram seus pergaminhos com os escritos sobre falsos deuses e ocultismo e os queimaram. A cidade foi impactada pelo evangelho de Jesus Cristo.

Como isso era ruim para o comércio de ídolos, um dos artesãos levantou-se e disse: "Senhores, vocês sabem que temos uma boa fonte de lucro nesta atividade e estão vendo e ouvindo como este indivíduo, Paulo, está convencendo e desviando grande número de pessoas aqui em Éfeso e em quase toda a província da Ásia. Diz ele que deuses feitos por mãos humanas não são deuses" (Atos 19:25-26). Isso provocou uma revolta, que aconteceu num teatro que ainda hoje existe.

Esse é o poder e o impacto do evangelho.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário