quarta-feira, 14 de junho de 2017

Partiu Tão Cedo


"Diante de ti somos estrangeiros e forasteiros, como os nossos antepassados. Os nossos dias na terra são como uma sombra, sem esperança." (1 Crônicas 29:15)

Fazemos muito dessa vida, mas ela vem e vai rapidamente. A Bíblia nos diz: "Diante de ti somos estrangeiros e forasteiros, como os nossos antepassados. Os nossos dias na terra são como uma sombra, sem esperança" (1 Crônicas 29:15). Pensamos muito sobre esta vida e muito pouco sobre a eternidade.

Em seu livro, Randy Alcorn escreve: "A vida eterna significa desfrutar para sempre os melhores momentos da Terra da maneira que eles foram concebidos. Como no Céu vamos finalmente experimentar a vida em sua plenitude, seria mais correto chamar a nossa presente existência de 'antes da vida' do que para chamar o que segue a vida de 'após a morte'."

É como os trailers que são mostrados no início de um filme. Várias vezes achei os trailers melhores do que os filmes promovidos. Claro, você não sai para ver um filme só para assistir aos trailers. Você vai ao cinema para ver o filme em si.

A vida na terra, de muitas maneiras, é como os trailers que vêm e vão um pouco rapidamente, enquanto o filme é como a eternidade. Esse é o evento principal.

Pensamos muito sobre essa parte secundária de nossa existência, mas não pensamos muito sobre a parte eterna, que é o principal evento para o qual tudo está construído. A eternidade é... digamos... eterna - o que significa que continua, que não tem fim.

Uma pessoa assim resumiu: "A eternidade para o piedoso é um dia que não tem pôr-do-sol. A eternidade para o ímpio é uma noite que não tem nascer do sol."
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário