quarta-feira, 7 de junho de 2017

A Fonte de Todo o Conforto

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação" (2 Coríntios 1:3)

Num mundo de dor e feridas, Deus nos conforta para que possamos confortar também os outros. A adversidade nos dá uma maior compaixão por aqueles que sofrem. E muitas vezes o sofrimento é um chamado de alerta para que possamos ver o sofrimento do mundo.

Lemos em 2 Coríntios 1:3-5 "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações. Pois assim como os sofrimentos de Cristo transbordam sobre nós, também por meio de Cristo transborda a nossa consolação."

Hoje, me vejo caminhando em muitas situações que, num outro momento da minha vida, eu teria me afastado. Quando ouvi falar de pais que perderam um filho, mesmo que eu não os conhecesse pessoalmente, entrei em contato e orei por eles. Não que eu tenha palavras profundas para compartilhar, mas eu tenho uma compreensão geral do que eles estão passando. Quero usar a minha dor como uma ferramenta para ajudar os outros.

Quando você passa por uma dificuldade, quer ajudar alguém. Eu me lembro quando o tenente-coronel (aposentado) Brian Birdwell falou na nossa igreja. Sobrevivente do ataque de 11 de Setembro ao Pentágono, ele foi gravemente ferido, tendo mais de 60 por cento do seu corpo queimado. Quando eu sugeri que fôssemos depois almoçar, ele me disse que já havia se comprometido a visitar a unidade local de queimados. Ele disse: "Vou visitar as vítimas de queimaduras e dizer-lhes que há esperança."

Você pode confortar os outros com o mesmo conforto que Deus lhe deu. Deus pode usar a adversidade como um meio em sua vida para ministrar conforto aos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário