terça-feira, 27 de junho de 2017

Um Olhar Contínuo Para a Frente

"Mantenham o pensamento nas coisas do alto, e não nas coisas terrenas." (Colossenses 3:2)

C. S. Lewis escreveu: “Um olhar contínuo para frente para a eternidade não é (como algumas pessoas pensam) uma forma de escapar, ou um pensamento ilusório, mas uma das coisas mais importantes que um cristão deve fazer.”

Em Colossenses 3, Paulo nos diz que precisamos pensar a respeito da vida eterna: “Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham o pensamento nas coisas do alto e não nas coisas terrenas.” (Colossenses 3:1-2)

"Manter o pensamento" significa envolver-se numa investigação diligente, ativa, unilateral. Poderia ser traduzido como “ter uma disposição interna”. Em outras palavras, Paulo está dizendo “Pensem nos céus. E pensem mais ainda nos céus.” O verbo que Paulo usou nos dá a entender que devemos manter essa disposição de forma contínua, pensar nos céus de forma contínua.

Nossos pés podem estar na terra, mas nossas mentes devem estar nos céus. Infelizmente alguns de nós não têm um único pensamento sobre os céus e a eternidade. Mas, se quisermos viver como cristãos, devemos pensar dessa forma.

Como podemos pensar sobre um lugar em que nunca estivemos? Buscando o que a Bíblia diz sobre esse lugar. O Paraíso não é uma metáfora ou um estado mental. O Paraíso é um local real, de acordo com as Escrituras. É o local onde o próprio Deus está presente. Jesus disse: “[...] vou preparar-lhes lugar.” (João 14:2)

O que está lhe preocupando neste exato momento? Sempre há esperança e a esperança está em Deus. Se você colocou a sua fé em Cristo, então deve ter a esperança do Paraíso. Um dia você estará com o Senhor. E isso põe tudo na perspectiva correta.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Gratidão e Pureza

"Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus." (1 Tessalonicenses 5:18)

Você tem uma atitude de gratidão? É dito em 1 Tessalonicenses 5:18: "Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus". A vontade de Deus para nós é a de darmos graças. Note que esse versículo não diz para dar graças só quando as coisas forem bem. É para dar graças não importando em como as coisas estiverem. É ter uma atitude de reconhecer que Deus está no comando de todas as circunstâncias que cercam as nossas vidas.

Isso significa que submetemos nossa vontade à vontade de Deus, que confiamos que Ele esteja no comando, e que Lhe damos de antemão todo o louvor — mesmo antes que vejamos a solução do problema que estejamos enfrentando.

Não estou dizendo que devamos dar graças por nossos problemas, mas sim que devemos dar graças apesar dos nossos problemas, pois Deus está no comando e, no fim das contas, Ele vai arrumar tudo. Temos a Palavra Dele quanto a isso. E nesse ínterim a vontade Dele para nós é que tenhamos a atitude de agradecer.

Também é a vontade de Deus para nós uma vida pura. É dito em 1 Tessalonicenses 4:3: "A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual". Que significa "santificação"? É uma palavra que se refere a santidade e consagração. Então Deus está dizendo essencialmente: "Quero que vocês vivam uma vida santa. Quero que sejam puros sexualmente."

Isso quer dizer que, se você é solteiro, não tenha relações sexuais. E se é casado, quer dizer que você não deva fazer sexo com ninguém mais, além de seu cônjuge. No entanto, é surpreendente quantas pessoas pensam ser a exceção dessa regra.

Não se consegue discernir a vontade de Deus vivendo-se imoralmente ou cheio de preocupação e pânico. Começa-se obedecendo a vontade revelada por Deus.
Link para o texto original

sexta-feira, 23 de junho de 2017

O Plano de Deus Sobre Nós

"Senhor meu Deus! Quantas maravilhas tens feito! Não se pode relatar os planos que preparaste para nós! Eu queria proclamá-los e anunciá-los, mas são por demais numerosos!" (Salmos 40:5)

Diz-se que o homem pode viver 40 dias sem comida, três dias sem água, oito minutos sem ar e cerca de um segundo sem esperança. Todos nós precisamos de esperança para viver.

Ter esperança não significa andar por aí com um sorriso permanente no rosto. Nem significa que você não sente o que as outras pessoas sentem. Esperança e dor podem coexistir.

Eis o que Deus disse aos israelitas quando eles estavam vivendo no cativeiro babilônico: "'Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês', diz o Senhor, 'planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.'" (Jeremias 29:11)

Eles sentiram que Deus havia se esquecido deles e os tinha abandonado. Assim, o Senhor disse: "Ei, todos, ouçam: eu conheço os planos que tenho sobre vocês. São planos de paz, não de mal, para lhes dar um futuro e uma esperança." Ele basicamente estava dizendo a Israel que seus dias não estavam acabados. Ele tinha um futuro para eles. E Deus está dizendo o mesmo para nós.

Teria sido suficiente se Deus tivesse dito: "Conheço o único plano que tive para você por um momento passageiro." Você não ficaria feliz em saber que o Deus Todo-Poderoso, Criador do universo, teve um único plano para você? Eu iria. Mas isso não é o que Ele disse.

Deus disse: "Eu conheço os planos que tenho para vocês." Ou seja, planos, plural - mais do que um. Note também o uso do tempo presente: "Eu sei os planos que tenho sobre vocês." Os planos são o que Deus pensou, o que Ele está pensando, e o que Ele ainda pensará. E seus planos são bons.
Link para o texto original

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Disponibilidade, Não Capacidade

"Eu sou o Senhor; esse é o meu nome! Não darei a outro a minha glória nem a imagens o meu louvor." (Isaías 42:8)

Que tipo de pessoa Deus quer usar? Que qualificações Ele procura em alguém? Um intelectual? Um líder nato? Deus poderia usar alguém que é um pouco tímido? Será que teria que ser uma pessoa muito talentosa ou bonita?

Não. Na verdade, parece que Deus, às vezes, surpreende e escolhe as pessoas mais inesperadas.

Se eu tivesse que escolher uma passagem das Escrituras que melhor resume a minha vida como cristão, acho que escolheria 1 Coríntios 1:26-29, onde o apóstolo Paulo escreveu: "Irmãos, pensem no que vocês eram quando foram chamados. Poucos eram sábios segundo os padrões humanos; poucos eram poderosos; poucos eram de nobre nascimento. Mas Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes. Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante dele."

Não há uma pessoa que tenha tido menos chance de alcançar algo na vida do que eu. Eu era sempre a última pessoa escolhida pela equipe em qualquer esporte. Academicamente eu nunca fui bom. Eu sempre decepcionei na maioria das áreas da minha vida. Então, quando o Senhor me escolheu para servi-Lo, estava muito claro que era escolha Dele, e não minha. Isto porque Deus não dá a Sua glória a outros.

Como disse antes, Deus não está procurando por capacidades, mas sim por disponibilidade. Você está disponível para Ele?

terça-feira, 20 de junho de 2017

A Autoridade Final

"A relva murcha, e as flores caem, mas a palavra de nosso Deus permanece para sempre." (Isaías 40:8)

Embora não saibamos muito sobre o Céu, acho que o Céu sabe mais sobre a Terra do que o contrário. Em outras palavras: embora eu realmente não saiba o que os meus entes queridos estão fazendo no Céu agora, acho que eles podem estar mais conscientes daquilo que esteja fazendo aqui.

Entretanto, temos de ser muito cuidadosos nesta área, porque se alguém que amamos foi para o Céu antes de nós, tendemos a nos perguntar como é lá. Queremos saber mais. Talvez seja por isso que existam livros nas listas de best-sellers escritos por pessoas que dizem ter ido para o Céu e voltado para contar a história.

Talvez você tenha lido alguns desses livros. Eu estava dando uma olhada num outro dia e figuei preocupado em encontrar, nas poucas páginas que li, algumas discrepâncias com a Bíblia. Encontrei coisas que não se alinharam com as Escrituras. O que me preocupa é que conheço cristãos que formaram suas opiniões sobre o Céu com base no que leram em livros como esses.

Talvez os autores tenham ido ao Céu e voltado para nos contar a história. Por outro lado, talvez os autores nunca tenham ido ao Céu. Eu não sei. Tudo o que sei é que tenho apenas uma fonte para medir essas coisas: a Bíblia. Deus nos deu um livro para nos contar sobre o Céu: as Sagradas Escrituras.

Você acha que Deus estava esperando por alguém ter uma experiência de retorno da morte para que pudesse voltar e iluminar o resto de nós com o que viu? Acho que não. Tudo o que precisamos saber sobre o Céu está na Palavra de Deus. Lembre-se, se é novo, não é verdade. Se for verdade, não pode ser novo. Portanto, proceda com cautela nessa área.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Não é o Fim

"Desde os tempos antigos ninguém ouviu, nenhum ouvido percebeu, e olho nenhum viu outro Deus, além de ti, que trabalha para aqueles que nele esperam." (Isaías 64:4)

O Paraíso é a oportunidade de desenvolver e preencher sonhos maiores do que qualquer coisa que exista no mundo. Se não alcançamos algo na terra, ainda o podemos depois.

É importante perceber isso porque existem pessoas que têm vidas muito difíceis. Há pessoas que têm uma vida breve. Não consigo pensar em algo mais triste do que quando uma criança morre ou quando uma jovem mulher nos deixa num momento que consideramos “antes da hora”.

Mas Deus promete compensar. Deus promete ir até eles. Morte para os Cristãos não é o fim da vida, mas a continuação da vida em outro lugar.

Estaremos melhor na eternidade, pois o nosso sofrimento é temporário. Pensamos no aqui e agora, mas Deus pensa na eternidade. Pensamos de forma temporal, e Deus de forma eterna. Pensamos no que nos faz feliz, mas Deus pensa naquilo que nos fará santos. Ele olha para a vida como um todo.

E neste plano e propósito de Deus podem acontecer coisas pelas quais eu tenha que passar e que não façam sentido pra mim no momento. Mas quando chegar nos Céus, vou perceber que me tornei melhor por causa dessas coisas. Vou perceber que fui transformado na imagem de Jesus Cristo como resultado daquilo que passei. Vou descobrir que novas oportunidades de ministério foram abertas, e que isso não teria ocorrido caso essas coisas não tivessem ocorrido.

Haverá algo sobre essas coisas que me fará olhar para trás e dizer: “Agora eu entendo porque Deus permitiu que essas coisas acontecessem comigo”. Então tudo será resolvido. E acho que este argumento de que existe um bem maior é algo muito sólido que encontramos na Bíblia quando pensamos no por quê de Deus permitir nosso sofrimento.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Problemas Temporários

"Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno." (2 Coríntios 4:18)

As adversidades nos preparam para o que Deus tem à frente. O povo de Deus terá uma maravilhosa eternidade porque sofreu temporariamente. Essa troca pela eternidade vai fazer valer a pena.

Nossos problemas não irão durar para sempre. Como 2 Coríntios 4:17 diz: "pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles."

O argumento "por um bem maior" é possivelmente o maior da Bíblia quando se trata dos por quês do sofrimento humano. Mas ele exige grande confiança de nossa parte. Isso significa que devemos olhar para o nosso sofrimento e dizer "Isso vai fazer todo o sentido na eternidade, e vai produzir algo que não estaria lá caso esse sofrimento não estivesse acontecendo. Então, na fé, irei aceitar essa verdade e esperar o resultado."

Independente do tamanho da tragédia, Deus pode tirar coisas boas das ruins. Isso não significa que Ele transforme diretamente algo ruim em algo bom. Significa que, apesar das coisas ruins, Ele pode trazer coisas boas. Essa é uma importante distinção, porque o que normalmente as pessoas fazem é procurar por causa e efeito. Elas tentam conectar os elos: "Essas coisas ruins aconteceram para que essa coisa boa pudesse acontecer... e essa outra coisa, ainda melhor, aconteceu. Agora entendo."

Algumas vezes a vida funciona assim. Foi assim com José. Depois de ter sido traído por seus irmãos, para ele foi possível afirmar a eles: "Vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus o tornou em bem, para que hoje fosse preservada a vida de muitos." (Gênesis 50:20)

Mas às vezes nós não conseguimos ver o desfecho. Ainda assim, "Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito." (Romanos 8:28).

No fim, todas as coisas trabalham juntas para o bem.
Link para o texto original

quinta-feira, 15 de junho de 2017

O Local da Justiça Cósmica

"Pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno." (2 Coríntios 4:17-18)

Todos sabemos que a vida não é justa, que ela é cheia de desigualdades e injustiças. Claro, algumas vezes o bem é recompensado e o mal é punido. Mas com muita frequência acontece o contrário. Vemos pessoas boas sofrerem e pessoas más terem sucesso.

Embora seja verdade que a vida não é justa, também é verdade que Deus é bom. Ele é justo e santo, e ama todos nós. E um dia, na eternidade, Deus corrigirá todos os males. Todas aquelas perguntas sem resposta serão respondidas. As coisas injustas da vida serão resolvidas. A dor será substituída pelo conforto. Lágrimas serão substituídas por alegria e riso. O céu é onde as perdas são mais do que compensadas.

Saber disso nos dá uma perspectiva melhor das lutas em nossa vida. O apóstolo Paulo nos lembra: "Pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles. Assim, fixamos os olhos, não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno" (2 Coríntios 4:17-18).

Deus tem outros tempos e lugares onde nossos sonhos e esperanças podem se realizar. Vemos as coisas de certo modo aqui na terra, mas isso pode mudar da noite para o dia. Isso pode mudar numa fração de segundos quando entrarmos na eternidade.

Como Dinesh D'Souza disse: "O céu é o local da justiça cósmica. É onde os servos fiéis do Senhor que chegaram por último recebem seu devido prêmio e recompensa".

Tudo será arrumado no lado de lá.

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Partiu Tão Cedo


"Diante de ti somos estrangeiros e forasteiros, como os nossos antepassados. Os nossos dias na terra são como uma sombra, sem esperança." (1 Crônicas 29:15)

Fazemos muito dessa vida, mas ela vem e vai rapidamente. A Bíblia nos diz: "Diante de ti somos estrangeiros e forasteiros, como os nossos antepassados. Os nossos dias na terra são como uma sombra, sem esperança" (1 Crônicas 29:15). Pensamos muito sobre esta vida e muito pouco sobre a eternidade.

Em seu livro, Randy Alcorn escreve: "A vida eterna significa desfrutar para sempre os melhores momentos da Terra da maneira que eles foram concebidos. Como no Céu vamos finalmente experimentar a vida em sua plenitude, seria mais correto chamar a nossa presente existência de 'antes da vida' do que para chamar o que segue a vida de 'após a morte'."

É como os trailers que são mostrados no início de um filme. Várias vezes achei os trailers melhores do que os filmes promovidos. Claro, você não sai para ver um filme só para assistir aos trailers. Você vai ao cinema para ver o filme em si.

A vida na terra, de muitas maneiras, é como os trailers que vêm e vão um pouco rapidamente, enquanto o filme é como a eternidade. Esse é o evento principal.

Pensamos muito sobre essa parte secundária de nossa existência, mas não pensamos muito sobre a parte eterna, que é o principal evento para o qual tudo está construído. A eternidade é... digamos... eterna - o que significa que continua, que não tem fim.

Uma pessoa assim resumiu: "A eternidade para o piedoso é um dia que não tem pôr-do-sol. A eternidade para o ímpio é uma noite que não tem nascer do sol."
Link para o texto original

terça-feira, 13 de junho de 2017

Esperança Duradoura e Verdadeira

"Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança." (Romanos 15:4)

A esperança que os seguidores de Jesus Cristo têm não é um pensamento ilusório. Nem é um otimismo cego. É uma confiança tranquila. É uma certeza sobrenatural. Quando a Bíblia fala de esperança, não é a esperança deste mundo. Pelo contrário, é algo completamente diferente. Na verdade, as palavras grega e hebraica que traduzem "esperança" falam de certeza. Na Bíblia, a palavra "esperança" significa uma expectativa forte e confiante.

Onde encontramos tal esperança? Nas páginas das Escrituras. A esperança verdadeira e duradoura vem de Deus e da Sua Palavra.

O salmista escreveu: "Tu és o meu abrigo e o meu escudo; e na tua palavra coloquei a minha esperança" (Salmo 119:114). De fato, uma das razões pelas quais as Escrituras nos foram dadas, de acordo com Romanos 15:4, era nos trazer esperança: "Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras, mantenhamos a nossa esperança".

E como essa esperança se fortalece? Nos momentos de crise. Uma coisa é falar de esperança na teoria. Outra coisa é na prática, onde nós a colocamos à prova e vemos se ela faz o que deve fazer.

Tenho colocado minha fé à prova, e experimentado as promessas de Deus. E tudo têm se comportado muito bem. Tenho encontrado todas aquelas coisas sobre as quais tenho pregado ao longo dos anos.

Claro que você não tem que construir sua fé com base no que eu digo. Na verdade, espero que você nunca faça isso. Você tem que construir a sua fé com base naquilo que a Bíblia diz.
Mas como um cristão que aplicou essas verdades em sua vida, descobri que as promessas de Deus são totalmente confiáveis.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Nunca Sem Esperança

"Esse é o destino de todo o que se esquece de Deus; assim perece a esperança dos ímpios." (Jó 8:13)

Há um ditado que diz que um homem pode viver 40 dias sem comida, cerca de 3 dias sem água, cerca de 8 minutos sem ar, mas apenas um segundo sem esperança. Não importa o que enfrentamos, nós todos precisamos de esperança.

Mas onde vamos encontrar essa esperança que tanto precisamos? Não vamos encontrá-la em pessoas ou em coisas. Nem vamos encontrá-la em um político ou uma ideologia política, independentemente de qual seja ela. Nem tampouco na tecnologia, na ciência, num relacionamento ou numa realização pessoal.

Às vezes as pessoas vão colocar suas esperanças em investimentos, nas suas contas bancárias ou em suas casas. Mas escute o que a Bíblia diz em Jó 8:13-15: "Esse é o destino de todo o que se esquece de Deus; assim perece a esperança dos ímpios. Aquilo em que ele confia é frágil, aquilo em que se apóia é uma teia de aranha. Encosta-se em sua teia, mas ela cede; agarra-se a ela, mas ela não aguenta."

Estas são palavras muito atuais à luz da atual situação econômica do nosso país. Não devemos colocar nossas esperanças nas pessoas. Não devemos colocar a nossa esperança nas coisas. Precisamos colocar a nossa esperança em Deus. Isso é o que a Bíblia ensina.

Salmo 42:5-6 diz: "Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus. A minha alma está profundamente triste; por isso de ti me lembro desde a terra do Jordão, das alturas do Hermom, desde o monte Mizar."

Isso nos dará a força para seguir em frente na vida, porque sabemos que há uma vida após a morte em que as coisas serão feitas corretamente.

Pode haver momentos em que você se sinta indefeso, mas você nunca deve se sentir sem esperança. A Bíblia reúne promessas de esperança para cada seguidor de Jesus Cristo.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Uma Visão do Todo

"'Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos', declara o Senhor." (Isaías 55:8)

Em certa ocasião os discípulos de Jesus levantaram o assunto a respeito de uma torre que havia caído sobre um grupo de gentios. Gentios eram não-judeus, incrédulos, pagãos. Então a suposição era de que a torre caiu sobre eles porque eles não criam em Deus. Mas Jesus disse a Seus discípulos: "Eles eram mais culpados do que todos os outros habitantes de Jerusalém? Eu lhes digo que não! Mas se não se arrependerem, todos vocês também perecerão" (Lucas 13:4-5). Jesus estava dizendo: "Não digam que isso aconteceu porque eles eram pecadores. Vocês pensam que eles eram os piores pecadores? Atentem a isto: a menos que vocês se arrependam, vocês perecerão."

Coisas ruins acontecem inexplicavelmente. Precisamos entender isto. E, às vezes, algo ruim acontece não por sermos ateus, mas por crermos em Deus.

Quando você lê o primeiro capítulo do livro que leva seu nome, lê a respeito de um maravilhoso homem de Deus, que orava muito por sua família e que cuidava muito deles. Jó era tão especial que Deus falava a seu respeito dizendo: "Reparou em meu servo Jó? Não há ninguém na terra como ele, irrepreensível, íntegro, homem que teme a Deus e evita o mal" (Jó 1:8). Mas no mesmo capítulo, vemos uma tragédia inacreditável acontecer na vida de Jó. O que ele fez de errado?

Veja, tendemos a pensar que o mundo gira ao nosso redor. Somos as estrelas dos nossos próprios filmes. Somos os personagens principais de nossos próprios seriados. E, então, quando algo ruim acontece, a primeira coisa que queremos pensar é: "O que está acontecendo comigo?" Mas na visão do todo, definitivamente, as coisas ocorrem para a glória de Deus, e não para nossa felicidade pessoal.

Então apenas deixe as coisas nas mãos de Deus. Não sabemos os porquês, mas sabemos de uma coisa: Deus tem um plano.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Preparado Para a Esperança

"Pois temos ouvido falar da fé que vocês têm em Cristo Jesus e do amor por todos os santos, por causa da esperança que lhes está reservada nos céus, a respeito da qual vocês ouviram por meio da palavra da verdade, o evangelho" (Colossenses 1:4-5)

Sabia que você foi preparado para a esperança? Há uma inquietação no coração humano por mais que este mundo possa lhe oferecer.

Como Agostinho disse: "Tu nos criaste para ti, ó Deus, e os nossos corações estão inquietos até encontrarem descanso em Ti".

Como crentes, nossa esperança é construída sobre uma base segura, a esperança do Céu. O apóstolo Paulo falou da fé que brota desta esperança: "pois temos ouvido falar da fé que vocês têm em Cristo Jesus e do amor por todos os santos, por causa da esperança que lhes está reservada nos céus" (Colossenses 1:4-5).

É um pouco como a Tarambola Dourada. Nativa do Havaí, estes pássaros migram durante o verão para as Ilhas Aleutas, distantes cerca de 1.200 quilômetros. Lá acasalam e colocam seus ovos. Depois que seus filhotes nascem eles retornam ao Havaí. Ainda mais surpreendente é que seus filhotes, muito jovens para voltar com seus pais, voam para o Havaí ainda muito novos. Deus lhes deu um instinto de “lar” que torna isso possível.

Da mesma forma, Deus nos deu um instinto de lar para um lugar que nunca fomos. Nunca fomos ao Céu, mas ansiamos por isso, porque o Céu é nosso lar. C. S. Lewis chama isso de anseio inconsolável. Isto é o que a Bíblia quer dizer quando diz que Deus colocou a eternidade em nossos corações (ver Eclesiastes 3:11). Como a Tarambola Dourada, temos um GPS celestial.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

A Fonte de Todo o Conforto

"Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação" (2 Coríntios 1:3)

Num mundo de dor e feridas, Deus nos conforta para que possamos confortar também os outros. A adversidade nos dá uma maior compaixão por aqueles que sofrem. E muitas vezes o sofrimento é um chamado de alerta para que possamos ver o sofrimento do mundo.

Lemos em 2 Coríntios 1:3-5 "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, Pai das misericórdias e Deus de toda consolação, que nos consola em todas as nossas tribulações, para que, com a consolação que recebemos de Deus, possamos consolar os que estão passando por tribulações. Pois assim como os sofrimentos de Cristo transbordam sobre nós, também por meio de Cristo transborda a nossa consolação."

Hoje, me vejo caminhando em muitas situações que, num outro momento da minha vida, eu teria me afastado. Quando ouvi falar de pais que perderam um filho, mesmo que eu não os conhecesse pessoalmente, entrei em contato e orei por eles. Não que eu tenha palavras profundas para compartilhar, mas eu tenho uma compreensão geral do que eles estão passando. Quero usar a minha dor como uma ferramenta para ajudar os outros.

Quando você passa por uma dificuldade, quer ajudar alguém. Eu me lembro quando o tenente-coronel (aposentado) Brian Birdwell falou na nossa igreja. Sobrevivente do ataque de 11 de Setembro ao Pentágono, ele foi gravemente ferido, tendo mais de 60 por cento do seu corpo queimado. Quando eu sugeri que fôssemos depois almoçar, ele me disse que já havia se comprometido a visitar a unidade local de queimados. Ele disse: "Vou visitar as vítimas de queimaduras e dizer-lhes que há esperança."

Você pode confortar os outros com o mesmo conforto que Deus lhe deu. Deus pode usar a adversidade como um meio em sua vida para ministrar conforto aos outros.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Fé Que Pode Ser Testada

"Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações, pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança." (Tiago 1:2-3)

De maneira geral, queremos evitar dor em nossas vidas. Queremos estar confortáveis. Coisas como dentista sem dor atraem a nossa atenção. Assim como perder peso sem esforço. Estamos a procura do treinamento que não nos obrigue a... bem, realmente malhar. E queremos que os quilos sumam sem mudar os nossos hábitos alimentares.

Mas o que acontece na perda de peso também é verdade na vida: não há resultado sem esforço.

A dor que entra em nossas vidas tem seu o propósito. Ela nos lembra de uma necessidade mais profunda, que é a nossa necessidade de Deus.

A dor da fome, por exemplo, nos lembra que é hora de comer. Na verdade, eu posso definir o relógio pelo meu estômago. Ter fome é a primeira coisa que penso de manhã. Normalmente, tomo café da manhã antes das 8:00h, por isso, às 12:00h, já estou com muita fome para o almoço. Mesmo quando ainda falta uma hora a dorzinha da fome já é um lembrete de que vou precisar de comida.

A dor nos lembra que precisamos de Deus. Em seu livro “O Problema da Dor”, C. S. Lewis escreveu que a dor "remove o véu, crava a bandeira da verdade dentro da fortaleza de uma alma rebelde."

Deus usa a dor. E, através da adversidade, aprendemos verdades eternas que não aprenderíamos de outra forma.

Como o autor Randy Alcorn disse: "Se você basear a sua fé na falta de aflição, a sua fé viverá à beira da extinção e vai desmoronar por causa de um diagnóstico assustador ou de um telefonema informando algo ruim inesperadamente. A fé simbólica não sobreviverá ao sofrimento - e nem deve.”

Ouça bem. A fé que não pode ser testada é uma fé que não se pode confiar. Deus quer que você cresça e amadureça para ser um homem ou uma mulher de Deus. E isso é o que a adversidade em sua vida acaba fazendo.

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Não Se Esqueça

"Assim, ele os humilhou e os deixou passar fome. Mas depois os sustentou com maná, que nem vocês nem os seus antepassados conheciam, para mostrar-lhe que nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca do Senhor." (Deuteronômio 8:3)

Antes que os israelitas entrassem na Terra Prometida, Deus lhes deu uma advertência: "Mas, lembrem-se do Senhor, do seu Deus, pois é ele que lhes dá a capacidade de produzir riqueza, confirmando a aliança que jurou aos seus antepassados, conforme hoje se vê" (Deuteronômio 8:18).

Israel passou por 40 anos de peregrinação pelo deserto onde eles literalmente dependiam de Deus para o café da manhã, almoço e jantar. Todos os dias, o Senhor lhes trazia maná, que esperava por eles fora da sua tenda. Mas quando eles se preparavam para entrar em uma terra que transbordava de leite e mel, terra de abundância, o Senhor lhes deu um aviso, dizendo essencialmente: "Ao entrar nesta terra, quero que vocês se lembrem de Mim. Fartos e cheios, não se esqueçam do Senhor."

A prosperidade tem uma tendência a tornar-nos orgulhosos e autossuficientes. Às vezes não pensamos que precisamos de Deus quando temos um bom salário, ou investimentos, ou uma carreira, ou casa, ou saúde, ou família. Mas quando uma economia entra em crise, ou um mercado de ações cai, ou uma casa queima, ou nossa saúde falha, então nos voltamos para Deus e somos lembrados daquilo que realmente importa.

Quando temos muito, podemos esquecer o Senhor. Mas a adversidade nos nivela e nos mantém humildes.

Então, se você está em um momento razoavelmente bom em sua vida, isso é fantástico. Mas eu diria a você: Não se esqueça do Senhor. Dê-Lhe a devida glória.

Por outro lado, se a adversidade apareceu recentemente e você recebeu más notícias, eu também diria: não se esqueça do Senhor. Volte-se para Ele, invoque-O e peça-Lhe a Sua ajuda.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

É Tudo de Bom

"Conservem-se livres do amor ao dinheiro e contentem-se com o que vocês têm, porque Deus mesmo disse: 'Nunca o deixarei, nunca o abandonarei'." (Hebreus 13:5)

Às vezes as pessoas usam a expressão: "É tudo de bom!" Num sentido amplo, isso é realmente correto, pelo menos teologicamente. Tudo é bom se você for cristão - seja nesta vida ou na vida futura.

Shakespeare disse: "Todo o mundo é um palco, e todos os homens e mulheres meros atores..." Se isso é verdade, Deus escreveu o roteiro e decidiu o que acontecerá com quem.

Os filmes que tendemos a lembrar são aqueles em que um conflito é superado. Se você fosse para um filme que tivesse início, meio e final felizes, sem dúvida você ficaria entediado. Onde está o conflito? Onde está o vilão? Onde está a adversidade que alguém precisa superar? Isso é o que torna um filme excitante, não é?

Na vida, Deus não usa o conflito para fazer uma história melhor, mas para nos tornar melhores. Alguém que tenha vivido uma vida sem conflitos provavelmente será uma pessoa vazia e egoísta. Por outro lado, alguém que tenha passado pela adversidade provavelmente será uma pessoa mais forte, mais capaz e mais esperançosa do que antes.

Às vezes Deus vai parar as tempestades em nossas vidas. Um cheque chega no correio inexplicavelmente na quantidade exata que você precisa. Ou sua oração é respondida de outra maneira e você sabe que é um milagre.

Mas em outras ocasiões, Deus pode responder a sua oração de maneira diferente a que você gostaria. Ele não pára a tempestade. Ele não tira o problema. Ele não cura a doença. Mas Ele anda com você através dela.

Sua crise, tragédia ou mágoa, em última análise, vai trabalhar para o bem, aqui ou na eternidade. E você pode ter certeza disso: Ele sempre estará com você.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Jamais Adormecido

"De repente, uma violenta tempestade abateu-se sobre o mar, de forma que as ondas inundavam o barco. Jesus, porém, dormia. Os discípulos foram acordá-lo, clamando: 'Senhor, salva-nos! Vamos morrer!'" (Mateus 8:24-25)

Você já teve a impressão de que Jesus estivesse dormindo enquanto você chamava por Ele? Já se perguntou: "Ei, Senhor, cadê Você? Está prestando atenção no que está me acontecendo?"

É assim que os discípulos devem ter-se sentido quando se acharam num barco durante uma severa tempestade, temendo por suas próprias vidas. Apesar das condições do tempo, Jesus dormia profundamente.

Já vi um barco muito parecido com aquele em que os discípulos provavelmente estavam. Há um museu em Israel que abriga o que é conhecido como o Barco de Jesus, que é um daqueles barcos que os pescadores tinham. Não era nenhuma nau sofisticada. Era um barquinho bem simples. Jesus conseguiu dormir numa área sob o convés superior, muito provavelmente exausto depois de um dia duro de ministério.

Num sentido técnico, Jesus estava dormindo. Mas, num sentido amplo, Deus jamais dorme. O Salmo 121:4: diz: "Sim, o protetor de Israel não dormirá, ele está sempre alerta!"

Jesus conseguiu adormecer porque descansava confiantemente na vontade de Seu Pai. E os discípulos também deviam ter feito isso. Ele lhes havia dito que ficariam bem. Na versão de Marcos dessa mesma história, Jesus lhes disse: "Vamos atravessar para o outro lado" (Marcos 4:35). Isso significava que eles iriam atravessar para o outro lado. Ele não lhes prometeu viagem fácil, mas prometeu uma chegada segura.

E embora o bramido da tempestade não tenha despertado Jesus, o clamor de Sua gente o despertou. No momento em que os discípulos clamaram, Ele atendeu imediata e poderosamente.

Precisamos fazer o que fizeram os discípulos quando se acharam no meio das tempestades da vida: precisamos clamar por Jesus.