quinta-feira, 4 de maio de 2017

Resistindo e Insultando o Espírito

"Quão mais severo castigo, julgam vocês, merece aquele que pisou aos pés o Filho de Deus, que profanou o sangue da aliança pelo qual ele foi santificado, e insultou o Espírito da graça?" (Hebreus 10:29)

A obra do Espírito Santo na vida dos descrentes é conscientizá-los de sua necessidade de Jesus, condená-los e convencê-los de seu pecado. Estêvão, quando falou ao incrédulo sinédrio, disse: "Povo rebelde, obstinado de coração e de ouvidos! Vocês são iguais aos seus antepassados: sempre resistem ao Espírito Santo!" (Atos 7:51).

Dizer não à obra do Espírito Santo é, na verdade, resistir a Ele. Isso é o que Estêvão estava dizendo àqueles líderes espirituais: Vocês estão resistindo ao Espírito Santo.

Resistir ao Espírito Santo pode então levar a insultar o Espírito Santo, que é um pecado que os incrédulos podem cometer. Jesus disse sobre o Espírito Santo: "Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo." (João 16:8). 

O Espírito veio para nos mostrar a necessidade de Jesus. Ele nos desperta para a nossa condição pecaminosa. E Ele nos ajuda a perceber que a morte de Jesus na cruz é suficiente para nos permitir desenvolver um relacionamento com Deus, se nos desviarmos do nosso pecado e colocarmos a nossa fé n'Ele.

Mas quando as pessoas recusam o trabalho do Espírito Santo dessa forma, quando dizem que não precisam de Jesus Cristo, isso é insultar o Espírito Santo. Hebreus 10:29 diz: "Quão mais severo castigo, julgam vocês, merece aquele que pisou aos pés o Filho de Deus, que profanou o sangue da aliança pelo qual ele foi santificado, e insultou o Espírito da graça?".

Que coisa terrível é insultar ou enfurecer o Espírito Santo. E isso começa resistindo a Ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário