quarta-feira, 31 de maio de 2017

Onde a Esperança Cresce

"Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança." (Romanos 5:3-4)

Nossa esperança crescerá através das dificuldades. Isso quase soa contraditório, não é mesmo? Parece que o melhor habitat para a esperança seria uma vida sem problemas, sem ameaças ou tempestades. Tudo seria bom, arrumado e limpo... Mas não é bem assim. O melhor lugar para a esperança crescer, acredite ou não, é a adversidade.

Como Paulo escreveu aos cristãos em Roma:
"Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu." (Romanos 5:3-5)

Por acaso Paulo usou a palavra "tribulações" no mesmo parágrafo de "porque Deus derramou seu amor em nossos corações"? Espere. Se Deus nos amasse, Ele não eliminaria os problemas e as provações de nossas vidas? Talvez. E talvez não. Isso depende de Deus, de acordo com o que precisa acontecer na vida de cada um de nós.

Quando Lázaro, amigo pessoal de Jesus, estava doente, as suas irmãs Maria e Marta lhe enviaram uma mensagem: "Senhor, aquele a quem amas está doente." (João 11:3). A Bíblia nos diz que quando Jesus ouviu esta notícia, Ele intencionalmente atrasou a Sua viagem. Assim, quando chegou a Betânia, Lázaro já estava morto.

No entanto, a Bíblia inclui um detalhe interessante: "Jesus amava Marta, a irmã dela e Lázaro. No entanto, quando ouviu falar que Lázaro estava doente, ficou mais dois dias onde estava." ( João 11:5-6)

Jesus esperou, porque Ele queria fazer algo ainda maior do que aquilo que elas lhe pediram. Elas queriam uma cura. Ele queria uma ressurreição.

E a grande perspectiva, o propósito final, é sempre a glória de Deus - não a nossa felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário