segunda-feira, 29 de maio de 2017

Sem Exceções

"Para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos." (Mateus 5:45

Quando uma crise entra em nossas vidas, a primeira coisa que geralmente nos perguntamos é: "Por que isso está acontecendo comigo, o que eu fiz para merecer isso?" Em princípio, não há respostas reais para perguntas como esta. Na verdade, é muito improvável que tenhamos as respostas para os por quês da vida antes de chegarmos ao Céu.

De alguma forma, em nossas mentes tendemos a acreditar que, como cristãos, estamos isentos de sofrimento. Que simplesmente nenhuma tragédia acontecerá conosco. Não teremos câncer. Não perderemos o cônjuge. Nunca vamos ter alguém que amamos morrendo em qualquer tipo de acidente. Não teremos problemas com os nossos filhos. Mas não importa o quanto possamos amar ao Senhor, as crises entrarão em nossas vidas. Não podemos controlar isso.

Ironicamente, depois que o nosso filho foi morar com o Senhor, as pessoas me disseram: "Por que, de todas as pessoas, isso foi acontecer justo com você?" Acho essa pergunta um tanto curiosa, uma suposição de que recebo um passe livre porque sou pastor. Mas eu vivo no mesmo mundo caído de todos os outros. Jesus disse que a chuva cai sobre os justos e os injustos (ver Mateus 5:45).

Então, acho que é muito importante não cometer o erro de sempre, de tentar encontrar uma relação de causa e efeito para tudo o que acontece. Por exemplo, se algo de ruim acontece, podemos dizer: "Bem, eles eram maus, e por causa disso, isso aconteceu em suas vidas". Isso pode até ser verdade, mas não é uma regra.

No entanto, às vezes coisas ruins acontecem e nem tudo tem relação de causa e efeito. É simplesmente porque o pecado está no mundo. E porque o pecado está no mundo, temos envelhecimento, doenças, deficiências e até mesmo a morte. Mas essas coisas nunca fizeram parte do plano original de Deus.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Você Pode Perguntar Por Quê

"Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus." (Filipenses 4:6

Qual é a coisa perfeita a fazer quando chega a crise, quando você está em apuros? Deixe a situação nas mãos de Jesus.

Quando os israelitas estavam se voltando contra Moisés, lemos em Êxodo 15:25 que ele "clamou ao Senhor". Quando você for criticado injustamente, leve isso ao Senhor.

Quando Ezequias recebeu uma carta ameaçadora, lemos que ele a estendeu diante do Senhor (ver 2 Reis 19:14).

Quando João Batista foi decapitado, Mateus 14:12 diz que os discípulos foram e contaram a Jesus.

Então é isso que precisamos fazer quando um problema aparecer. Precisamos ir e contar a Jesus.

É o que Maria e Marta fizeram quando seu irmão Lázaro estava doente. Poderiam ter dito: "Senhor, tu nos deves, tu e os teus amigos ficaram em nossa casa". Mas não o fizeram. Elas simplesmente disseram: "Senhor, aquele a quem amas está doente" (João 11:3). Elas não basearam seu apelo em seu amor por Deus, mas em Seu amor por elas.

É isso que precisamos fazer. E, a propósito, tudo bem perguntarmos a Deus os por quês. Não devemos é esperar obter sempre uma resposta. Mas, podemos perguntar.
Você acha que Deus não vê o seu coração quando você ora?
Portanto, seja honesto com Ele. Você pode dizer coisas como: "Deus, não estou feliz agora, não entendo isso, estou sofrendo, isso não faz sentido."
É bom dizer essas coisas.

O próprio Jesus disse da cruz: "Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?" (Mateus 27:46). Isso era blasfêmia? Não. Ele estava chamando seu Pai. E precisamos fazer o mesmo.

Assim, no meio da angústia, não se afastem de Deus e de seus amigos cristãos. Vá ao Senhor e clame a Ele. Você pode sim, perguntar os por quês.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Um Amor Que Dura Para Sempre

“O Senhor lhe apareceu no passado, dizendo: 'Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atrai'.” (Jeremias 31:3)

Não sei por que, mas algumas pessoas pensam que receberão um "passe livre" de dor e sofrimento em suas vidas. Elas esperam passar pela vida ilesas, nunca passando por uma tragédia, nunca sofrendo com uma doença, nunca perdendo uma pessoa amada. Pensam que a vida será sempre um sol brilhando com o céu azul.

Mas a vida é cheia de dor e sofrimento, e as pessoas amadas morrem. E quando essas coisas acontecem com a gente, ficamos chocados. Mas Pedro escreveu: “Amados, não se surpreendam com o fogo que surge entre vocês para os provar, como se algo estranho lhes estivesse acontecendo.” (1 Pedro 4:12). Em outras palavras, não fique surpreso quando coisas desse tipo acontecerem. Elas acontecem com todos.

Jesus disse: “Neste mundo vocês terão aflições...” (João 16:33). Dor e sofrimento estão no seu caminho. Irão bater na sua porta. Possivelmente começarão com a morte dos seus pais, e então seus familiares. Depois talvez seja seu cônjuge. Pode ser uma criança. Pode ser um amigo próximo. Mas quando é alguém próximo de você, um cônjuge ou um filho, é completamente diferente.

Mas saiba disso: sendo Seu filho, o que quer que Deus faça ou permita que aconteça em sua vida é motivado por Seu amor que dura para sempre. Deus diz: "Eu a amei com amor eterno; com amor leal a atrai." (Jeremias 31:3)

Deus nos ama. Não se perca, e não seja incompreensivo. Mergulhe nisso. Deus ama você. O amor humano é falho, flutua. Vai e vem... Mas o amor de Deus é consistente e nunca muda. O amor de Deus por nós dura para sempre.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

A Glória de Deus em Exibição

"[...] fazer convergir em Cristo todas as coisas, celestiais ou terrenas, na dispensação da plenitude dos tempos. Nele fomos também escolhidos, tendo sido predestinados conforme o plano daquele que faz todas as coisas segundo o propósito da sua vontade" (Efésios 1:10-11).

Diante do túmulo de Lázaro, Jesus estava prestes a pôr a glória de Deus em exibição apesar da tragédia.

João 11 nos conta que Jesus, quando viu Maria e os demais chorando, "agitou-se no espírito e perturbou-se". Então perguntou: "Onde o colocaram?" (versículos 33 e 34).

Sabe, eu sinceramente sinto um pouco de pena de Lázaro. Se você pudesse falar com alguém no Céu e dizer: "Estávamos meio que pensando que seria bom você voltar para a terra outra vez, mas queremos lhe dar uma escolha", você acha que a pessoa ia voltar? Seria como tirar da Disneylândia uma criança que só tivesse ficado lá 10 minutos.

— Já é hora de ir embora.

— Não quero ir.

— Sim, já é hora de sair do Céu e voltar para a terra.

— Não, não precisa. Eu ficarei por aqui.

Mas Lázaro não teve escolha, pois Jesus chamou por ele do outro lado. E quando Jesus chama as pessoas atendem. É bom que Jesus não tenha dito apenas: "Venha para fora", pois todo mundo em cada túmulo da terra teria levantado ao mesmo tempo. Mas Jesus o especificou e bradou: "Lázaro, venha para fora!" (versículo 43). E eis que do túmulo saiu Lázaro, ainda envolto em faixas de linho.

Essa história do Evangelho de João nos lembra que Deus pode ser glorificado mediante o sofrimento humano e trazer o bem apesar do mal. O ruim para Lázaro, claro, é que ele teve de morrer não só uma vez, mas duas. Entretanto, Deus foi glorificado em tudo isso.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Uma Razão Para Ter Esperança

"E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu." (Romanos 5:5)

Às vezes Deus é glorificado através da remoção de uma aflição. Quando temos um problema, pessoas oram conosco. E quando o problema é resolvido, louvamos a Deus por isso. Se um médico realiza uma cirurgia e um ente querido se livra de um câncer, agradecemos a Deus. Agradecemos ao médico também, mas sabemos que Deus é quem na verdade está no controle.

Mas há momentos em que a cirurgia não vai ser tão bem sucedida como esperávamos. Há momentos em que a doença não vai ser curada. O problema não será resolvido. É então que Deus pode ser glorificado através da perseverança durante a aflição. E é através das dificuldades que vamos desenvolver esperança.

Talvez você pense que a melhor maneira para encontrar esperança é tendo uma vida sem problemas. Mas não. A melhor maneira de encontrar esperança é através das crises da vida. Em Romanos 5:3-5, lemos: "[...] mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança. E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu".

A esperança virá através das dificuldades. Assim, quando um cristão sofre e ainda glorifica a Deus, isso nos tranquiliza de que nunca haverá um vale tão profundo que Deus não possa nos tirar dele.

Isso também nos lembra que a morte não é o fim. A morte física não é o fim da existência. Ela é apenas uma mudança no estado de existência. O túmulo não é a entrada para a morte, mas a entrada para a vida. O céu é a vida terrena do cristão, glorificada e aperfeiçoada. Quando um cristão morre ele entra na presença de Deus. Essa é a esperança final.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Um Registro de Nossas Lágrimas

"Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou" (Apocalipse 21:4)

A Escritura nos lembra que Deus guarda nossas lágrimas em uma garrafa. Somos informados no Salmo 56:8: "Registra, tu mesmo, o meu lamento; recolhe as minhas lágrimas em teu odre; acaso não estão anotadas em teu livro?".

Em Israel em 2008, antes de nosso filho Christopher falecer, estávamos correndo pela cidade, e fomos até uma loja de antiguidades judaicas sobre a qual eu tinha ouvido falar. Nessa loja havia relíquias de 3.000 anos. Era como um museu, exceto que deixavam você segurar as coisas (se você as deixasse cair, naturalmente, isso lhe custaria uma fortuna). Conforme olhei ao redor, vi muitos fragmentos de cerâmica e muitas coisas bem velhas.

E destacando-se no meio de todas aquelas antiguidades estava uma bela garrafa azul translúcida. Então perguntei ao homem que era dono da loja:

- Senhor, o que é essa garrafa azul?

- Oh, isso é uma garrafa romana de lágrimas.

- Sério? Nunca ouvi falar de uma garrafa romana de lágrimas... Pra que serve?

- Os romanos acreditavam que, na perda de um ente querido, se pusessem as lágrimas numa garrafa elas seriam recordadas no Céu.

Lembrei-me imediatamente do que o salmista disse: "[...] recolhe as minhas lágrimas em teu odre; acaso não estão anotadas em teu livro?"

Bem, tenho uma garrafa de lágrimas (não a da loja de antiguidades judaica, que era muito cara). Tenho uma garrafa de lágrimas no Céu, onde Deus guarda um registro de cada lágrima que eu derramei - e onde Ele também guarda um registro de cada lágrima que você derramou.

Deus guarda nossas lágrimas em uma garrafa para que, um dia, Ele as enxugue.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Siga a Sua Corda

"Sustenta-me, segundo a tua promessa, e eu viverei; não permitas que se frustrem as minhas esperanças." (Salmos 119:116)

Surfistas sabem que quando vêem uma série de ondas chegando, eles têm que fazer a única coisa que eles não querem fazer: nadar em direção às ondas. Como alguém que tem surfado um pouco, posso dizer-lhe que o seu primeiro instinto é correr em direção à praia, mas você não quer fazer isso. Em vez disso, precisa nadar em direção à onda e tentar ficar abaixo ou acima dela.

Se você estiver remando e a onda lhe pegar, a pior maneira de reagir é ir para trás, o que eu fiz algumas vezes. Você pode ficar tão desorientado que não sabe de que lado está. E algumas pessoas já se afogaram porque não sabiam qual o caminho para cima. Elas afundam quando deveriam subir, e o resultado é fatal.

Portanto, a melhor coisa a fazer se você se encontrar nesta situação é pegar a corda amarrada ao seu tornozelo e puxá-la. Em seguida, siga na direção dela. Por que? Essa corda é anexada à sua prancha, que é flutuante e estará na superfície. Assim, mesmo que vá contra a lógica do momento, siga a sua corda para cima.

Na vida, a Palavra de Deus é como aquela corda na prancha de surfe. Quando nos sentimos vencidos por provações e dificuldades, ela nos levará à superfície onde podemos ter a perspectiva correta sobre o que realmente está acontecendo. Suas emoções, como a água agitada, tomarão conta de você, e você ficará submerso. Mas quando esperamos em Deus e cremos em Sua Palavra, ela nos corrige. 

Podemos ser pegos em outra onda, e depois em outra, mas precisamos continuar com esperança e confiantes - sempre.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Com ou Sem Esperança?

"O que o justo almeja redunda em alegria, mas as esperanças dos ímpios dão em nada." (Provérbios 10:28)

Todo mundo tem esperança em alguma coisa. Alguns têm esperança em si mesmos. Como Maria em A Noviça Rebelde, eles têm "confiança na confiança", mas isso não vai sustentá-los.

Outros colocam a sua esperança na tecnologia. Outros ainda colocam a sua esperança nos políticos.

Mas eu tenho algo testado onde você pode colocar a sua esperança: em Deus. Ele nunca vai te deixar na mão. Isso é verdade porque a Bíblia diz que é verdade, mas eu também sei que é verdade a partir de um ponto de vista pessoal, porque coloquei isso à prova. Deus estava lá para mim - e estará lá para você. Não importa o que você enfrente na vida, Ele estará com você por todo o caminho. Como o salmista disse: "Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem" (Salmos 23:4).

Ou você tem esperança, ou não a tem. A Bíblia diz: "O que o justo almeja redunda em alegria, mas as esperanças dos ímpios dão em nada" (Provérbios 10:28). Portanto, tenha esperança em Deus.

É Nele que está sua esperança? Talvez você esteja enfrentando uma crise agora. Talvez tenha acabado de ouvir as piores notícias imagináveis. Talvez esteja passando por problemas no seu casamento... Problemas no trabalho... Problemas com a sua família... Problemas de saúde... Problemas financeiros... A lista continua. Talvez você esteja angustiado ou ansioso agora, e se pergunta o que fazer.

Eis o que você deve fazer: clamar a Deus. E aqui está a grande esperança que cada cristão tem: não importa o que aconteça na vida, temos a garantia de que, quando morrermos, iremos para o Céu. Essa é uma situação em que não há como perder.
Link para o texto original

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Heróis da Fé

"Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes odiou a mim. Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia." (João 15:18-19)

A história da igreja nos conta o episódio de um homem idoso chamado Policarpo que foi preso e levado à presença de um procônsul romano no Anfiteatro. Disseram-lhe que tivesse consideração por sua própria velhice e jurasse pelo gênio de César, dando-lhe a entender que bastava dizer que César era o Senhor e ele podia ir para a casa jantar.

Mas Policarpo respondeu dizendo: "Há oitenta e seis anos venho sendo servo d'Ele, e Ele não me fez nenhum mal, e como posso blasfemar de meu Rei que me salvou?" Policarpo foi então levado à fogueira para ser queimado vivo. Policarpo morreu naquele dia como mártir, como herói da fé.

Milhares, talvez milhões, de cristãos foram executados pelo Império Romano — alguns como divertimento lá no Coliseu. César Nero foi um dos piores perseguidores e responsável pela morte de muitos cristãos. No fim, todavia, Roma caiu e a igreja emergiu vitoriosa.

Já foi dito que o sangue dos mártires é a semente da igreja. Estêvão foi o primeiro de muitos cristãos heroicos que vieram depois dele, que não negaram o Senhor Jesus Cristo. Mesmo quando ficou de joelhos, Estêvão foi grande. Viveu como Cristo. Falou como Cristo. E havia de morrer como Cristo. Jesus disse: "Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes odiou a mim" (João 15:18).

Alguns de nós fogem ao menor sinal de escárnio. Estêvão e Policarpo morreram por sua fé, assim como muitos outros. Você consegue viver pela sua? Consegue falar em favor de Jesus? Consegue arriscar-se a passar vergonha diante das pessoas que não concordam com o seu ponto de vista?

terça-feira, 16 de maio de 2017

Abençoado Para Ser Uma Bênção

"O generoso prosperará; quem dá alívio aos outros, alívio receberá." (Provérbios 11:25)

Às vezes as pessoas dizem coisas tais como: "Estou tão seco espiritualmente. Nada tem acontecido em minha vida. Não sei do que preciso. Talvez eu precise mudar de igreja, ou talvez precise ler algum livro novo. Talvez eu precise de alguma experiência nova de espiritualmente."

Minha pergunta para alguém que se sente assim é: Quando foi a última vez que você compartilhou a sua fé com alguém? Quando foi a última vez que iniciou uma conversa com uma pessoa que não acredita em Deus?

Quando você se abre para ser usado por Deus, muitas vezes será abençoado enquanto abençoa os outros. Provérbios 11:25 diz: "O generoso prosperará; quem dá alívio aos outros, alívio receberá."

Posso pensar em ocasiões em que eu estava exausto, sentindo-me sugado. E quando eu me levantei para pregar, comecei quase vazio, mas acabei cheio. Enquanto eu desistia, descobri que Deus me acrescentava. Enquanto eu compartilhava o Senhor, Ele me reabastecia. Deus não lhe dá o Seu poder, a Sua Palavra e a Sua sabedoria para que você os acumule. Você foi abençoado para ser uma bênção.

Enquanto Estêvão compartilhava, enquanto ele se dirigia ao Sinédrio, ele estava cheio do Espírito Santo. Ele compartilhou o evangelho com as pessoas, e Deus lhe deu apenas as palavras certas. Isso não significa que não devemos estudar a Palavra de Deus. Precisamos de um reservatório. Mas podemos ter certeza de que o Senhor nos dará as palavras certas para dizer no lugar e na hora certa. Então encha a sua mente e o seu coração com a Palavra de Deus.

Estevão se preparou. E quando chegou o momento, ele falou de seu coração. Deus lhe deu as palavras - e Ele também as dará a você.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Qualificações Para o Serviço

"Por isso os Doze reuniram todos os discípulos e disseram: 'Não é certo negligenciarmos o ministério da palavra de Deus, a fim de servir às mesas. Irmãos, escolham entre vocês sete homens de bom testemunho, cheios do Espírito e de sabedoria. Passaremos a eles essa tarefa'." (Atos 6:2-3)

Se as pessoas perguntassem sobre você, começariam a identificar um padrão, seja ele bom ou ruim. Você tem uma reputação. A questão é: ela é boa ou ruim? Se você quer ser usado por Deus, precisa de uma boa reputação.

Vemos em Atos 6:3 que uma razão pela qual Estêvão foi escolhido para o serviço de Deus foi sua boa reputação. Isso significa que ele tinha integridade pessoal. O apóstolo Paulo, escrevendo a Timóteo sobre as qualificações para os anciãos da igreja, disse: "Também deve ter boa reputação perante os de fora, para que não caia em descrédito nem na cilada do diabo" (1 Timóteo 3:7). Ter uma boa reputação significa que as pessoas falam bem de você, até mesmo os não-cristãos.

Estêvão não só tinha uma boa reputação como também era "cheio de fé e do Espírito Santo" (Atos 6:5). Estar cheio do Espírito Santo significa viver uma vida controlada pelo Espírito. Significa ceder ao agir do Espírito a cada dia.

Havia outra qualidade que Estêvão tinha que o fazia ser usado por Deus: sabedoria. Vemos isso quando ele generosamente citou as Escrituras ao apresentar o evangelho ao Sinédrio. É possível ter conhecimento e não sabedoria, mas Estêvão tinha ambos.

Finalmente, Estêvão era fiel nas pequenas coisas. Ele diligentemente fez o que lhe foi atribuído - servir mesas.

Portanto, se você quer ser usado por Deus, seja fiel nas pequenas coisas. Você nunca será pequeno demais para Deus - apenas grande demais. Se você está disposto a fazer o que Deus quer que você faça e ser fiel nisso, basta observar o que Deus realizará através de sua vida.

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Ataque Por Meio da Divisão

"Naqueles dias, crescendo o número de discípulos, os judeus de fala grega entre eles queixaram-se dos judeus de fala hebraica, porque suas viúvas estavam sendo esquecidas na distribuição diária de alimento." (Atos 6:1)

Mostre-me uma igreja onde as pessoas querem alcançar e impactar a sociedade em torno delas, onde as pessoas querem viver vidas devotadas e eu lhes mostrarei uma igreja que pode esperar oposição satânica.

No livro de Atos, vemos a igreja no começo sendo atacada por perseguição (ver Atos 4). Vemos o inimigo tentando infiltrar-se na igreja através da mentira (ver Atos 5). E então vemos o diabo usando uma de suas táticas mais eficazes contra a igreja: a divisão (ver Atos 6).

Um desacordo surgiu na igreja primitiva sobre como as viúvas estavam sendo tratadas. Havia um sentimento de parcialidade de um grupo sobre outro.

Durante os dias de Alexandre, o Grande, a cultura e a filosofia gregas haviam permeado o mundo. Muitos dos judeus tinham adotado os costumes gregos e eram conhecidos como gregos ou helenistas. Ao contrário dos hebreus nativos, eles falavam grego. Mas havia outros judeus, chamados hebreus, que permaneceram fiéis aos velhos hábitos. Eles eram críticos dos cristãos gregos e pensavam neles como judeus de segunda classe.

Os gregos sentiam que as suas viúvas estavam recebendo menos atenção do que aquelas que foram criadas na cultura judaica. E isso causou uma divisão na igreja.

Provavelmente mais destruição tem sido causada na igreja por divisão do que por qualquer outro motivo. E muitas das divisões na igreja são realmente sobre coisas pequenas. As pessoas se curvarão por coisas que realmente não têm importância.

Você sempre pode encontrar algo errado na igreja. Nenhuma igreja é perfeita. Aqui está um bom ditado para se lembrar: No essencial, unidade; no não-essencial, liberdade; Em todas as coisas, caridade. Porque uma das manobras mais eficazes do diabo é causar divisão entre os cristãos.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Sem Escalas

"Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, levantou os olhos para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus de pé, à direita de Deus, e disse: 'Vejo o céu aberto e o Filho do homem de pé, à direita de Deus'." (Atos 7:55-56)

Sempre que eu viajo, tento de todas as formas evitar escalas. Sempre procuro por um voo direto, independente do lugar para onde esteja indo.

Graças a Deus não existem escalas no caminho para o Paraíso. Não existe na Bíblia o que se costuma chamar de purgatório. Também não podemos achar nada sobre “almas adormecidas”, um estado de animação suspensa. Pelo contrário, a Bíblia promete que o crente irá entrar na presença de Cristo imediatamente após a morte. Quando a morte chega para um Cristão, ele vai direto para o Paraíso.

A apóstolo Paulo escreveu “Temos, pois, confiança e preferimos estar ausentes do corpo e habitar com o Senhor” (2 Coríntios 5:8). Jesus disse ao bandido crucificado ao seu lado: “Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso” (Lucas 23:43). John Bunyan disse que a morte “Será apenas a passagem de uma prisão para um palácio.”

Isso não significa que devemos buscar a morte. Significa que não devemos teme-la, pois a morte “morreu” quando Cristo ressurgiu. Porque Jesus está vivo, Ele está à direita de Deus.

Quando o seu dia de deixar este mundo chegar, o Senhor estará aguardando por você. Não sei se Ele estará de pé, como fez por Estêvão. Mas Ele estará aguardando.

E para o Cristão que caminha conforme a vontade de Deus, a morte chegará no tempo devido, nem um momento antes, nem um momento depois. Francamente, não há nada que você possa fazer para prolongar a sua vida além do tempo que Deus lhe deu. Não há garantia de que você irá viver uma vida longa. Só há a garantia de que você irá viver a vida que Deus lhe deu.

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Cuidado Com os Motivos Errados

“Pedro respondeu: 'Pereça com você o seu dinheiro! Você pensa que pode comprar o dom de Deus com dinheiro? Você não tem parte nem direito algum neste ministério, porque o seu coração não é reto diante de Deus'." (Atos 8:20-21)

No livro de Atos lemos sobre um homem chamado Simão, que era mágico, praticante de ocultismo. Ele tinha muitas pessoas sob a sua influência quando o apóstolo Felipe apareceu pregando o Evangelho em Samaria. Conforme as pessoas chegavam à fé e milagres eram realizados, Simão percebeu que precisaria mudar a sua estratégia. Então lemos em Atos 8:13 que Simão creu e foi batizado. Ele começou a seguir Felipe em todos os lugares e ficou impressionado com os grandes sinais e maravilhas que viu.

Quando os apóstolos ouviram sobre o que acontecia em Samaria, mandaram Pedro e João para lá. E assim Simão se aproximou dos apóstolos e lhes ofereceu dinheiro, pois ele havia visto o poder de Deus trabalhando em favor deles. Simão queria comprar aquilo. Mas Pedro lhe disse: “Pereça com você o seu dinheiro! Você pensa que pode comprar o dom de Deus com dinheiro? Você não tem parte nem direito algum neste ministério, porque o seu coração não é reto diante de Deus. Arrependa-se dessa maldade e ore ao Senhor. Talvez ele lhe perdoe tal pensamento do seu coração, pois vejo que você está cheio de amargura e preso pelo pecado." (Atos 8:20-23)

Simão mostrou por suas ações que ele nunca creu verdadeiramente. Sim, ele foi batizado, mas só porque alguém foi batizado não significa necessariamente que tal pessoa seja Cristã.

Isso nos mostra que as pessoas podem estar em um local onde Deus está presente, rodeadas de outras pessoas de Deus, sem que isso lhe mude para a direção correta. Assim como é dito: "o mesmo sol que amolece a cera, endurece o barro", a luz de Jesus Cristo, se não converte o ouvinte, coloca-o em trevas ainda mais densas.

terça-feira, 9 de maio de 2017

Promessas, Não Explicações

"Por essa razão era necessário que ele se tornasse semelhante a seus irmãos em todos os aspectos, para se tornar sumo sacerdote misericordioso e fiel com relação a Deus e fazer propiciação pelos pecados do povo." (Hebreus 2:17)

Se Deus realmente lhe dissesse por que certas coisas aconteceram e como foram feitas, isso aplacaria a sua dor ou curaria o seu coração partido? Vamos imaginar por um momento que Deus lhe dissesse: "Ok, tudo bem, estou cansado de você perguntar. Agora vou lhe dizer. Você está pronto. Escreva. Fiz isso por essa razão..." E então Ele lhe explicasse a razão.

O que você faria depois? Você diria: "Ah! Ok. Ótimo, louvado seja Deus"? Provavelmente não.

Você provavelmente diria: "Não concordo com isso. Isso não faz sentido para mim, Senhor. Quero dizer... Sinto muito."

É provavelmente por isso que Deus não nos explica as Suas razões para fazer o que faz. Vivemos de promessas, não de explicações. Não devemos perder tempo perguntando por que. Em vez disso, deveríamos perguntar o que? Por exemplo: “O que devo fazer?” Você deve se voltar para o Senhor.

Jesus chora conosco em nosso tempo de dor. Sim, Jesus é Deus, com todo o Seu poder e glória. Mas Ele também era um homem. E Ele era um homem que sentia a nossa dor e tristeza.

Isaías 53:3 nos diz: "Foi desprezado e rejeitado pelos homens, um homem de tristeza e familiarizado com o sofrimento [...]". Jesus sabe. Ele voluntariamente se colocou no caminho do perigo para suportar as nossas dores na cruz.

Por que Ele faria isso? A Bíblia nos dá a resposta: "Por essa razão era necessário que ele se tornasse semelhante a seus irmãos em todos os aspectos, para se tornar sumo sacerdote misericordioso e fiel com relação a Deus e fazer propiciação pelos pecados do povo" (Hebreus 2:17).

Se algo machuca o seu coração, machuca o d'Ele também.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Uma Vida Bem Vivida

"Respondeu Jesus: 'Se eu quiser que ele permaneça vivo até que eu volte, o que lhe importa? Siga-me você'." (João 21:22)

Às vezes podemos olhar para alguém e pensar: Por que ele consegue isso ou aquilo e eu não? Ou, por que eu tenho que sofrer e ele não?

A Bíblia registra uma conversa entre Jesus e Simão Pedro na qual Jesus disse: "Digo-lhe a verdade: Quando você era mais jovem, vestia-se e ia para onde queria; mas quando for velho, estenderá as mãos e outra pessoa o vestirá e o levará para onde você não deseja ir". (João 21:18). O próximo versículo diz que Jesus estava dizendo a Simão Pedro como ele iria morrer.

Não é preciso dizer que essa não foi uma grande notícia para Pedro. Ele notou João próximo e perguntou: "Senhor, e quanto a ele?" (Versículo 21).

Respondeu Jesus: "Se eu quiser que ele permaneça vivo até que eu volte, o que lhe importa? Siga-me você". (Versículo 22)

Em outras palavras: "Só faça o que eu tenho lhe chamado para fazer, só seja fiel ao que  eu tenho posto diante de você."

Isso é ter uma vida bem-vivida. E é muito importante pensar a respeito disso, especialmente se você for jovem. Quando você é jovem, está tomando decisões e estabelecendo padrões que estarão com você durante toda a vida. É muito importante fazer as escolhas certas em sua juventude.

Então, estabeleça uma boa rotina. Desenvolva bons hábitos, incluindo uma disciplina de estudar a Bíblia todos os dias. Desenvolva uma disciplina para orar e confiar em Deus. Desenvolva uma disciplina para devolver fielmente suas finanças ao Senhor. Desenvolva uma disciplina para compartilhar a sua fé com os outros. Essas são coisas que ficarão com você. E essas são coisas que fundamentam uma vida bem-vivida.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Cristãos Verdadeiros

"Contudo, não os achando, arrastaram Jasom e alguns outros irmãos para diante dos oficiais da cidade, gritando: 'Esses homens que têm causado alvoroço por todo o mundo, agora chegaram aqui'" (Atos 17:6)

O que é um cristão? É alguém que coloca a sua fé em Jesus Cristo, e somente em Jesus Cristo, como o seu Salvador, Senhor e Deus. E, de acordo com o apóstolo Paulo, um cristão é alguém que saiu das trevas para a luz e do poder de Satanás para o poder de Deus (veja Atos 26:18)

Pelo fato de termos pregações rasas e anêmicas hoje em dia, penso que nós também vemos uma geração de pessoas que pensam que são cristãs, mas que na verdade não o são. São pessoas que foram convidadas a crer, mas não a se arrepender. Receberam a promessa do Céu, mas não foram alertadas sobre o Inferno. Disseram a elas que Deus quer que sejam felizes, mas nunca souberam que Deus quer que elas sejam santas. Pergunto-me se essas pessoas sabem o que é a mensagem genuína do Evangelho. Li que 7 em cada 10 norteamericanos adultos não têm sequer ideia do que diz João 3:16. E menos de 1/3 de todos os adultos sabe o significado do termo "Evangelho".

Não cabe a mim decidir quem é ou não é cristão. Isto cabe a Deus. Mas não precisamos de mais pseudocristãos. Precisamos de mais cristãos verdadeiros, pessoas de quem se possa dizer: "Não tenho dúvida alguma que aquela pessoa é uma seguidora de Jesus Cristo". O fato é que o que hoje é considerado cristianismo por muitos, sequer chegaria perto do que era o cristianismo no primeiro século.

E é aí que você entra. Deus quer que você compartilhe o Evangelho e faça discípulos no seu próprio círculo de influências. Foi isso que a igreja do primeiro século fez, e o mundotornou-se um lugar diferente por causa disso.
Link para o texto original

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Resistindo e Insultando o Espírito

"Quão mais severo castigo, julgam vocês, merece aquele que pisou aos pés o Filho de Deus, que profanou o sangue da aliança pelo qual ele foi santificado, e insultou o Espírito da graça?" (Hebreus 10:29)

A obra do Espírito Santo na vida dos descrentes é conscientizá-los de sua necessidade de Jesus, condená-los e convencê-los de seu pecado. Estêvão, quando falou ao incrédulo sinédrio, disse: "Povo rebelde, obstinado de coração e de ouvidos! Vocês são iguais aos seus antepassados: sempre resistem ao Espírito Santo!" (Atos 7:51).

Dizer não à obra do Espírito Santo é, na verdade, resistir a Ele. Isso é o que Estêvão estava dizendo àqueles líderes espirituais: Vocês estão resistindo ao Espírito Santo.

Resistir ao Espírito Santo pode então levar a insultar o Espírito Santo, que é um pecado que os incrédulos podem cometer. Jesus disse sobre o Espírito Santo: "Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo." (João 16:8). 

O Espírito veio para nos mostrar a necessidade de Jesus. Ele nos desperta para a nossa condição pecaminosa. E Ele nos ajuda a perceber que a morte de Jesus na cruz é suficiente para nos permitir desenvolver um relacionamento com Deus, se nos desviarmos do nosso pecado e colocarmos a nossa fé n'Ele.

Mas quando as pessoas recusam o trabalho do Espírito Santo dessa forma, quando dizem que não precisam de Jesus Cristo, isso é insultar o Espírito Santo. Hebreus 10:29 diz: "Quão mais severo castigo, julgam vocês, merece aquele que pisou aos pés o Filho de Deus, que profanou o sangue da aliança pelo qual ele foi santificado, e insultou o Espírito da graça?".

Que coisa terrível é insultar ou enfurecer o Espírito Santo. E isso começa resistindo a Ele.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

O Único Objetivo do Adversário

"O ladrão vem apenas para furtar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente." (João 10:10)

No livro de Atos, vemos o Espírito Santo agindo poderosamente. Milhares de pessoas creram. Milagres estavam acontecendo. E depois, o que aconteceu? Os apóstolos foram ameaçados (ver Atos 4).

O diabo não estava contente. Ele sempre luta contra a igreja quando ela se movimenta. Como disse o grande pregador britânico C. H. Spurgeon: Satanás nunca chuta um cavalo morto. A pessoa que quer servir a Deus, que é comprometida com a sua fé, é um problema para o diabo.

Precisamos nos lembrar de que o único objetivo de Satanás é afastar você e eu de Deus e de tudo o que é bom. Sua missão final é resumida em uma declaração que Jesus fez: "O ladrão vem apenas para furtar, matar e destruir" (João 10:10). E o diabo vai atacar de duas formas: externa e internamente.

Primeiro ele vem com ataques externos, como um leão. Lemos em 1 Pedro 5:8: "Sejam sóbrios e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar". Este ataque pode ser sob a forma de alguém lhe assediando, zombando ou mesmo ameaçando.

Mas então ele muda a sua estratégia e vem com um ataque interno, deslizando como uma cobra. Se ele não pode vencer com perseguições exteriores, vai tentar contaminar o interior. Um ataque interno será mais sutil, muitas vezes assumindo a forma de tentação.

Então, se você se encontra sob ataque, se você se sente tentado, se enfrenta oposição por ser um seguidor de Jesus, parabéns. Isso é sinal de que você está no caminho certo.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Persistindo

"Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus." (Filipenses 3:13-14)

Algumas pessoas dizem que não querem ir à igreja porque a igreja está cheia de hipócritas. Elas identificam qualquer cristão que peca como sendo um hipócrita. Se você faz ou diz qualquer coisa que não corresponde à sua fé como um seguidor de Jesus, você é imediatamente rotulado dessa forma.

Mas só porque você acredita em algo e nem sempre faz jus a isso, não significa que seja um hipócrita. Significa que você é humano. Ninguém atende o tempo todo os altos padrões de Deus. Todos ficamos aquém da Sua glória em repetidas vezes. Somos pessoas imperfeitas servindo a um Deus perfeito.

Mesmo o grande apóstolo Paulo admitiu esta luta: "Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio. E, se faço o que não desejo, admito que a lei é boa. Neste caso, não sou mais eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim." (Romanos 7:15-17).

Essa não era a experiência cotidiana de Paulo, mas era uma admissão sincera. E isso não deve ser usado como uma justificativa para dizer que sempre lutaremos dessa forma e, portanto, não devemos nem nos dar ao trabalho de tentar. Paulo também escreveu: "Não que eu já tenha obtido tudo isso ou tenha sido aperfeiçoado, mas prossigo para alcançá-lo, pois para isso também fui alcançado por Cristo Jesus." (Filipenses 3:12).

Quanto mais você avança na vida cristã, mais vai perceber que precisa ir adiante. Essa é a marca de um crescimento cristão genuíno.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Imitações Genuinas

"Pois tais homens são falsos apóstolos, obreiros enganosos, fingindo-se apóstolos de Cristo. Isto não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz." (2 Coríntios 11:13-14)

Há algum tempo atrás, eu estava conversando com alguém sobre Deus em uma loja da Harley Davidson. Ele me perguntou: "Por que existem tantas religiões diferentes por aí? Como uma crença pode ser verdadeira e não todas as outras?"

Enquanto eu pensava sobre o que dizer, um motociclista muito alto passou com aquela Harley e seu famoso ruído. Então eu disse: "Você ouve esse som?" Isso é o som de uma verdadeira motocicleta Harley Davidson. O fato é que existem muitas outras motocicletas por aí, muitas delas parecem Harleys e soam como Harleys. Elas não são Harleys na verdade. E só porque há imitações no caminho não significa que não haja uma genuína. Porque há imitações, você pode ter certeza de que existe uma genuína.

Sempre que há a coisa real, você pode ter certeza de que o diabo virá junto com a sua imitação.

Jesus contou uma parábola sobre o trigo e o joio (Mateus 13), que é uma imagem do real e do irreal crescendo um ao lado do outro. É a história de um fazendeiro que plantou um campo de trigo, mas seu inimigo veio durante a noite e plantou joio, que parecia exatamente com o trigo. Na verdade, enquanto eles estão crescendo, pode ser difícil ver diferença entre um e outro. Tempos mais tarde, entretanto, o joio começa a arrancar o trigo.

A Bíblia nos diz que nos últimos dias haverá cristãos genuínos e falsos cristãos. Esses falsos cristãos serão muito convincentes. Na verdade, eles podem até convencer os cristãos de verdade. Mas não é necessariamente nosso trabalho identificar quem são os falsos cristãos. Só precisamos ter certeza de que somos verdadeiros seguidores de Cristo.