segunda-feira, 24 de abril de 2017

Dispostos a Assumir Riscos

"Disse Pedro: 'Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isto lhe dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, ande'. Segurando-o pela mão direita, ajudou-o a levantar-se, e imediatamente os pés e os tornozelos do homem ficaram firmes." (Atos 3:6-7)

Quando Pedro olhou para o homem aleijado sentado à porta do templo e disse "Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, ande" (Atos 3:6), Pedro estava dando um grande passo de fé. Não havia nenhum plano B. Se o homem não fosse curado, ele iria ficar muito irritado. E Pedro iria parecer ridículo.

Mas fé não é fé se não houver riscos. A fé é algo vivo e inquieto e não pode ser inoperante. A fé não tem porta dos fundos. Não há rede de segurança.

Esta pode ser uma das razões pelas quais Deus usa tão poderosamente os jovens. Eles estão dispostos a assumir riscos. À medida que envelhecemos, tornamo-nos mais cautelosos. Por que? Porque tivemos experiências na vida que nem sempre foram como nós esperávamos. Como resultado, tornamo-nos um pouco mais cuidadosos. Mas quando jovens, estamos dispostos a tentar. Assim, muitas das grandes coisas que Deus faz ocorrem através dos jovens.

Quando comecei a nossa igreja, eu tinha 19 anos. Não tinha ideia do que eu estava fazendo. Mas, de certa forma, minha ignorância foi abençoada. Eu apenas segui adiante, acreditando que Deus poderia fazer um trabalho. Mas à medida que envelhecemos, tornamo-nos mais cautelosos e temos certos receios. E se falharmos? Podemos nos sentir como aquele pessimista que disse: "Se no início você não conseguir, destrua todas as provas de que você tenha tentado." Você pode falhar. E é aí que entra a fé.

Mas deixe-me fazer-lhe uma pergunta: E se der certo? Você está disposto a assumir um risco para o reino de Deus? Você está disposto a iniciar uma conversa sobre Cristo? Está disposto a orar por alguém? Está disposto a acreditar que Deus poderia trabalhar através de você?

Nenhum comentário:

Postar um comentário