sexta-feira, 31 de março de 2017

Bíblias Desgastadas

"Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra." (2 Timóteo 3:16-17)

Um homem levou sua esposa ao médico. Enquanto estava sentado na sala de espera, ele viu o médico sair correndo, perguntando se alguém tinha uma chave de fenda. Ele voltou para a sala de exame com a chave de fenda, mas alguns minutos depois saiu correndo novamente e pediu um par de alicates. O homem estava ficando preocupado neste momento. Pouco depois, o médico saiu e perguntou se alguém tinha um martelo.

Incapaz de aguentar mais, o marido disse: - Doutor, o que está acontecendo lá dentro? O que há de errado com minha esposa?

- Não sei, respondeu o médico. -"Não consigo abrir minha mala médica."

Quando se trata de nossas Bíblias, o mesmo é verdade para muitos de nós. Nem as abrimos. É por isso que acho muito importante trazer a Bíblia para a igreja. É também por isso que não coloco versos bíblicos no telão da igreja onde prego. Não tenho um problema com isso, em princípio, mas não quero que as pessoas olhem para uma tela. Quero que olhem para as suas Bíblias. Quero que as suas Bíblias sejam usadas.

Parece-me estranho quando vejo pessoas indo à igreja sem uma Bíblia e quando vejo pregadores que não pregam a Bíblia. O que a Palavra de Deus tem a dizer importa muito. Portanto, é importante ler a sua Bíblia.

Foi dito que uma Bíblia caindo aos pedaços é geralmente uma indicação de uma vida íntegra. Gosto de ver Bíblias desgastadas. O diabo fará tudo o que puder para nos manter afastados da Palavra de Deus. Por isso, vamos usar nossas Bíblias.

quinta-feira, 30 de março de 2017

O Formato Original da Igreja

“Contudo, não os achando, arrastaram Jasom e alguns outros irmãos para diante dos oficiais da cidade, gritando: 'Esses homens que têm causado alvoroço por todo o mundo, agora chegaram aqui'” (Atos 17:6)

Acredito que a igreja exista por três razões: exaltação, edificação e evangelização. Ou, para colocar uma forma mais simples, o foco da igreja deve ser para cima, para dentro e para fora.

A igreja existe primeiramente para glorificar a Deus. O Senhor precisa ser glorificado. Precisamos ter uma visão superior de Deus em tudo o que falamos e fazemos. A exaltação de Deus deve ser o foco do estudo da Bíblia, o foco da nossa adoração e o foco do “por que estamos aqui”.

A segunda razão de existência da igreja é a edificação dos que creem, ou seja: edificar um ao outro, encorajar um ao outro.

E o crescimento “para fora” é a terceira razão para a igreja existir: para evangelizar o mundo. O apóstolo Paulo nos lembra que seu propósito foi conhecer Cristo e o poder da Sua ressurreição. (veja Filipenses 3:10-11)

O livro de Atos contém a forma original da igreja, a marca que o próprio Jesus nos deu. Esta é a igreja que mudou o mundo através da oração e da pregação. Tudo aconteceu no Pentecostes, quando o Espírito Santo foi derramado sobre a igreja.

Eram pessoas normais, chamadas por Deus para fazer coisas anormais. E foi o começo de um movimento que continua até os dias de hoje. A igreja primitiva impactou o mundo com o poder do Espirito Santo e esse mesmo poder está disponível para nós hoje.

O livro de Atos é um livro “inacabado”. Ele continua sendo escrito. Não estou sugerindo que devem ser inseridos novos capítulos na Bíblia. Estou dizendo que os registros dos Atos incluem tudo o que Deus começou através da igreja. E os seus capítulos continuam sendo escritos ainda hoje.

quarta-feira, 29 de março de 2017

A Importância da Comunhão

"Nós lhes proclamamos o que vimos e ouvimos para que vocês também tenham comunhão conosco. Nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho Jesus Cristo." (1 João 1:3)

Quando encontro um bom restaurante, quero levar as pessoas lá. E não só quero levá-las, mas quero mostrar os melhores pratos a serem pedidos. Quero que elas descubram o que eu descobri.

Da mesma forma, quando somos ensinados pela Palavra de Deus e somos abençoados, queremos compartilhar com os outros. Comunhão é mais do que apenas socializar. Podemos falar sobre todos os tipos de coisas quando chegamos à igreja, mas nosso principal objetivo é falar sobre as coisas de Deus.

Quando a Bíblia diz que os crentes do primeiro século "se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações" (Atos 2:42), a palavra "comunhão" vem da palavra grega koinonia, que pode ser traduzida como "parceria", "comunhão" ou "companheirismo". A ideia que está sendo comunicada é que a Palavra de Deus foi ensinada aos primeiros cristão, e eles queriam compartilhá-la com os outros.

Quando você anda com Deus, deseja estar com o povo de Deus. E se você não anda com Deus, você não vai querer estar perto do povo de Deus. Descobri que quando você está em comunhão com Deus e aprende Sua Palavra, você vai querer compartilhá-la com outros cristãos. Você vai querer estar perto de outros crentes.

Eu também descobri que as pessoas que estão fora da comunhão com Deus quase sempre também estão fora da comunhão com outros crentes. Muitas vezes, o problema não é com a igreja; o problema é com a pessoa. Alguém recoberto de pecado  em sua vida sempre estará tentando descobrir o pecado nas vidas dos outros.

A comunhão nos faz rezar juntos, servir junto, crescer e envelhecer junto. Estas são as fibras da comunhão. A comunhão com Deus e a comunhão com outros crentes caminham juntas.
Link para o texto original

terça-feira, 28 de março de 2017

A Simplicidade do Evangelho

"Visto que, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por meio da sabedoria humana, agradou a Deus salvar aqueles que crêem por meio da loucura da pregação." (1 Coríntios 1:21)

Viajei por todo o mundo e preguei em todo canto que se possa imaginar, mas ainda não parei de me maravilhar com o poder do evangelho. Independentemente de quanto os ouvintes sejam educados ou analfabetos, ricos ou pobres, quaisquer que sejam suas circunstâncias, o evangelho sempre impacta.

As pessoas às vezes vêm das minhas pregações e comentam como minha mensagem era simples, mas essa simplicidade era intencional. Conforme estou preparando uma mensagem, chego a um ponto em que começo a limpar a desordem para que reste o mais simples possível. Por que? Porque não quero nada confundindo a mensagem da cruz de Jesus Cristo.

O apóstolo Paulo escreveu aos crentes em Corinto: "Pois decidi nada saber entre vocês, a não ser Jesus Cristo, e este, crucificado." (1 Coríntios 2:2). E nunca é demais enfatizar. A mensagem não é o cristianismo; é Jesus Cristo. A mensagem não é religião. Não quero tornar pessoas religiosas. Nem sequer quero ser eu mesmo religioso. De fato, se não fosse por um relacionamento com Jesus, eu não seria uma pessoa religiosa. Algumas pessoas amam os rituais da religião. Eu não. Não tenho o menor interesse nisso. Mas tenho o maior interesse em ter um relacionamento com Deus.

Tive a oportunidade de perguntar a Billy Graham: "Se quando jovem você soubesse o que sabe hoje,  após pregar o evangelho durante todos estes anos, o que você diria a si mesmo que você precisaria fazer mais?"

Ele me disse: "Eu pregaria mais sobre a cruz e o sangue de Cristo, porque é aí que está o poder".

Achei que era um bom conselho. E tentei segui-lo.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Poder Para Mudar o Seu Mundo

"Pedro respondeu: 'Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos seus pecados, e receberão o dom do Espírito Santo. Pois a promessa é para vocês, para os seus filhos e para todos os que estão longe, para todos quantos o Senhor, o nosso Deus chamar.'" (Atos 2:38-39)

Do ponto de vista humano, não tinha como os discípulos estarem prontos para a tarefa de ser as testemunhas de Jesus no mundo. Sua fé era fraca. Haviam falhado em seu testemunho público e em sua fé privada. Simão Pedro, seu líder reconhecido, negou abertamente o Senhor. Como eles poderiam sair e mudar o mundo?

Como? Pelo poder que eles ainda não tinham, mas logo teriam. Jesus lhes disse: "Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra" (Atos 1:8). Em outras palavras: "Aqui está como você vai fazer isso: com poder - poder que eu lhe darei... poder para falar e compartilhar sua fé... poder para deixar seu mundo de cabeça para baixo.

A palavra que Jesus usou para "poder" (ou virtude) vem da palavra grega dunamis. Esta palavra entrou em nossa língua quando Alfred Nobel fez a descoberta que se tornaria sua fortuna. Nobel descobriu um poder que era mais forte do que qualquer coisa que o mundo havia conhecido até aquele momento. Ele perguntou a um amigo, um estudioso grego, qual era a palavra para o poder explosivo na língua grega. A palavra era dunamis, que conhecemos como "dinamite".

Este dispositivo explosivo que Nobel criou é realmente uma metáfora para o tipo de poder que Jesus estava falando aos discípulos. E como disse Pedro: "Pois a promessa é para vocês, para os seus filhos e para todos os que estão longe, para todos quantos o Senhor, o nosso Deus chamar" (Atos 2:39). O poder que foi dado aos crentes do primeiro século está disponível para nós hoje: o poder do Espírito Santo.
Link para o texto original

sexta-feira, 24 de março de 2017

Não "Quando", Mas Sim "O Que"

"Então os que estavam reunidos lhe perguntaram: 'Senhor, é neste tempo que vais restaurar o reino a Israel?'" (Atos 1:6)

Os discípulos eram improváveis candidatos ​​a homens que mudariam o mundo. Pelos padrões do mundo, eles não eram o que chamaríamos de referências. Eles eram em grande parte sem instrução, com poucas habilidades para interagir socialmente, com um conhecimento muito limitado do mundo, além de outras limitações. Mas Deus os mudou e os usou.

E esse grupo questionável estava ali, agindo para mudar o mundo. Suas esperanças haviam sido destruídas pela crucificação, mas tinham sido renovadas pela ressurreição. Eles haviam acreditado que Jesus derrubaria o Império Romano e que estabeleceria o Seu reino na Terra. Mas em vez de usar uma coroa de ouro, Ele usou uma coroa de espinhos, quando morreu pelos pecados do mundo. Assim, após a ressurreição, os pensamentos dos discípulos retornaram ao velho plano: "Senhor, é neste tempo que vais restaurar o reino a Israel?" (Atos 1: 6).

A resposta de Jesus nos serve para os dias de hoje: "Não lhes compete saber os tempos ou as datas que o Pai estabeleceu pela sua própria autoridade. Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra" (versículos 7-8). Um dia Cristo voltará. Um dia haverá paz na terra. Mas esse dia ainda não chegou.

Ao olhar para o nosso mundo agora, nós nos perguntamos quando o Senhor voltará para estabelecer o Seu reino na terra. Acho que a resposta de Jesus aos Seus discípulos seria basicamente a mesma hoje. Sua mensagem para eles e, na verdade, para nós também, é: não se preocupe tanto com quando isso vai acontecer, mas sim com o que você deve fazer.
Link para o texto original

quinta-feira, 23 de março de 2017

Provas Infalíveis

"Em meu livro anterior, Teófilo, escrevi a respeito de tudo o que Jesus começou a fazer e a ensinar, até o dia em que foi elevado ao céu, depois de ter dado instruções por meio do Espírito Santo aos apóstolos que havia escolhido. Depois do seu sofrimento, Jesus apresentou-se a eles e deu-lhes muitas provas indiscutíveis de que estava vivo. Apareceu-lhes por um período de quarenta dias falando-lhes acerca do Reino de Deus." (Atos 1:1-3)

O Cristianismo não é um sistema de crenças que tem como objetivo fazer você se sentir bem, que pede que você deixe seus cérebro do lado de fora da porta e acredite em um conto de fadas equivocado. Em vez disso, o cristianismo é baseado em evidências confiáveis ​​e documentadas da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, justificando assim Suas pretensões e promessas.

Claramente há um elemento de fé que é necessário para ser um crente. Mas também é importante para nós sabermos que nossas crenças são construídas sobre fatos claros. Atos 1:3 nos diz que Jesus "apresentou-se a eles e deu-lhes muitas provas indiscutíveis de que estava vivo. Apareceu-lhes por um período de quarenta dias falando-lhes acerca do Reino de Deus." A palavra grega usada aqui para "prova" inclui a ideia de algo que convence.

Alguns, que datam dos primeiros dias da igreja, disseram que Jesus nunca ressuscitou dos mortos. Alguns disseram que os discípulos estavam alucinando quando viram Jesus, ou inventaram a história sobre a ressurreição de Jesus dentre os mortos.

Mas Lucas, que escreveu o que conhecemos como o livro de Atos, estava dizendo desde o início: "Tenho provas". Novamente, no grego original, o significado de "apresentou-se a eles" em Atos 1:3 refere-se ao testemunho ocular. Assim, outra maneira de traduzir isso seria dizer que os discípulos "testemunharam visualmente" Jesus por 40 dias.

Alguma vez você já foi observado por alguém? Eles só olham para você, encarando. Os discípulos olharam para Jesus. Ele não fez apenas uma ou duas aparições pós-ressurreição. Ele aparecia por toda parte. Eles O viram de novo e de novo.

E quando você vê alguém se levantar dos mortos, bem, as coisas simplesmente não são mais as mesmas. Os discípulos foram transformados e eles não puderam guardar isso para si. Eles saíram e mudaram seu mundo.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Chamado a Fazer a Sua Parte

"Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo." (1 Coríntios 12:27)

O livro de Atos cobre um período de 30 anos de história, lembrando-nos que, na maior parte deles, aqueles crentes do primeiro século se levantavam pela manhã e simplesmente andavam na fé e procuravam o Senhor. E Deus interveio de maneiras milagrosas e surpreendentes.

Encontramos também no livro de Atos três ingredientes vitais na maneira como Deus trabalhou. Foi o Espírito de Deus trabalhando através da Palavra de Deus nos corações do povo de Deus.

No Dia de Pentecostes, havia somente 120 crentes reunidos no momento em que o Espírito Santo foi derramado. Seu mundo era tão ruim quanto o nosso e, de certa forma, talvez pior. Viviam sob a jurisdição do Império Romano sem Deus. A imoralidade era desenfreada. Em cidades como Corinto, as prostitutas andavam abertamente pelas ruas. A religião era corrupta. A idolatria, o espiritismo e o culto demoníaco eram abertamente praticados. Em todos os lugares para onde os cristãos do primeiro século foram, eles foram ridicularizados, confrontados, perseguidos e fisicamente agredidos por suas crenças. Porém nesses trinta anos, os 120 crentes originais e seus convertidos mudaram uma boa parte do mundo.

Além disso, eles fizeram isso sem um monte de coisas que nos auxiliam hoje. Eles não tinham magníficas megaigrejas ou tecnologia moderna à sua disposição. O apóstolo João não tinha um programa de televisão. Tomás não tinha página no Facebook. Pedro nunca tuitou. No entanto, de alguma forma, eles foram capazes de impactar seu mundo para melhor.

Qual era o segredo deles? Todo cristão acreditava que era chamado a fazer a sua parte. E acho que este ainda é o segredo hoje. Você tem um papel a desempenhar. Eu tenho um papel a desempenhar. Então, precisamos nos perguntar: Qual é o meu lugar na igreja? Se começarmos a pensar dessa forma, isso fará uma enorme diferença.

terça-feira, 21 de março de 2017

Poder Transformador

"Depois de orarem, tremeu o lugar em que estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e anunciavam corajosamente a palavra de Deus." (Atos 4:31)

Anos atrás, ventos de furacão se abateram numa noite sobre uma cidade americana. De manhã as pessoas saíram de seus lares e abrigos para avaliar o estrago. Uma das coisas que encontraram foi um reles canudo de plástico metido num poste telefônico. A tremenda força do vento cravou o canudinho na madeira feito um prego.

Foi isso o que aconteceu no Dia de Pentecostes. O poder do Espírito Santo desceu sobre homens fracos e frágeis e os transformou, de modo que se tornaram poderosas testemunhas de Jesus Cristo. Embora o Pentecostes tenha sido um evento único e irrepetível, o mesmo poder que foi derramado sobre aqueles fiéis está disponível a todo fiel hoje.

Além disso, houve muitas ocasiões no Livro de Atos nas quais o Espírito foi derramado outra vez sobre os fiéis. Quando Pedro discursou para o Sinédrio, lemos que Pedro ficou cheio do Espírito Santo enquanto lhes falava (ver Atos 4:8).

Quando os fiéis eram perseguidos por pregar o evangelho e lhes foi ordenado que parassem, eles oraram por mais ousadia. Atos 4:31 nos conta que, "Depois de orarem, tremeu o lugar em que estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo [...]"

Esse poder desceu sobre Paulo quando ele estava tentando pregar o evangelho mas sofria oposição (ver atos 13:9-10).

Precisamos do poder do Espírito Santo. Precisamos dos dons do Espírito. E precisamos do trabalho do Espírito em nossas vidas.

Pedro, referindo-se ao Espírito Santo, disse: "Pois a promessa é para vocês, para os seus filhos e para todos os que estão longe, para todos quantos o Senhor, o nosso Deus chamar" (Atos 2:39). Isso fala de nós. Fomos chamados por Deus e esse poder está disponível para nós.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Fundada Por Jesus

"[...] sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades não poderão vencê-la". (Mateus 16:18)

Já notei que se tornou popular ultimamente criticar a igreja. Li que uma igreja fez em 2011 uma campanha de Páscoa em que puseram por toda a cidade cartazes que diziam: "Igreja é um saco". A ideia supostamente era atrair possíveis frequentadores de igreja para o website deles. Mas eu na verdade fiquei ofendido. Como alguém se atreve a dizer que a igreja é um saco? Quem são eles para dizer isso da igreja?

Acho que a igreja é perfeita? Não. Acho que tem defeitos? Sim, pois nela há gente como eu. Mas sei também que a Bíblia diz que Cristo ama a igreja (ver Efésios 5:25). Então nunca criticaria aquilo que Jesus ama.

Alguns estão desiludidos com a igreja hoje. Estão amargurados com ela e reclamam dos hipócritas que estão na igreja. Mas não existe igreja sem hipócritas, então nem adianta procurar. Em vez disso, devemos perceber que Jesus fundou a igreja e, como seguidores de Cristo, havemos de ser parte dela.

A igreja é a única organização que Jesus iniciou. Ele disse a respeito da igreja: "[...] sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do Hades não poderão vencê-la" (Mateus 16:18). Cada fiel precisa ser parte ativa da igreja, pois é na igreja que aprendemos juntos sobre Deus. É na igreja que adoramos a Deus juntos. É na igreja que encontramos responsabilidade uns para com os outros. É na igreja que descobrimos nossos dons espirituais.

Sem você ser parte da igreja, simplesmente não dá para ser o cristão que Deus o chamou para ser.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Redescobrindo a Igreja

"Se alguém fala, faça-o como quem transmite a palavra de Deus. Se alguém serve, faça-o com a força que Deus provê, de forma que em todas as coisas Deus seja glorificado mediante Jesus Cristo, a quem sejam a glória e o poder para todo o sempre. Amém." (1 Pedro 4:11)

Estamos vivendo em uma época em que algumas pessoas dizem que precisamos de uma nova visão da igreja ou precisamos reinventar a igreja. Mas eu discordo. Acho que precisamos redescobrir a igreja. Não acho que precisamos de uma nova versão dela, mas sim voltar à versão original que Jesus estabeleceu. 

A igreja original é a que mudou o mundo. Foi a igreja que virou o mundo de cabeça para baixo. Não sei se podemos dizer o mesmo sobre a igreja de hoje. Parece-me que o mundo de hoje é que está virando a igreja de cabeça para baixo. 

Acho que a resposta é chegar o mais perto possível da fundação original e do modelo de igreja que Jesus estabeleceu. Este é o projeto original de Deus para a igreja. 

Meu objetivo como um pastor experiente não é ter uma igreja grande. É ter uma igreja forte, ou, melhor ainda, uma igreja bíblica. Dito isto, é preciso haver crescimento da igreja e acho que o melhor tipo de crescimento se dá pela adição de novos cristãos.

Uma tendência em muitas igrejas hoje é a de ser relevante para a sociedade. Sou a favor disso, mas não acredito em relevância às custas da reverência. Ainda é preciso ser uma igreja conforme o significado original. Quando falo na igreja, não estou lá para entreter ou para dar a minha filosofia pessoal ou opiniões políticas. Estou lá para ensinar a Palavra de Deus e para chamar pessoas para Jesus Cristo.

Acho que, às vezes, estamos nos esforçando tanto para ser legais, que nos esquecemos de ser bíblicos. Vamos manter intacta a integridade da nossa mensagem.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Comece Onde Você Está

"Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra." (Atos 1:8)

Algumas pessoas querem ir a outros países e ser missionárias para Cristo, o que é bom. Mas, que tal começar atravessando a rua e conversando com o seu vizinho?

Algumas pessoas dizem: "Quero estar no ministério". Sabe o que é "ministério"? É o serviço para o Senhor.

Jesus disse: "e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra" (Atos 1:8). Foi assim com os discípulos e é assim que funciona para nós. É uma estratégia para o evangelismo. Eles deveriam começar em Jerusalém, onde estavam. Em seguida iriam para perto da Judéia e Samaria e então o resto do mundo.

Eis o que Deus está dizendo na realidade: Se você quer alcançar o mundo, comece com o seu mundo. Quando você pensa em ir a todo o mundo e pregar o evangelho, isso é uma tarefa assustadora, não é? Mas que tal ir para o seu mundo e pregar o evangelho? 

Conheço um grupo interessante de pessoas. Elas são pequenas em estatura. Elas têm muita energia. Elas têm um curto período de atenção, mas são muito abertas à Palavra de Deus. Elas são chamadas crianças. Elas podem ser encontradas em salas de escola dominical e estão em necessidade de pessoas para ajuda-las a aprender. 

Você pode pensar: estou procurando o grande chamado de Deus para a minha vida. Mas que tal fazer algo simples? Que tal compartilhar Jesus enquanto você faz as suas atividades rotineiras? Por que não começar com as pessoas que vivem perto de você? Que tal começar com a sua família? E os seus colegas de trabalho? Ou os estudantes da sua escola? É onde começa. Simplesmente comece onde você está.

quarta-feira, 15 de março de 2017

Como Deus Fala

"Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra." (2 Timóteo 3:16-17)

Primeiro - e acima de tudo - Deus nos fala através de Sua Palavra. É-nos dito no Salmo 119:105: "A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho."

Desnecessário dizer que Deus nunca nos conduzirá em uma direção contrária à Sua Palavra. Somos lembrados em 2 Timóteo 3:16, "Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça". Então abra a Palavra de Deus. Invista tempo nela. Confie na Palavra de Deus e você terá a vontade de Deus revelada à você.

Não sou do tipo de pessoa que segura a minha Bíblia ao vento e diz: "Agora Senhor, não sei a tua vontade sobre isto, mas se for a Tua vontade, seja o que for, basta que o vento sopre as páginas para o versículo..." Veja, isso é tirar a Escritura de contexto. Precisamos ler os livros da Bíblia. Precisamos obter todo o conselho de Deus.

Descobri que há momentos em que acabo de ler a Bíblia e sinto compreender a mente e o coração de Deus quando uma decisão é posta diante de mim. É como se estivesse no “piloto automático”, porque eu só li sobre isso naquele dia. Então aplico esses versos conforme tomo a decisão. Em outras ocasiões, descubro que certos versos parecem saltar da página e trazer consolo, conforto, clareza ou direção a um problema.

É por isso que precisamos dedicar tempo à leitura da Palavra de Deus e estudá-la com muito cuidado. E Deus nos mostrará o que Ele quer que façamos.

terça-feira, 14 de março de 2017

Tomando Decisões

"Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos." (Colossenses 3:15)

Além de Deus nos falar primeiramente - e acima de tudo - através da Sua Palavra, Ele também pode nos falar através das circunstâncias. Dito isto, também quero dizer que não baseio minhas decisões somente em circunstâncias.

Falamos em sentido figurado sobre portas sendo abertas, mas Deus não é o único que pode abrir portas. Quando Jonas desobedeceu a Deus, ele comprou uma passagem para um barco que estava indo na direção oposta. O diabo abriu todas as portas para a desobediência de Jonas. Então, só porque as coisas estão dando certo circunstancialmente, não devemos basear a nossa decisão nisso.

Primeiro, o que você está considerando fazer deve estar nas Escrituras. Não deve violar nenhum princípio bíblico claro. Creio que se algo for da vontade de Deus, Ele a confirmará circunstancialmente. Então você precisa confiar no Senhor para dirigi-lo.

O apóstolo Paulo foi impedido tanto por um naufrágio quanto por uma doença. Então haverá momentos em que Deus fechará portas. Se o carro não pegar, nossos planos mudam. Mas também precisamos ser muito cuidadosos. Nunca devemos tomar uma decisão com base em uma circunstância como esta.

Em segundo lugar, é importante ter a paz de Deus no coração. Colossenses 3:15 diz: "Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações." Houve momentos em que eu estive prestes a fazer algo que eu não tinha paz. Circunstancialmente parecia bom. Não conseguia ver a violação de nenhum princípio bíblico. Mas havia uma sensação de que eu não deveria fazê-lo. Eu tenho aprendido com o tempo a prestar cada vez mais atenção nisso.

Finalmente, às vezes, é uma questão do momento. Tão importante quanto a vontade de Deus é o tempo de Deus. Assim, quando você procura a vontade de Deus, se o pedido estiver certo, o momento estiver certo, e você estiver certo, Deus vai dizer para você seguir.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Resistir ao Padrão

"Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12:2

A Bíblia nos diz em Romanos 12 que não devemos nos conformar com este mundo. Mas o que isso significa? A tradução de J. B. Phillips coloca assim: "Não deixe o mundo ao seu redor apertá-lo em seu próprio molde." A ideia é que não devemos fingir que pertencemos ao mundo.

Vivemos num sistema mundial espiritualmente falido e hostil a Deus. João, o apóstolo, adverte: "Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele. Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo" (1 João 2:15-16).

Às vezes, como cristãos, fingimos ser algo que não somos. Mas isso é o que a Bíblia diz que não devemos fazer. Somos filhos de Deus. Então, vamos nos comportar adequadamente. Melhor ainda, vamos nos orgulhar disso. Não esconda a nossa luz. Não nos envergonhemos da nossa fé. Jesus disse: "Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras nesta geração adúltera e pecadora, o Filho do homem se envergonhará dele quando vier na glória de seu Pai com os santos anjos" (Marcos 8:38).

O pensamento deste mundo nubla o nosso próprio pensamento como crentes. Eu vejo isso acontecer na igreja, especialmente quando um casal está tendo problemas em seu casamento. Eles ouvem o pensamento do mundo que diz: Por que você permanece nesse relacionamento? Divorcie-se. No entanto, eles não têm uma razão bíblica para terminar o casamento.

A Bíblia é a nossa base para conhecer a vontade de Deus. Precisamos fazer o que ela diz.

sexta-feira, 10 de março de 2017

A Coisa Lógica a Ser Feita

"Conheço as suas obras, sei que você não é frio nem quente. Melhor seria que você fosse frio ou quente! Assim, porque você é morno, nem frio nem quente, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca." (Apocalipse 3:15-16)

Um compromisso indeciso com Deus não faz sentido. Paulo escreveu aos cristãos em Roma, "Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês." (Romanos 12:1). Ele estava efetivamente dizendo: "Esta é a coisa lógica a fazer."

É como tentar entrar no mar no início do verão. O ar já está quente, mas a água ainda está fria. Então você entra devagar e fica até a altura dos joelhos e logo começa a recuar. Seria melhor mergulhar completamente, ou apenas sair da água.

É assim que muitos crentes são. Eles têm uma atitude que diz: "Bem, estou meio que dentro, mas não totalmente. Também estou um pouco fora, só não tenho certeza." É uma terra de ninguém.

Jesus disse: "Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens" (Mateus 5:13).

É uma espécie de Coca-Cola que ficou sem gás. Para que serve um refrigerante que perdeu o gás? Ou o quanto um café-com-leite desnatado e descafeinado é gostoso?

Mas é assim que muitos cristãos são. Eles são cristãos "sem gás" e discípulos "descafeinados". Jesus odeia os de coração dividido. Ele disse à igreja de Laodicéia: "Conheço as suas obras, sei que você não é frio nem quente. Melhor seria que você fosse frio ou quente! Assim, porque você é morno, nem frio nem quente, estou a ponto de vomitá-lo da minha boca" (Apocalipse 3:15-16).

À medida que você envelhece, seu compromisso deve ficar mais forte. Você deve estar mais comprometido com Cristo aos 57 anos do que com 17 anos. Portanto, faça um compromisso com Ele - e se mantenha n'Ele.

quinta-feira, 9 de março de 2017

Não Caia Em Ruína!

“Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.” (Filipenses 4:8)

Uma pesquisa recente revelou que os adolescentes estão gastando, em média, sete horas e meia por dia em atividades que envolvem equipamentos eletrônicos, incluindo: TV, vídeo game, escutar músicas, navegar na internet, enviar mensagens e e-mail.

Essas coisas não são ruins, mas podemos nos envolver tanto com uma cultura a ponto de permanecermos muito distantes das Escrituras. Então vamos nos certificar de que as nossas mentes e corações estão cheios da verdade de Deus.

Romanos 12:1 nos diz: “Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês.” Dar nossos corpos para Deus inclui nossas línguas (nossas palavras e o que dizemos para outras pessoas). Conforme Tiago 3:5 diz: “Semelhantemente, a língua é um pequeno órgão do corpo, mas se vangloria de grandes coisas. Vejam como um grande bosque é incendiado por uma simples fagulha.”

Sugiro que você pense antes de falar. A próxima vez que tiver algo que você esteja prestes a falar, mas que não tem certeza se deve falar, não caia em ruína. Lembre-se destas letras: R-U-I-N-A. R – Realidade; U – Utilidade; I – Inspiração; N – Necessidade; A – Amor. Para não cair em ruína, devemos pensar em todos esses pontos: É real? É útil? É inspirador? É necessário? É amoroso? 

Talvez você esteja pensando: se eu vivesse de acordo com esse princípio eu não diria nada, ficaria quieto o tempo todo. Então, que assim seja. Apresente sua língua para Deus.

Não somente isso, precisamos apresentar nossas mãos, nossos pés, nosso corpo para Ele. Provérbios 6:17-19 diz que existem sete coisas que Deus detesta: "olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que traça planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal, a testemunha falsa que espalha mentiras e aquele que provoca discórdia entre irmãos."

Então apresente suas mãos, seus pés, sua língua, e seu corpo para Deus.

Link para o texto original

quarta-feira, 8 de março de 2017

Sacrifícios Vivos

"Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." (Romanos 12:1-2)

Todos queremos conhecer a boa, agradável e perfeita vontade de Deus, mas há alguns prerrequisitos. O apóstolo Paulo começa Romanos 12:1 com três palavras importantes: "Portanto, irmãos, rogo-lhes..."

Onde quer que leiamos a palavra "portanto" na Bíblia, devemos descobrir por que ela está lá. Onde quer que encontremos essa palavra nas Escrituras, ela remete ao que foi dito antes. É, nesse sentido, uma conclusão: Assim, portanto, à luz de tudo o que acabei de dizer, eis o que vocês precisam saber...

Paulo estava remetendo ao que ele tinha dito nos 11 capítulos anteriores de Romanos. E essa mensagem é a de que somos todos pecadores, separados de um Deus santo, mas Deus nos ama e tem misericórdia de nós. E, apesar de nosso pecado, Ele nos perdoou. Então Paulo estava dizendo essencialmente: "Portanto, à luz de tudo isso, ofereçam-se em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês".

A palavra "sacrifício" tende a nos lembrar das oferendas no Antigo Testamento que estavam mortas. Se um sacrifício estivesse vivo, acho que teria a tendência de se contorcer para fora do altar.

Do mesmo modo, às vezes damos algo a Deus e acabamos pegando de volta depois. Você já fez isso? Eu já. Já orei sobre algumas coisas e as entreguei a Deus. E então, pouco tempo depois, comecei a me preocupar de novo com elas.

A Bíblia nos diz que devemos nos oferecer a Deus — e isso inclui tudo, até mesmo as nossas mentes. Quer dizer que precisamos preencher nossas mentes com a verdade de Deus e não com a cosmovisão distorcida da nossa sociedade. Quer dizer que precisamos pensar mais em coisas de Deus.

terça-feira, 7 de março de 2017

Quando a Vontade de Deus é Difícil

"Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu lhes ordeno." (João 15:14)

Há momentos em que a vontade de Deus é difícil. O que fazer, então? O que acontece se não é o que você quer? Você ainda se submete a Ele, porque Deus tem seus melhores interesses em mente.

Jesus disse: "Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando". Note que Ele não disse: "Vocês serão Meus amigos se fizerem o que concordarem ou o que acharem confortável ​​ou prazeroso".

Davi queria construir um templo para o Senhor, mas isso não era Seu plano para Davi, então Deus disse não. E Davi ouviu.

Deus queria que Jonas fosse pregar aos ninivitas, mas ele não queria fazer isso. Então ele foi para a direção oposta. E todos nós sabemos o que aconteceu.

Jó lutou contra a vontade de Deus quando a sua família foi tirada dele. Todavia, ele se submeteu à vontade de Deus, dizendo: "Saí nu do ventre da minha mãe e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor" (Jó 1:21) .

Não há exemplo maior daquele que se submete à vontade do Pai do que o próprio Jesus. Ele disse: "Pai, se queres, afasta de mim este cálice; contudo, não seja feita a minha vontade, mas a tua" (Lucas 22:42). Por que Jesus relutou contra a vontade de Seu Pai? Porque Ele teria de carregar os pecados do mundo.

Na vida de cada crente, virá um tempo em que a obediência anulará o desejo pessoal, quando o espírito se tornará mais importante do que a carne, quando a glória de Deus será mais importante do que a nossa própria glória e desejos.

Assim, mesmo quando entendemos a vontade de Deus (ainda que nem sempre gostemos dela), devemos submeter-nos sempre à Sua vontade.
Link para o texto original

segunda-feira, 6 de março de 2017

A Vontade de Deus Para Você

"Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor. Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito."(Efésios 5:17-18)

Além de crer em Jesus Cristo, outro prerrequisito para conhecer a vontade de Deus é ser preenchido com o Espírito Santo. Por que digo isso? Efésios 5:17-18 nos diz: "Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor. Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito."

Não posso fazer a vontade de Deus sem Ele me ajudar com cada passo do caminho. E isso deve começar com o meu pecado sendo perdoado por Deus e o Seu Espírito me preenchendo.

O que significa se encher do Espírito? Significa que todos os dias você precisa ter um encontro emocional com Deus? Não. Significa que todos os dias, você simplesmente ora: "Senhor, enche-me com o teu Espírito". Você pode sentir algo ou pode não sentir nada, mas se você orar por isso, acreditando, Deus lhe dará o que você precisa.

É uma espécie de combustível para o seu carro. Você não pode correr para sempre com um único tanque de gasolina. Da mesma forma, precisamos que nossas vidas sejam reabastecidas pelo Espírito Santo.

O termo grego, "encher" ou "estar cheio", de Efésios 5 significa "ser constantemente preenchido". Portanto, não é um evento único. É algo que acontece sempre. É também um comando. Através deste versículo, Deus está efetivamente dizendo: "Eu ordeno que você esteja cheio do Espírito Santo". Essa é a vontade de Deus para você.

Quando foi a última vez que você orou: "Senhor, enche-me com o Espírito Santo"? A vontade de Deus é que você, como um cristão, esteja preenchido o tempo todo com o Espírito Santo.
Link para o texto original

sexta-feira, 3 de março de 2017

O Prerrequisito Fundamental

"Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador, que deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade." (1 Timóteo 2:3-4)

O primeiro prerrequisito para discernir a vontade de Deus é que você deve acreditar em Jesus Cristo. Falo isso porque 1 Timóteo 2:3-4 diz: "Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador, que deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade."

As Escrituras também nos dizem que Deus não quer que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento (2 Pedro 3:9). Então, para conhecer a vontade de Deus, é preciso primeiro conhecer a Deus.

Acho que às vezes as pessoas vêem a Bíblia como um tipo de livro mágico que está cheio de princípios de sucesso. Mas a Bíblia foi escrita para o povo de Deus. Não é um monte de poções mágicas que uma pessoa pode tomar em sua vida. Trata-se de princípios dados para homens de Deus para que vivam da maneira que Ele quer que eles vivam.

Embora a Bíblia seja muito inspiradora, contem também literatura e até poesia. Mas, se você não crer no Senhor Jesus Cristo, não será capaz de desvendar as verdades encontradas nela. Então, tudo começa com o conhecimento do Autor do livro.

Tenho o privilégio de ter relacionamento com alguns pastores bem conhecidos que escreveram livros e, às vezes, quando eu os encontro, digo: "Ei, eu estava lendo isso em seu livro outro dia e queria saber o que você quis dizer com ...". Então eles me explicam.
É ótimo poder falar com o autor do livro. Da mesma forma, podemos consultar o autor da Bíblia, que é Deus. Mas primeiro temos que crer n'Ele.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Orientação Garantida

"Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado." (Tiago 4:17)

Às vezes, clamamos a Deus: "Senhor, mostra-me a tua vontade – mas me mostre agora!" Só que, enquanto isso, estamos segurando a resposta bem nas nossas mãos. A vontade de Deus é revelada nas páginas da bíblia.

Seria como esperar por uma carta contendo instruções que lhe digam o que deve fazer, e quando a carta finalmente chega, você a segura na mão, nunca abre e se pergunta por que não conseguiu as informações de que precisava.

Da mesma forma, Deus revelou o Seu plano e o Seu propósito, mas devemos estudar a bíblia para saber o que eles são.

Davi orou: "Ensina-me a fazer a tua vontade" (Salmo 143:10). Note que ele não disse: "Ensina-me a compreender a tua vontade". Em vez disso, ele disse: "Ensina-me a fazer a Tua vontade". Isso pressupõe que não se trata de informação, mas de obediência. Às vezes, penso que o problema não é que não conheçamos a vontade de Deus, mas sim de que não gostamos da vontade dEle.

Tenho uma netinha que pratica a audição seletiva. Ela me ouve quando digo algo que ela gosta, como: "Vamos ver um desenho animado." Mas quando eu digo a ela para fazer algo que ela não quer fazer, de repente é como se eu nunca tivesse falado aquilo.

Às vezes, somos desse jeito com Deus. Não é que não conheçamos a Sua vontade. Não gostamos é dela. Mas Tiago 4:17 nos diz: "Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado".

Você conhece alguma coisa que seja a vontade de Deus para a sua vida e não a está fazendo? A obediência à verdade revelada, garante orientação em assuntos não revelados.

quarta-feira, 1 de março de 2017

A Essência da Vida Cristã

"Tenho grande alegria em fazer a tua vontade, ó meu Deus; a tua lei está no fundo do meu coração." (Salmos 40:8)

Se você for um verdadeiro cristão, deve desejar conhecer e andar na vontade de Deus.

Jesus nos deixou um exemplo disso no Jardim do Getsêmani, quando orou ao Pai: "Pai, se você quiser, por favor, tome este cálice de sofrimento longe de mim. Contudo, quero que sua vontade seja feita, não minha" (Lucas 22:42).

E na Oração do Senhor, que é realmente um modelo para nossas orações, Jesus ensinou-nos a orar: "Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu". (Mateus 6:10).

Jesus nos ensinou a orar sempre pela vontade de Deus em nossas vidas. Portanto, devemos pautar as nossas vidas na direção de conhecer a vontade de Deus. 1 Pedro 4:2 diz que "para que, no tempo que lhe resta, não viva mais para satisfazer os maus desejos humanos, mas sim para fazer a vontade de Deus."

A própria essência da vida cristã é fazer a vontade de Deus. O salmista disse assim: "Tenho grande alegria em fazer a tua vontade, ó meu Deus; a tua lei está no fundo do meu coração" (Salmo 40:8).

Mas como sabemos qual a vontade de Deus? De um modo geral, o modo como descobri foi estudando a Bíblia, orando pela sabedoria e direção de Deus, e tomando passos de fé. Então eu me encontrei no centro de Sua vontade. A Bíblia diz: "O Senhor firma os passos de um homem, quando a conduta deste o agrada" (Salmo 37:23).

O caminho de Deus torna-se claro quando começamos a andar nele.