quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

O Humilde Salvador

"E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!" (Filipenses 2:8)

Se você fosse Deus, você se sentiria tentado a realizar algum milagre para você mesmo? Eu me sentiria... Se eu fosse Jesus, ao invés de andar longas distâncias eu simplesmente diria: "Agora eu estarei naquele lugar", e assim seria.

Eu também não teria comido a comida que Jesus comeu. Afinal de contas, Deus é onisciente. Ele conhece o futuro. Ele sabe que o hambúrguer um dia iria existir. Ele sabe que toda essa comida “legal” que comemos hoje iria existir. Então eu teria enviado os discípulos para pescar, e enquanto isso degustaria um delicioso hambúrguer.

Mas Jesus nunca fez isso. Até mesmo quando ele estava morrendo de fome, durante a tentação no deserto, Ele não transformou uma pedra em pão conforme o Diabo havia sugerido que fizesse. Ele respondeu: “Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem’” (Lucas 4:4).

Jesus estava sempre pensando no próximo. Então o que poderíamos dizer sobre Ele quando Ele disse as palavras na cruz “Tenho sede” (João 19:28)? Este era o Criador do universo dizendo “Tenho sede”. Você acha que Jesus não poderia ter resolvido este problema? Você acha que Ele não poderia ter dito “água” e ela simplesmente apareceria? Sim! Jesus poderia ter feito as cataratas do Iguaçu aparecerem diante Dele, se assim desejasse. Mas, ao invés disso, Ele falou somente: “Tenho sede”.

Isso nos lembra que apesar de Jesus ser Deus, Ele também era homem. Nunca, por um momento, Ele desistiu de Sua divindade, embora Ele nem sempre exercesse as Suas habilidades milagrosas à vontade. Ele está envolto em Sua Glória. Ele sempre será Deus. Por isso Sua morte, e somente a Sua morte, é suficiente para cumprir a demanda do Pai por justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário