sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

A Assinatura de Deus

"E o levou a Jesus. Jesus olhou para ele e disse: 'Você é Simão, filho de João. Será chamado Cefas' (que significa Pedro)." (João 1:42)

Quando André levou seu irmão Pedro a Jesus, Ele olhou para ele e lhe deu um novo nome. Jesus não fazia isso com outras pessoas. Ele não saiu dando outros nomes para todos. Mas Jesus olhou Simão e lhe deu um novo nome: Pedra (Pedro) (João 1:42).

Fico imaginando o que os outros pensaram. Pedra? Isso é uma piada? O que Ele quer dizer com Pedra? Quando você ouve a palavra "pedra", pensa em algo sólido e confiável. Porém Pedro era esquentado, impulsivo e apressado para falar.

Quando a Bíblia nos diz que Jesus olhou para Pedro, isso poderia ser traduzido como olhar através dele, pra dentro dele. Jesus sabia o que Ele teria com Simão. Sabia que Pedro um dia o decepcionaria. Sabia que ele um dia O negaria, mas também sabia que ele iria crescer com seu novo nome. Sabia que um dia Pedro iria pregar o Evangelho no Dia de Pentecostes e 3000 pessoas iriam crer.

Quando Deus olha para você, Ele vê o seu potencial. Talvez quando você se olhe no espelho só veja erros, falhas e problemas, mas Deus lhe olha de uma maneira muito diferente. Ele olha o resultado daquilo em que você se transformará. E você tem grande valor porque Ele passou a habitar em seu coração.

A Bíblia nos diz: "Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós" (2 Coríntios 4:7). Seu valor não vem daquilo que você é. Vem daquele que habita em você. O valor que há em nós é porque o próprio Deus colocou a Sua assinatura em nossas vidas.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Venham e Verão

"André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que tinham ouvido o que João dissera e que haviam seguido a Jesus. O primeiro que ele encontrou foi Simão, seu irmão, e lhe disse: 'Achamos o Messias' (isto é, o Cristo)." (João 1:40-41)

Você poderia achar que a notícia dada por João Batista sobre Jesus seria suficiente, mas não para André. André era do tipo cauteloso. Ele não fazia algo só porque alguém fez. Ele tinha que saber por si mesmo.

Fico até imaginando a situação engraçada quando André começou a seguir a Jesus. Talvez ele estivesse o seguindo um pouco perto demais. Alguma vez alguém já andou tão perto atrás de você que parecia estar respirando o seu ar? Aconteceu com Jesus, andando com André logo atrás d'Ele, juntamente com outro discípulo de João. Finalmente Jesus parou, virou-se e disse-lhes: "O que vocês querem?" (João 1:38). André não sabia o que dizer, então perguntou a Jesus onde ele morava. Jesus convidou-os a vir e ver.

André foi e viu, e daquele momento em diante, nunca mais parou de seguir a Jesus. O que aconteceu com André foi que, uma vez que ele conheceu algo verdadeiro, quis contar aos outros. Então ele foi e contou ao seu irmão, Simão Pedro.

Vamos todos encontrar pessoas como André. Você lhes fala sobre Jesus e eles dizem: "Eu não sei não..."

Então, iremos dizer: Bom, então você precisa saber mais. Precisa aprender mais para poder decidir. Mas seja paciente com as pessoas. Não tente apressar o processo de conversão. A Bíblia diz: "Ao servo do Senhor não convém brigar mas, sim, ser amável para com todos, apto para ensinar, paciente." (2 Timóteo 2:24). Às vezes queremos pressionar. Queremos obter um resultado. Mas se alguém for pressionado a tomar uma decisão, pode decidir errado. Deixe Deus convertê-lo. Vamos apenas viver a vida e ser exemplo. Eles irão seguir Jesus quando for a hora para isso acontecer.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

O Verdadeiro Evangelho

"Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho" (Gálatas 1:6)

O que é o Evangelho? Acho que a maioria das pessoas não sabe. Algumas pessoas podem pensar que a maioria dos brasileiros já ouviu o evangelho, mas eu discordo. Não acho que ouviram. Tenho ouvido que muitos pregadores falam do evangelho mas não entregam o evangelho. Temos que ser cuidadosos para fazer uma apresentação precisa. Caso contrário, pode ocorrer um efeito desastroso. Não queremos editar a Palavra de Deus. Não precisamos tentar faze-la mais interessante ao excluir coisas Dela. Também não precisamos faze-La mais complexa adicionando coisas a Ela. Só precisamos declarar a Palavra como ela é, e deixar Deus fazer o Seu trabalho.

Tanto quanto possível podemos procurar construir uma ponte e sermos discretos. Então, estabelecido isso, precisamos compartilhar a verdade da boa nova de Jesus Cristo. A Bíblia adverte sobre um evangelho diferente para as pessoas acreditarem. A apóstolo Paulo escreveu aos Gálatas: "Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho" (Gálatas 1:6). Devemos nos certificar de que estamos entregando o verdadeiro evangelho.

Aqui está o problema: as pessoas não vão apreciar completamente a boa notícia enquanto não tomarem conhecimento das más notícias. A má notícia é que todos pecamos contra Deus e caímos dos Seus padrões. E se não nos distanciarmos do pecado, a Bíblia diz que vamos passar a eternidade separados de Deus, no inferno.

Certa vez pediram a C. H. Spurgeon para resumir a fé em Cristo em poucas palavras. C. H. Spurgeon usou quatro: "Jesus morreu por mim". Se você sabe esse tanto, então está preparado para compartilhar o evangelho.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Candidatos Improváveis

"No primeiro dia da semana, bem cedo, estando ainda escuro, Maria Madalena chegou ao sepulcro e viu que a pedra da entrada tinha sido removida." (João 20:1)

Talvez você seja um daqueles que sempre é escolhido por último para alguma coisa, aquele a quem as pessoas não dão muita importância. Mas tenho boas notícias para você: Deus pode fazer coisas extraordinárias com pessoas comuns. E Deus ama as pessoas falhas e comuns.

É difícil encontrar pessoas com mais falhas e mais comuns que Pedro, Maria Madalena ou João. Pedro negou ao Senhor três vezes. Maria Madalena esteve possuída por sete demônios. João também teve suas falhas. E Deus usou essas três pessoas como seus primeiros missionários para ir ao mundo e dizer a todos que Jesus havia ressurgido dos mortos.

Deus também abençoa aqueles que O procuram de todo o coração. Maria arriscou tudo por Jesus. A Bíblia diz que enquanto outros se mantinham a uma certa distância na crucificação de Jesus, Maria estava a menos de meio metro. Jesus podia facilmente ver Maria, a mulher de quem Ele havia expulso sete demônios. Ela foi a última a deixar a cruz. E foi a primeira a ir à tumba.

Há uma bênção àqueles que dedicam tempo a buscar o Senhor. A Bíblia nos diz: "Busquem o Senhor enquanto se pode achá-lo; clamem por ele enquanto está perto. Que o ímpio abandone seu caminho, e o homem mau, os seus pensamentos. Volte-se ele para o Senhor, que terá misericórdia dele; volte-se para o nosso Deus, pois ele perdoará de bom grado." (Isaías 55:6-7). 

Precisamos buscar a Deus de todo o nosso coração. Foi isso que Maria fez e por isso foi abençoada. À medida em que ela buscava ao Senhor naquela manhã, encontrou Cristo ressuscitado. E se você dedicar tempo a Ele, irá encontrá-Lo também.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Iscas Diferentes Para Peixes Diferentes

"Para com os fracos tornei-me fraco, para ganhar os fracos. Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns. Faço tudo isso por causa do evangelho, para ser co-participante dele." (1 Coríntios 9:22-23)

Não há uma abordagem única para o evangelismo. Temos de aprender a nos adaptar à cada situação. Quando você estiver compartilhando sua fé, as pessoas tentarão atrapalhar a sua linha de raciocínio. Elas vão dizer algo do tipo como: "Olha, eu tenho uma pergunta para você. E sobre todas essas religiões diferentes? A que religião você pertence?" Ou: "E sobre a política? Em quem você vota? Qual é a sua opinião sobre este assunto?"

Estas são questões secundárias. Quando falo com alguém a respeito de Cristo, tento lidar com essas coisas, mas logo volto para a questão principal. Isso é o que Jesus fez com a mulher em Samaria, quando ela tentou mudar de assunto. Ele concentrou-se no que realmente importava. E é isso que precisamos fazer.

Quando você vai pescar, usa diferentes tipos de isca para diferentes tipos de peixe. E quando se trata de evangelismo, você pode enfatizar uma coisa mais do que outra com algumas pessoas. Inicialmente, ao se aproximar de uma pessoa e estabelecer contato com ela, você pode variar a sua abordagem. Mas, finalmente, você vai chegar à mensagem principal. Pedro, por exemplo, adotava uma forma muito diferente de apresentar o evangelho para os judeus (ver Atos 2) do que a forma que Paulo adotava com os não-judeus (ver Atos 17). Havia dois encontros e duas abordagens completamente diferentes, mas Pedro e Paulo passavam a mesma mensagem essencial.

Isso é tornar-se tudo para com todos. Paulo disse: "Para com os fracos tornei-me fraco, para ganhar os fracos. Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns." (1 Coríntios 9:22).

A questão é não constranger as pessoas, mas sim envolvê-las. É por isso que temos que nos adaptar.
Link para o texto original

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Apressado, Preocupado, Sepultado

"Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal." (Mateus 6:34)

Esse epitáfio poderia ser escrito em incontáveis lápides: "Apressado, preocupado, sepultado." Passamos nossas vidas cheias de ansiedade, frustração e preocupação.

Marta é um exemplo clássico de alguém que estava excessivamente ansiosa. Jesus frequentemente visitou a casa de Marta, de sua irmã Maria e de seu irmão Lázaro, em Betânia. Em uma dessas ocasiões, Marta estava trabalhando duro na cozinha quando Maria decidiu que era uma grande oportunidade para se sentar aos pés do Senhor. Marta ficou frustrada porque ela achava que Maria estava à toa, sendo preguiçosa. Então ela disse a Jesus: "Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude!" (Lucas 10:40).

Jesus disse a ela, "Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas, todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte e esta não lhe será tirada" (Lucas 10:41-42). Em outras palavras, há um tempo para o trabalho e há um tempo para a adoração.

No entanto, tentamos justificar nossa preocupação, dizendo: "Bem, é porque eu me importo que me preocupo." Mas a preocupação não é uma virtude. Na realidade, ela pode ser verdadeiramente um pecado. A palavra "preocupação" provém de uma palavra que significa "sufocar ou estrangular." Isso é o que a preocupação vai fazer para você. Ela não vai ajudar a sua situação. Só irá agravar-la e torná-la pior.

Como Charlie Brown certa vez disse: "Desenvolvi uma nova filosofia: só temo um dia de cada vez." Há problemas suficientes esperando por você amanhã, depois de amanhã e no dia seguinte. Nem sequer pense sobre eles agora. Em vez disso, tome os problemas de hoje e coloque-os nas mãos de Deus.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Vá Aonde Eles Estiverem

"Quando o Senhor ficou sabendo disso, saiu da Judeia e voltou uma vez mais à Galileia. Era-lhe necessário passar por Samaria." (João 4:3-4)

Nenhum judeu ortodoxo jamais iria à Galileia pela Samaria. Na verdade, ele evitaria completamente aquela área. Era mais rápido e direto atravessar a Samaria, mas os judeus não queriam fazer essa rota porque odiavam os samaritanos. Eles já não gostavam dos gentios, mas em suas cabeças os samaritanos eram ainda piores, pois o samaritano era essencialmente um hebreu que tinha casado com outro povo. E os judeus não queriam nada com eles.

Então aonde foi Jesus? Foi ao lugar ao qual nenhum outro judeu ia. E com quem foi falar? Com uma mulher. Hoje isso não parece grande coisa, mas naquela cultura os homens judeus com frequência desdenhavam as mulheres. E essa mulher não só era alguém com quem os judeu religiosos não falavam como também era excluída entre seu próprio povo por causa de seus vários casamentos e divórcios - e pelo fato de que estava morando com um homem naquele momento.

Adoro o fato de a Bíblia dizer que Jesus precisava ir à Samaria (ver João 4:4). Por que precisava? Porque uma mulher que necessitava ouvir o evangelho estava lá.
Assim também nós precisamos ir. Temos de ir a qualquer hora e a qualquer um, a qualquer lugar ao qual Deus nos dirija. Muito antes da Terra sequer ter sido criada, foi tomada a decisão na eternidade de que Jesus Cristo, Deus em forma humana, tinha um compromisso com uma mulher esgotada e imoral da Samaria e iria abrir o evangelho para ela.

Precisamos ir aonde as pessoas estejam. Jesus não disse que o mundo todo deve ir à igreja, mas disse que a igreja deve ir ao mundo todo. Então temos de nos aproximar das pessoas e alcançá-las com o evangelho.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Conte Sua História

"'Venham ver um homem que me disse tudo o que tenho feito. Será que ele não é o Cristo?' Então saíram da cidade e foram para onde ele estava." (João 4:29-30)

Uma das ferramentas mais eficazes que você possui em sua caixa de ferramentas evangélica é a sua própria história, o seu testemunho pessoal sobre como você passou a acreditar em Jesus.

Depois de uma conversa com Jesus junto ao poço, uma samaritana - minutos antes, descrente - imediatamente saiu e avisou aos outros. A Bíblia nos diz que "muitos samaritanos da vila creram em Jesus porque a mulher havia dito: "Ele me disse tudo o que tenho feito" (João 4:39).

É o poder de uma vida transformada. Use a sua história, porque essa é uma maneira de pregar para uma pessoa sem atingi-la diretamente. As pessoas não gostam de receber “sermão”. Sua história é uma ponte. Você pode dizer: "Deixe-me contar-lhe a minha história. Não acreditei sempre nessas coisas. Eu era assim. Assim era como eu vivia. Assim era como eu pensava. Mas isso é o que ouvi, e é isso que mudou a minha vida." Eles podem discutir com um sermão, mas não podem divergir da sua história. Eles não podem discordar com o que Deus fez por você. Portanto, use essa história para construir uma ponte.

Contar a sua história é uma poderosa ponte para difundir a mensagem do evangelho. É apenas uma ponte para contar a Sua história. Não é sobre você; é sobre Ele. Então, quando você contar a sua história, não glorifique nem exagere nada sobre seu passado. Ouvi algumas vezes pessoas fazerem a história ficar mais dramática com a narração de seus testemunhos. Às vezes, os cristãos querem fazer suas histórias parecerem mais dramáticas para serem mais impressionantes.
Não faça isso. Basta dizer a verdade.

Não se gabe sobre o que você deu para Deus, mas sobre o que Deus deu para você. Nós demos culpa. Demos julgamento. Demos inferno. Mas Deus nos deu propósito, significado e o céu.
Por isso, lembre-se: não é sobre você. É sobre Ele.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Plano Deliberado de Deus

"Este homem lhes foi entregue por propósito determinado e pré-conhecimento de Deus; e vocês, com a ajuda de homens perversos, o mataram, pregando-o na cruz. Mas Deus o ressuscitou dos mortos, rompendo os laços da morte, porque era impossível que a morte o retivesse." (Atos 2:23-24

Se você já perdeu alguém de repente, de forma inesperada, sabe exatamente o quanto isso é devastador. Machuca por dentro. Você nem sequer sabe se será capaz de sobreviver. Parece até pior que a morte.

Isto é o que os seguidores de Jesus sentiram quando Ele foi tirado deles e assassinado a sangue frio diante de seus olhos. Podemos conhecer toda a história da morte e ressurreição de Jesus, mas esses seguidores de Jesus do primeiro século estavam vivenciando isso em tempo real. Tinham esperança de que Jesus iria estabelecer Seu reino na Terra e que eles iriam governar e reinar com Ele. Ele era o seu Senhor. Ele era o seu Mestre. Ele era tudo para eles. E então, de repente, de forma inesperada, sem entender o por quê, Ele foi traído por um de seus próprios seguidores. E quando Jesus disse na cruz: "Está consumado!", isso foi o que eles sentiram. Tinha acabado. O sonho tinha terminado. O fim tinha chegado. Mas isso foi, na verdade, apenas o começo.

Tudo estava indo de acordo com o plano, o plano de Deus. A encarnação tinha como propósito a expiação. Jesus nasceu para morrer para que pudéssemos viver. Quando os sábios vieram e trouxeram seus presentes de ouro, incenso e mirra para o Menino Jesus, cada um daqueles presentes tinha um significado. Eles trouxeram ouro, porque ele era um rei. Trouxeram incenso, porque Ele seria o nosso sumo sacerdote, representando-nos diante de Deus. E, finalmente, a mirra era um elemento usado no embalsamamento, porque Jesus morreria pelos pecados do mundo.

Muito tem sido dito sobre quem foi o responsável pela morte de Jesus Cristo. Mas foi plano deliberado e bem pensado de Deus que Jesus morresse e ressuscitasse.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Um Fator de Conservação

"Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus." (Efésios 5:15-16)

No Sermão do Monte, quando Jesus disse "vós sois o sal da terra", Seus ouvintes logo entenderam o que Ele estava dizendo: "Vocês são um fator de conservação na sociedade de hoje".

Sal não só foi uma mercadoria muito valiosa no primeiro século, mas também foi usado como um conservante. Na ausência de máquinas de refrigeração ou de gelo, o sal era adicionado à carne para mantê-la livre do processo de putrefação. A forma mais comum era corta-la em tiras finas, mergulha-la numa solução salina, e assim mante-la conservada por mais tempo.

Da mesma forma, os cristãos podem e devem atuar como um conservante na sociedade. Como representante de Jesus, você, como um crente, pode alterar a dinâmica de um lugar. Isso quer dizer que você é um representante de Jesus Cristo. E as pessoas sabem disso. Elas sabem que a sua presença faz a diferença.

Mas não podemos atingir a consciência do mundo se formos contra nós mesmos. Não podemos ser uma referência de pureza no mundo se estivermos comprometidos em nossa própria pureza. Não podemos ser usados por Deus para parar a corrupção do pecado nos outros se o pecado nos corrompe. Jesus disse: "Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens." (Mateus 5:13).

São os cristãos que defendem o que é certo. São os cristãos que falam contra o que está errado. São os cristãos que estão sempre na linha da frente de todos os esforços ao redor do mundo para ajudar as pessoas que sofrem, não importando se elas têm fé ou não. Isso é o que cristãos fazem. Somos, portanto, o sal da terra.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Procura-se Por Autenticidade

"Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens". (Mateus 5:13)

Há uma diferença entre um crente que está tentando viver uma vida piedosa, lutando por isso, e a pessoa que afirma ser crente, mas ignora propositadamente o que a Bíblia diz e escolhe viver um estilo de vida fora do plano de Deus. Meu pedido para esse segundo grupo é para nos fazer o favor de ficar quieto. Soa surpreendente ouvir um evangelista pedir a alguém para não contar aos outros sobre Cristo, mas o texto-chave do Sermão da Montanha em Mateus 6:8 é quando Jesus diz "Não sejam iguais a eles [...]". Essencialmente, Jesus estava dizendo: "Não sejam como este mundo. Sejam diferentes. Não sejam como eles."

Então o que devemos ser? Devemos ser sal. Jesus disse: "Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens." Nos dias de Jesus, o sal era muito mais negociável do que é hoje. Os romanos acreditavam que, com exceção do sol, nada era mais valioso do que o sal. Ele realmente foi usado como uma forma de moeda, e os soldados romanos às vezes eram pagos em sal. Daí a expressão: "Ele não vale o seu salário."

Todos temos momentos de hipocrisia. Se eu disser que nunca fui hipócrita, estarei sendo ainda mais hipócrita. Crentes nem sempre praticam o que pregam. Isso se chama humanidade. Nenhum cristão conseguirá viver de forma perfeita.

Mas se você é cristão e vive um estilo de vida contrário ao que o evangelho ensina e ao que a Bíblia diz, por favor não fale de Jesus. Porque hoje o mundo precisa de autenticidade.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Resplandeça Sua Luz

"Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte." (Mateus 5:14)

Quando você está vivendo para Jesus Cristo, a sua simples presença, às vezes, incomoda os outros. E quanto mais uma pessoa piedosa é, mais isso vai acontecer. Poucas coisas são mais difíceis de aceitar que um bom exemplo. E quando você viver dessa maneira, realmente chamará a atenção das pessoas.

A luz revela coisas. Todos nós já ouvimos as desculpas mirabolantes do por quê de as pessoas não acreditarem em Jesus; mas a verdadeira razão pela qual as pessoas não acreditam é que elas não querem enxergar o seu pecado exposto. Elas não querem admitir os seus defeitos. A Bíblia diz: "Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más. Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas" (João 3:19-20).

A luz não só expõe o que está escondido na escuridão como mostra o caminho da saída. Da mesma forma, a luz que brilha dos cristãos mostra não só os seus defeitos e os seus pecados, mas mostra-lhes o caminho, o caminho para Jesus Cristo.

Que tipo de opinião você acha que as pessoas teriam do cristianismo se você fosse o seu único representante? E se cada cristão vivesse exatamente como você? Quantos seriam atraídos ou afastados do evangelho? Jesus disse: "Vocês são a luz do mundo" (Mateus 5:14). Você pode ser o único representante de Jesus Cristo que os seus amigos, a sua família, os seus colegas de trabalho e os seus vizinhos possam encontrar. E eles vão avaliar toda a mensagem do cristianismo a partir do exemplo que vêem em você. Vão formar uma opinião sobre o que pensam a respeito de Deus baseados em você. Por isso, deixe a sua luz brilhar.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

"Pai, Perdoa-lhes..."

"Jesus disse: 'Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo'. Então eles dividiram as roupas dele, tirando sortes." (Lucas 23:34)

Você consegue lembrar-se, neste momento, de alguém que você não consegue imaginar que venha um dia a tornar-se seguidor de Jesus Cristo? Eu lhe desafio a começar a orar pelo nome dessa pessoa. Todas as pessoas estão ao alcance das mãos de Deus. Jesus orou pelas pessoas que O crucificaram.  Você consegue orar por alguém que cometeu uma injustiça contra você?

Em um relato do evangelho lemos que os dois criminosos que foram crucificados com Jesus se juntaram à zombaria dos que assistiam tudo. A versão King James da Bíblia os chama de ladrões, mas a palavra usada para descrever o tipo de criminoso que eram é uma palavra muito mais severa. Aqueles homens provavelmente eram rebeldes ou assassinos, envolvidos em ataques contra Roma. Por isso eles foram punidos de uma forma tão dura. Os romanos queriam fazer de exemplo qualquer um que desafiasse o poder do império.

Aqueles dois criminosos ouviram e viram tudo, e provavelmente fizeram tudo aquilo. Mas Jesus fez Seu primeiro pronunciamento na cruz: "Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo [...]" (Lucas 23:34). E naquele momento um daqueles duros criminosos acreditou em Jesus. Ele nunca havia visto nada daquele tipo antes. Pense em tudo aquilo a que o criminoso havia sido exposto durante sua vida, que o levou ao lugar onde estava, morrendo por pecado e crime. Ainda assim, ouvir alguém que foi tratado ainda pior do que ele, que foi torturado e espancado (além de ser crucificado), orar pelos Seus inimigos, fez com que este homem acreditasse. Ele se virou para Jesus e falou: "Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu Reino". (Lucas 23:42)

Nenhuma pessoa está além das orações. Quem precisa de suas orações no dia de hoje?

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Perseguidos Pela Razão Certa

"Quem há de maltratá-los, se vocês forem zelosos na prática do bem? Todavia, mesmo que venham a sofrer porque praticam a justiça, vocês serão felizes. 'Não temam aquilo que eles temem, não fiquem amedrontados.'" (1 Pedro 3:13-14)

Jesus disse: "Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês." (Mateus 5:11). Mas observe que Ele não disse: "Bem-aventurados serão vocês quando as pessoas zombarem e vos perseguirem e lançarem mentiras sobre vocês e dizerem todos os tipos de males, porque você é hipócrita." Ou: "Bem-aventurados serão vocês quando as pessoas os perseguirem e os caluniarem porque você é desagradável." Ou por que não tem tato, ou porque é imbecil, ou porque é idiota.

Com toda a honestidade, há alguns cristãos que fazem algumas coisas realmente estranhas, realmente esquisitas. Só porque alguém é convertido não significa que deixará de ser desagradável. Conheci algumas pessoas convertidas, porém detestáveis. E me pergunto por que elas têm que ser desnecessariamente agressivas quando se trata de compartilhar sua fé. O objetivo em compartilhar a nossa fé não é quebrar uma ponte; é construir uma. O objetivo não é ganhar um argumento; é ganhar uma alma. No entanto, por muitas vezes, as pessoas vão ser desnecessariamente ofensivas. Podem até mesmo ser um pouco más. Elas vão representar Cristo inadequadamente. E, como resultado, serão perseguidas.

E então vão dizer: "Oh, louvado seja Deus! Estou sendo perseguido por causa da justiça". Não, na verdade, essas pessoas são perseguidas porque estão se comportando como verdadeiros babacas. Como Pedro nos diz, "Quem há de maltratá-los, se vocês forem zelosos na prática do bem? Todavia, mesmo que venham a sofrer porque praticam a justiça, vocês serão felizes [...]" (1 Pedro 3: 13-14).

Então, tenhamos certeza de que estamos sendo perseguidos pelas razões certas.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Falar a Língua Correta

"Para com os fracos tornei-me fraco, para ganhar os fracos. Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns. Faço tudo isso por causa do evangelho, para ser co-participante dele." (1 Coríntios 9:22-23)

A Bíblia diz que não devemos nos conformar (concordar) com este mundo. Ela também nos diz: "Não amem o mundo nem o que nele há. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele." (1 João 2:15).

Então como podemos impactar o nosso mundo? Como podemos mudá-lo para melhor? A apóstolo Paulo falou a respeito: "Já lhes disse por carta que vocês não devem associar-se com pessoas imorais. Com isso não me refiro aos imorais deste mundo, nem aos avarentos, aos ladrões ou aos idólatras. Se assim fosse, vocês precisariam sair deste mundo." (1 Coríntios 5:9-10)

A ideia é que devemos influenciar o mundo, e não o mundo nos influenciar. Devemos começar falando a linguagem que as pessoas entendem. Como cristãos, muitas vezes ficamos frustrados pelas pessoas não parecerem nos dar atenção. Talvez isso seja justamente pelo fato de soarmos como se tivéssemos vindo de outro planeta.

Se queremos engajar esta cultura secular com os ensinamentos Bíblicos, precisamos desconstruir a forma que os expomos. Devemos compreender eue as pessoas não irão entender coisa alguma. Se você vai a um país que fale outro idioma, precisa falar com as pessoas através de um intérprete ou aprender você mesmo a língua deles.

O maior exemplo disso foi Jesus. Veja o exemplo da conversão de uma mulher na fonte: ela havia se casado e se divorciado cinco vezes, e vivia com um homem com o qual não era casada. Mas Jesus não a condenou. Ao contrário, Ele criou um caminho, um elo de ligação, que fez com que houvesse sede espiritual nela e então Ele trouxe a solução que ela precisava. E esse é o objetivo da evangelização: construir um caminho, um elo e não destruir um.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Promessa de Perseguição

"De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos." (2 Timóteo 3:12)

Se você vive uma vida piedosa, será perseguido. Pode contar com isso. Não é uma questão de se; trata-se de quando e quanto.

Gostamos de reivindicar as promessas de Deus. Gostamos de reivindicar Suas promessas de provisão e proteção. Mas quantos de nós têm reivindicado esta promessa: "De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos." (2 Timóteo 3:12)? Eu não tenho. Quem gosta de ser perseguido?

Contudo, Jesus disse: "Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus. Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês." (Mateus 5: 10-12).

Em todas as outras bem-aventuranças, a palavra "bem-aventurado" é usada uma vez, mas nesta bem-aventurança em particular, Jesus usou a palavra "bem-aventurado" duas vezes, para enfatizar a bênção generosa dada por Deus aos perseguidos.

A justiça, por sua própria natureza, é de confronto. O próprio fato de você crer em Jesus incomoda algumas pessoas, porque Jesus disse: "Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas." (João 3:20).

As pessoas dão várias desculpas a respeito do por quê elas não são cristãs, mas eu diria que a verdadeira razão pela qual as pessoas não vêm a Cristo é que elas não querem ter os seus maus atos expostos. Elas não querem admitir que são pecadoras.

Você é um representante de Cristo. E a realidade é que, se você seguir Jesus, vai enfrentar perseguição. Porque "todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos."

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Algo Pelo Qual Vale a Pena Viver e Morrer

"Suporte comigo os sofrimentos, como bom soldado de Cristo Jesus." (2 Timóteo 2:3)

Se você quer ser Cristão, não será fácil. Isso não é coisa para fracos. Mas se você quiser ser um homem ou mulher de Deus, é isso que Jesus alerta a respeito de vivermos a vida no mundo real:

"Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês". (Mateus 5:11-12)

Nossa fé em Jesus Cristo é algo pelo qual vale a pena viver. E nossa fé em Jesus Cristo é algo pelo qual vale a pena morrer. Mas se não vale a pena morrer por isso, então certamente não vale a pena viver por isso. Então, precisamos nos erguer e ser seguidores maduros de Jesus Cristo.

Para alguns não é o tipo de vida que gostariam de viver. Para outros, é muito animador. Mas aqui está o que precisamos saber: a medida que seguimos Cristo e colocamos Deus em primeiro lugar, a alegria virá em consequência disso. A felicidade não virá como um resultado somente da busca; não vamos encontrar felicidade no fato de buscarmos, antes de chegarmos lá. Mas se buscarmos a Deus e O colocarmos em primeiro lugar, acabaremos sendo pessoas felizes.

Mais do que isso, Jesus promete o destino garantido dos céus para a pessoa que crê. Nenhum profeta, guru ou líder religioso pode nos oferecer isso. Nada material pode nos oferecer isso. Nenhuma relação pode nos oferecer isso. Nenhuma experiência pessoal pode nos oferecer isso. Mas Jesus Cristo pode, na medida em que O seguimos e acreditamos n'Ele.
Link para o texto original

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Bagre no Seu Tanque?

"Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês." (Mateus 5:12)

Certa vez eu li sobre um problema que uma empresa estava enfrentando com o transporte de bacalhau da Costa Leste à Costa Oeste. O bacalhau chegava estragado no destino, então eles tentaram congelar o peixe, mas isso alterava o seu gosto. Em seguida, enviaram o bacalhau vivo, mas quando chegaram, os peixes estavam mortos. Por fim, tentaram enviá-los vivos mais uma vez, mas com uma diferença: colocaram nos tanques junto com os bacalhaus vivos o seu inimigo mortal: o bagre. E quando chegaram, os bacalhaus estavam vivos e bem, porque tinham passado toda a viagem fugindo dos bagres.

A palavra "perseguidos" que Jesus utilizou em Mateus 5:10 poderia ser traduzida como "a ser perseguido, para ser conduzido para longe." Às vezes, a perseguição é violenta. Existem cristãos que são agredidos fisicamente por sua fé em todo o mundo. Os cristãos foram perseguidos, presos, e às vezes até mesmo martirizados.

Mas às vezes a perseguição é mais sutil. Pode ser a perda de um emprego, o peso de piadas, ou a perda de alguns amigos. E se você vive uma vida piedosa, será perseguido.

Jesus disse que, quando perseguidos, "alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus" (Mateus 5:12). A perseguição nos aproxima de Jesus. Como resultado, ficamos mais longe de um sistema terreno que é hostil a Ele e ainda, de quebra, garantimos uma recompensa. Deus permite perseguição para Seus próprios objetivos especiais.

Então, de certa forma, talvez Deus tenha posto um bagre em seu tanque. Assim, Ele pode usar esse bagre para deixá-lo atento. Ele irá mantê-lo na corda bamba, para mantê-lo forte espiritualmente.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

A Fragrância do Evangelho

"Mas graças a Deus, que sempre nos conduz vitoriosamente em Cristo e por nosso intermédio exala em todo lugar a fragrância do seu conhecimento; porque para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo." (2 Coríntios 2:14-15)

Os romanos, depois de efetivamente submeterem grande parte do mundo à Pax Romana, construíram um sofisticado sistema de estradas. Por meio delas podiam exportar mercadorias e enviar mensagens às províncias sob o seu domínio. A igreja primitiva, florescendo nesse momento histórico particular, caminhava por essas estradas romanas e levava o evangelho aos quatro cantos da terra.

Hoje temos a nossa própria super-rodovia: a Internet, a super-rodovia da informação. Podemos mandar a mensagem do evangelho a mais gente hoje do que nunca antes na história humana. Claro, podemos usar a televisão, o rádio e a mídia impressa, mas podemos também usar a nova mídia. Precisamos fazer uso de todos os meios possíveis para levar o evangelho a tantas pessoas quantas pudermos.

Porém, às vezes, temos o sistema de entrega pronto mas não temos a mensagem para entregar. Algumas igrejas estão preocupadas demais com ser bacanas e se esquecem de como é importante confrontar as pessoas com as afirmações de Jesus Cristo. E se deixarmos isso de lado, teremos deixado tudo, pois essa é a única esperança para nosso mundo. É a única esperança para os indivíduos. Mesmo assim, algumas pessoas respondem favoravelmente à mensagem, e algumas desfavoravelmente.

O apóstolo Paulo colocou isso desta forma: "para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo" (2 Coríntios 2:15).

Quando compartilhamos a mensagem do evangelho, para uns será um aroma perfumado, enquanto para outros será desagradável, até nojento. Mas ainda assim temos de trazer a mensagem. Temos de invadir nossa cultura com a Boa Nova.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Infiltrar-se e Não Isolar-se

"Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do Maligno." (João 17:15)

Qual é a visão bíblica sobre a nossa sociedade? As coisas estão ficando cada vez melhor? A humanidade está melhorando o mundo? A Bíblia é muito clara sobre isso: a nossa sociedade está cada vez mais obscurecida. É isso mesmo o que a Bíblia ensina. O mundo não vai ficar melhor; ele vai piorar. Apesar do fato da humanidade tem aumentado seu conhecimento científico, médico, histórico, educacional, psicológico e tecnológico em um grau surpreendente, de modo algum temos mudado nossa própria natureza. E muito menos temos melhorado a sociedade.

Nossa confiança aumentou, mas a nossa paz de espírito diminuiu. Nossas realizações aumentaram, mas o nosso senso de propósito e significado tem desaparecido cada vez mais. Em vez de melhorar a qualidade moral e espiritual de nossas vidas, nossas descobertas e realizações simplesmente tem proporcionado novas formas de nos mostrar o que realmente somos: depravados, pecaminosos e perversos.

O homem moderno simplesmente tem descoberto novas maneiras de corromper e destruir a si mesmo. Vamos de uma guerra para outra ainda maior, de imoralidade para mais imoralidade, de perversão para mais perversão. Tudo está caminhando para um buraco. Não para sair dele.

Alguns cristãos tentam isolar-se do mundo ao seu redor. Mas isso é praticamente impossível. Você pode remover a si mesmo e seus filhos da sociedade, ou pelo menos tentar, mas saiba de uma coisa: a sociedade vai  te encontrar.

A criação de uma outra sociedade não é o propósito de nossa existência. Jesus orou sobre isso por nós: "Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do Maligno" (João 17:15). O objetivo dos crentes não é de se isolarem, mas de se infiltrarem; não fugirem, mas invadirem.
É impactar o mundo atual, sem se deixar corromper por ele.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Um Recomeço

"Coroas o ano com a tua bondade, e por onde passas emana fartura" (Salmo 65:11)

À medida que chegamos ao começo de um novo ano e ao fim de um ano velho, frequentemente desejamos virar a página e começar de novo. Sem dúvida houve coisas que dissemos ou fizemos no ano que passou as quais nos arrependemos.

Não seria bom simplesmente recomeçar? Na verdade, como cristão você pode começar de novo. O próximo ano é uma página em branco. Há oportunidades adiante. Você decide qual caminho vai trilhar neste ano que inicia. "Assim diz o Senhor: 'Ponham-se nas encruzilhadas e olhem; perguntem pelos caminhos antigos, perguntem pelo bom caminho. Sigam-no e acharão descanso'" (Jeremias 6:16). Você decide quais serão suas prioridades. Você decide qual direção vai tomar, a cada dia.

Talvez alguns de nós precisemos de um recomeço neste ano que começa. Eis aí uma ótima oportunidade de assumir um novo compromisso. Não sabemos o que o ano novo nos trará. Não sabemos que problemas vamos encontrar. Não sabemos que mudanças virão. Não sabemos que bênçãos o Senhor tem guardadas para nós. Mas seja o que for que o ano novo traga, não precisamos temer, pois Jesus Cristo estará lá esperando por nós.

Gosto das palavras daquela maravilhosa mulher de Deus, Corrie Ten Boom: "Nunca tenha medo de confiar o futuro desconhecido a um Deus conhecido".

Deus está no controle de seu futuro. Ele está pronto para abençoar você neste novo ano.