sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Simplesmente Embrulhado

"Isto lhes servirá de sinal: encontrarão o bebê envolto em panos e deitado numa manjedoura." (Lucas 2:12)

Algumas pessoas fazem pacotes bonitos e ornamentados para os presentes de Natal. Eu não tenho essa capacidade. Meus pacotes embrulhados parecem horríveis. Para os homens, papel de embrulho é apenas um obstáculo para nos afastar do que realmente queremos. Não nos preocupamos com o papel do embrulho. Só queremos saber o que está dentro do pacote.

O dom de Deus não veio a nós numa embalagem elaborada; Ele veio envolto em panos. Jesus nasceu em Belém num ambiente muito humilde. Pense quão difícil foi a viagem de Nazaré a Belém para Maria e José. E quando chegaram, tiveram que permanecer em um estábulo pequeno ou uma caverna onde os animais repousavam. A manjedoura (ou cocho) era apenas uma calha de alimentação para os animais. E acho que o lugar estava muito frio naquela noite. Acho que cheirava como qualquer outro estábulo. Era um ambiente muito insalubre para trazer uma criança ao mundo.

Não digo isso para diminuir a beleza do Natal. Pelo contrário, digo isso para acrescentar beleza ao que Deus fez por nós. O Criador do universo, o Deus Todo-Poderoso a partir de quem tudo foi criado, veio e se humilhou para se tornar um bebê pequeno, nascido em um estábulo em Belém.

Ele não foi colocado na manjedoura em lençóis de cetim, mas em trapos. Ele não foi colocado em uma cama de ouro, digna de um rei, mas num comedouro de animais. Lá estava Ele - o maior presente de todos - num pacote simples. Jesus tomou o Seu lugar em uma manjedoura para que pudéssemos ter um lar no céu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário