quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Começa Com o Povo de Deus

"Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra." (2 Crônicas 7:14)

Muitas vezes, nós cristãos nos focamos mais com o que se passa no Palácio do Planalto ou na Casa Branca do que com o que acontece na Casa de Deus.

Em 2 Crônicas 7:14, Deus olhou para uma nação que estava tendo problemas e apontou o Seu dedo para o Seu povo. Ele disse: "Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra."

Não é uma resposta política que o nosso país necessita; é uma resposta espiritual. E a única resposta real é um despertar espiritual. Um renascimento deve atingir o Brasil.

Deus diz: "Se o meu povo [...]". Se quisermos virar uma nação, o povo de Deus precisa viver como deveria. A igreja no primeiro século abalou o seu mundo. E o que sabemos sobre eles? Sabemos que eram uma igreja obediente no ensino da Bíblia, na pregação do evangelho, e na oração. Então a pergunta que surge é: estamos assim hoje?

Infelizmente, acho que a resposta é não. Numa época em que precisamos envolver a nossa sociedade com a única verdade - a qual traz a esperança de transformá-la, muitos entre nós se afastam da resposta.

Um pastor escreveu um livro questionando o ensino bíblico sobre o inferno. Outro pastor disse recentemente que pensa que não devemos mais usar as terminologias "salvo" ou "nascido de novo" em nossa pregação porque a nossa sociedade não entende muito bem isso. E um blogueiro cristão popular questionou toda a ideia do evangelismo.

Nunca houve um momento em que foi para nós mais importante alertar as pessoas sobre a realidade do inferno e dizer-lhes que precisam ser salvas e nascer de novo. E sim, precisamos fazê-lo através do evangelismo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário