terça-feira, 11 de outubro de 2016

Permanecendo Juntos

"Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe" (Marcos 10:9)

Quando eu era criança, brincava de montar modelos de papel. Mas eu era bem ruim nisso, pois colocava cola em todos os lugares. Então decidi que criaria modelos quando ficasse adulto. Achei que eu seria muito melhor nisso quando crescesse. Mas, descobri que era tão ruim quanto antes. A cola sempre sobrava por toda parte.

Isso tudo até eu descobrir o Super Bonder. Tudo de repente me pareceu tão simples. Bastavam só algumas gotinhas aqui e ali para manterem as coisas juntas. Mas, então a cola caiu em meus dedos, o que as instruções recomendam que não se deixe acontecer. E meu dedão e meu indicador permaneceram juntos por um tempo.

Quando Gênesis 2:24 usa a palavra "unirá" para representar a relação entre marido e mulher, ele usa o termo hebreu que fala de permanecer juntos. É para ficarem unidos por um laço forte. O verbo sugere uma determinada ação nesse sentido. Não como se o marido e a mulher estivessem presos juntos, mas permanecendo unidos. Eles estão segurando um ao outro. Não há nada de passivo nisso.

Quando chegamos ao Novo Testamento, o uso da palavra é um termo que significa cimentar junto, colar-se como cola, para que um não possa se separar do outro sem danos significativos. 

Isso envolve uma constante comunicação antes e durante o casamento. Em uma pesquisa com pessoas divorciadas, 86% das pessoas citou a falta de comunicação como o problema principal do término. A comunicação teve um colapso.

Todo casamento tem seus conflitos, e os casais precisam aprender a resolvê-los. Apegar-se significa colocar as necessidades do seu(ua) companheiro(a) acima das suas. Ruth Graham disse uma vez: "Um casamento bem sucedido é feito de dois bons perdoadores."

Nenhum comentário:

Postar um comentário