terça-feira, 4 de outubro de 2016

Bens e Afeição

"O Reino dos céus é como um rei que preparou um banquete de casamento para seu filho. Enviou seus servos aos que tinham sido convidados para o banquete, dizendo-lhes que viessem; mas eles não quiseram vir." (Mateus 22:2-3)

Jesus contou uma parábola sobre um rei que fez uma grande festa de casamento para o seu filho e convidou muitas pessoas que conhecia para virem festejar. Era um casamento real e ser convidado para um evento como este era uma grande honra.

O protocolo da época era fazer dois convites. O primeiro convite pediria um RSVP (responda por favor), assim como os convites modernos dos casamentos de hoje em dia. Um monte de dinheiro era gasto, por isso, quando o primeiro convite saía, convidados deveriam declinar, caso não pudessem comparecer. Isto porque uma vez aceito o primeiro convite, seria muito ofensivo não aceitar o segundo.

Uma parábola é uma estória terrena com um significado celestial. Jesus contou essa estória para ilustrar o reino dos céus (ver Mateus 22:1-2). No desenrolar da estória, as pessoas começam a recusar o segundo convite depois de aceitar o primeiro. Na verdade, elas começaram a dar desculpas do porque não poderiam estar lá. Algumas dessas desculpas são as mesmas utilizadas hoje pelas pessoas para não seguir a Cristo.

Um deles disse que tinha comprado um pedaço de terra e precisava ir lá conferí-lo. O segundo homem disse que tinha comprado dez cabeças de gado e tinha que ir lá cuidar delas. E o terceiro disse que tinha acabado de se casar, e, portanto, não poderia comparecer (Ver Lucas 14:18-20).

Estas duas primeiras desculpas tem a ver com os bens materiais, enquanto a terceira desculpa tem a ver com afeição. Bens e afeições cobrem praticamente todas as razões que as pessoas dão para dizer não a Deus. Você irá perceber que, de todas as desculpas que já ouviu falar sobre o porque das pessoas não seguirem a Jesus Cristo, todas elas provavelmente vão se enquadrar numa dessas duas categorias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário