terça-feira, 27 de setembro de 2016

Ecoando na Eternidade

"Respondeu Jesus: 'Digo-lhes a verdade: Ninguém que tenha deixado casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos, ou campos, por causa de mim e do evangelho, deixará de receber cem vezes mais já no tempo presente casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e campos, e com eles perseguição; e, na era futura, a vida eterna.'" (Marcos 10:29-30)

No filme Gladiador, Maximus Decimus Meridius, levando suas tropas para a batalha, declarou: "O que fazemos em vida ecoa na eternidade."

Essa é uma afirmação verdadeira. O que fazemos em vida ecoa na eternidade. Agimos como se tudo o que pode ser feito devesse ser feito durante nossa vida na terra, e temos de fazer tudo o que pudermos com o nosso tempo, habilidades e recursos. Há um grande elemento de verdade nisso, porque nós certamente não queremos desperdiçar as nossas vidas. E quando a vida é interrompida ou dificultada por uma deficiência ou uma doença, quando uma criança ou um jovem morre, pensamos: Que tragédia! Que perda!

Depois, há pessoas que viveram vidas perversas, que não fizeram nada com o que Deus lhes deu e se opuseram a Deus de toda a forma - mesmo fazendo dano com suas próprias vidas. E pensamos: Uau! Eles continuam a viver, enquanto essa outra pessoa que prometia tanto e com potencial tão grande se foi! Por que pensamos assim? Porque pensamos que tudo o que vai acontecer, irá acontecer somente nesta vida e... acabou.

Mas isso não é o que a Bíblia ensina. A Bíblia ensina que a vida continua, e que Deus não irá perder ou desperdiçar nenhuma vida, nenhum dom. Ela nos lembra que a morte, para o cristão, não é o fim de uma vida, mas uma continuação dela em um outro lugar, e que Deus tem outros lugares e tempos em que essa vida talvez possa atingir seu pleno potencial.

Quaisquer que sejam os sacrifícios que você tenha feito lhe serão recompensados. Deus não será o seu devedor. Estou plenamente confiante de que, naquele último dia, você vai reconhecer que tudo isso valeu a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário