terça-feira, 9 de agosto de 2016

Glorificado e Aperfeiçoado

"Seis dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago, e os levou, em particular, a um alto monte. Ali ele foi transfigurado diante deles. Sua face brilhou como o sol, e suas roupas se tornaram brancas como a luz. Naquele mesmo momento apareceram diante deles Moisés e Elias, conversando com Jesus." (Mateus 17:1-3)

Foi grandioso o momento em que Pedro, Tiago e João viram Jesus transfigurado diante deles. Creio que o verdadeiro milagre da transfiguração não foi Jesus brilhar naquele dia, mas sim, Ele não ter brilhado em todos os outros dias. Ele era Deus encarnado, caminhando entre nós. Em nenhum momento Ele deixou de ser Deus. Ele encobriu Sua divindade, mas nunca a anulou. Na transfiguração, Jesus permitiu que Pedro, Tiago e João pudessem vislumbrar por um momento quem Ele realmente era.

Jesus não estava sozinho no monte. Moisés e Elias também estava lá, falando com Ele. Por que Moisés e Elias? Deus deu os Dez Mandamentos a Moisés no Monte Sinai e Elias foi o grande profeta dos milagres.

Acho interessante que, mesmo nesta situação única em que esses dois homens foram trazidos de volta da glória, eles foram reconhecidos. Às vezes pensamos que, quando morrermos e formos para o céu, nos será dado um novo corpo e uma nova identidade, de tal maneira que praticamente seremos pessoas diferentes. No entanto, depois que Jesus ressuscitou dentre os mortos e apareceu a Seus discípulos, Ele disse: "Sou eu mesmo! Toquem-me e vejam" (Lucas 24:39). Você ainda vai ser você no céu, embora em uma versão diferente - e perfeita - de você.

O plano para o seu corpo glorificado está no corpo que você possui agora. Mas no céu, seu corpo será semelhante ao Dele, porque a Bíblia diz: "Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele, pois o veremos como Ele é." (1 João 3:2). O céu é a vida terrena do crente, glorificada e aperfeiçoada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário