quarta-feira, 15 de junho de 2016

A Arma do Comprometimento

"E contou-lhes outra parábola: 'O Reino dos céus é como um grão de mostarda que um homem plantou em seu campo. Embora seja a menor dentre todas as sementes, quando cresce torna-se a maior das hortaliças e se transforma numa árvore, de modo que as aves do céu vêm fazer os seus ninhos em seus ramos'." (Mateus 13:31-32)

Quando Jesus disse: "o Reino dos céus é como um grão de mostarda," as pessoas da época teriam entendido que Jesus estava comparando-as com a menor coisa que existe. A semente de mostarda era considerada como uma das menores sementes que existia.

Mas tem uma coisa que precisamos saber: sementes de mostarda não crescem como árvores; elas crescem como arbustos. Por isso, é um crescimento irregular. Jesus estava dizendo que o reino de Deus é como algo pequeno que cresce muito. Seria como um Chihuahua que ficou do tamanho de um elefante. A ideia era que se tratava de algo que não era normal.

É um pequeno arbusto que cresce como uma árvore gigante, com pássaros fazendo ninhos nos seus galhos. Na primeira parábola desta série de Mateus 13, a parábola do semeador, vemos que as aves eram um símbolo do mal. E se você olhar para todas as parábolas neste capítulo, elas são sobre Deus trabalhando e Satanás se opondo.

Então acredito que esta seja uma imagem da igreja crescendo surpreendentemente, em certo sentido, mas também sendo invadida por impostores. E acho que se encaixa no que estamos vendo atualmente. A Bíblia diz que um dos sinais dos últimos dias serão as pessoas que têm aparência de piedade, mas negam o seu poder (veja 2 Timóteo 3:5).

Trata-se da vida do seguidor de Jesus Cristo sendo comprometida. E uma das armas mais eficazes no arsenal do diabo é a do compromisso. O diabo sabe que não pode derrubá-lo de uma só vez, então dá uma mordida de cada vez. Pequenas coisas levam a grandes coisas. Esse é o ponto principal. E é aí que um monte de crentes caem, comprometendo-se.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário