sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Quando Devemos Permanecer em Silêncio

"Não deem o que é sagrado aos cães, nem atirem suas pérolas aos porcos; caso contrário, estes as pisarão e, aqueles, voltando-se contra vocês, os despedaçarão" (Mateus 7:6)

Anos atrás, fomos mergulhar no Havaí com um guia local que conhecia as águas da região muito bem. Estávamos mergulhando e no trajeto nos deparamos com uma rede. Dentro da rede havia um tubarão. Como o tubarão não se movia, nos aproximamos para olhar de perto. Então nosso guia tirou sua faca e começou a cortar a rede para soltar o tubarão. De repente, o tubarão retomou sua vida. Se pudéssemos andar dentro da água - ou melhor, correr - teríamos feito isso naquela hora. A tubarão se virou para aquele que o havia salvo.

Assim são algumas pessoas. Você tenta ajuda-las e então, elas se viram contra você. Essa é a ideia de Jesus quando Ele falou: "Não deem o que é sagrado aos cães, nem atirem suas pérolas aos porcos; caso contrário, estes as pisarão e, aqueles, voltando-se contra vocês, os despedaçarão" (Mateus 7:6)

Às vezes as pessoas não querem ouvir aquilo que precisa ser dito. Se estamos conversando com alguém sobre a nossa fé e esta pessoa diz: “Olha, eu não quero ouvir sobre Jesus Cristo. Vá embora” nossa inclinação natural é pressionar tal pessoa. Mas se essa pessoa não aprecia a verdade sagrada de Deus, não perca o seu fôlego. Encontre alguém que, de fato, queira ouvir.

A Bíblia fala que quando foi trazido ao rei Herodes, Jesus não falou uma palavra. Por que? Porque o rei Herodes não queria ouvir a verdade e Jesus sabia disso.

Existem algumas pessoas que simplesmente não querem ouvir. No entanto, há outras que querem. Então precisamos orar por discernimento para distinguir umas das outras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário