quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Compreendendo, Mas Não Julgando

"Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo". (Efésios 4:15)

Parece que todos os não crentes conhecem Mateus 7:1: "Não julguem, para que vocês não sejam julgados." Geralmente, acontece mais ou menos assim: o cristão se aproxima de um falso cristão ou de um ateu e fala sobre a necessidade de conhecer Cristo. Em algum momento, o cristão vai dizer que uma determinada coisa é pecado. A outra pessoa vai responder, "Quem é você para me julgar? Não é a própria Bíblia que diz: 'Não julgueis, para que não sejais julgados"?

Então, o que esse versículo quer dizer de fato? Jesus está sugerindo que nunca podemos falar a verdade a alguém, mesmo se o que esse alguém está fazendo estiver errado? Isso é julgar? Será que isso significa que os cristãos nunca podem ser críticos ou fazer uma avaliação? O que Jesus quis dizer quando disse: "Não julguem, para que vocês não sejam julgados"?

Algumas pessoas acreditam que, para ser um verdadeiro cristão, você deve amar e aceitar todos. Você deve ser tolerante com tudo e nunca dar uma opinião. Mas, será que é isso que é ser um cristão? Não, não é. Essa suposição realmente contradiz o que lemos em outras passagens da Bíblia.

As pessoas costumam dizer que Jesus foi um grande humanitário, amando e oferecendo carinho. Ele foi essas coisas sim, mas também foi um revolucionário. Jesus confrontou pessoas. Ele usou algumas palavras bem escolhidas para os fariseus, chamando-os de hipócritas, víboras e sepulcros caiados. Quando o confronto era necessário, Jesus falava a verdade para as pessoas.

Devemos fazer o mesmo, mas precisamos fazê-lo com amor. Como Efésios 4:15 diz: "Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo." Isso é o que fazemos com aqueles que amamos. Devemos ser compreensivos, sem condenar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário