sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Procura-se Por Autenticidade

"Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens". (Mateus 5:13)

Há uma diferença entre um crente que está tentando viver uma vida piedosa, lutando por isso, e a pessoa que afirma ser crente, mas ignora propositadamente o que a Bíblia diz e escolhe viver um estilo de vida fora do plano de Deus. Meu pedido para esse segundo grupo é para nos fazer o favor de ficar quieto. Soa surpreendente ouvir um evangelista pedir a alguém para não contar aos outros sobre Cristo, mas o texto-chave do Sermão da Montanha em Mateus 6:8 é quando Jesus diz "Não sejam iguais a eles [...]". Essencialmente, Jesus estava dizendo: "Não sejam como este mundo. Sejam diferentes. Não sejam como eles."

Então o que devemos ser? Devemos ser sal. Jesus disse: "Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens." Nos dias de Jesus, o sal era muito mais negociável do que é hoje. Os romanos acreditavam que, com exceção do sol, nada era mais valioso do que o sal. Ele realmente foi usado como uma forma de moeda, e os soldados romanos às vezes eram pagos em sal. Daí a expressão: "Ele não vale o seu salário."

Todos temos momentos de hipocrisia. Se eu disser que nunca fui hipócrita, estarei sendo ainda mais hipócrita. Crentes nem sempre praticam o que pregam. Isso se chama humanidade. Nenhum cristão conseguirá viver de forma perfeita.

Mas se você é cristão e vive um estilo de vida contrário ao que o evangelho ensina e ao que a Bíblia diz, por favor não fale de Jesus. Porque hoje o mundo precisa de autenticidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário