quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Conte Sua História

"'Venham ver um homem que me disse tudo o que tenho feito. Será que ele não é o Cristo?' Então saíram da cidade e foram para onde ele estava." (João 4:29-30)

Uma das ferramentas mais eficazes que você possui em sua caixa de ferramentas evangélica é a sua própria história, o seu testemunho pessoal sobre como você passou a acreditar em Jesus.

Depois de uma conversa com Jesus junto ao poço, uma samaritana - minutos antes, descrente - imediatamente saiu e avisou aos outros. A Bíblia nos diz que "muitos samaritanos da vila creram em Jesus porque a mulher havia dito: "Ele me disse tudo o que tenho feito" (João 4:39).

É o poder de uma vida transformada. Use a sua história, porque essa é uma maneira de pregar para uma pessoa sem atingi-la diretamente. As pessoas não gostam de receber “sermão”. Sua história é uma ponte. Você pode dizer: "Deixe-me contar-lhe a minha história. Não acreditei sempre nessas coisas. Eu era assim. Assim era como eu vivia. Assim era como eu pensava. Mas isso é o que ouvi, e é isso que mudou a minha vida." Eles podem discutir com um sermão, mas não podem divergir da sua história. Eles não podem discordar com o que Deus fez por você. Portanto, use essa história para construir uma ponte.

Contar a sua história é uma poderosa ponte para difundir a mensagem do evangelho. É apenas uma ponte para contar a Sua história. Não é sobre você; é sobre Ele. Então, quando você contar a sua história, não glorifique nem exagere nada sobre seu passado. Ouvi algumas vezes pessoas fazerem a história ficar mais dramática com a narração de seus testemunhos. Às vezes, os cristãos querem fazer suas histórias parecerem mais dramáticas para serem mais impressionantes.
Não faça isso. Basta dizer a verdade.

Não se gabe sobre o que você deu para Deus, mas sobre o que Deus deu para você. Nós demos culpa. Demos julgamento. Demos inferno. Mas Deus nos deu propósito, significado e o céu.
Por isso, lembre-se: não é sobre você. É sobre Ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário