terça-feira, 5 de janeiro de 2016

A Fragrância do Evangelho

"Mas graças a Deus, que sempre nos conduz vitoriosamente em Cristo e por nosso intermédio exala em todo lugar a fragrância do seu conhecimento; porque para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo." (2 Coríntios 2:14-15)

Os romanos, depois de efetivamente submeterem grande parte do mundo à Pax Romana, construíram um sofisticado sistema de estradas. Por meio delas podiam exportar mercadorias e enviar mensagens às províncias sob o seu domínio. A igreja primitiva, florescendo nesse momento histórico particular, caminhava por essas estradas romanas e levava o evangelho aos quatro cantos da terra.

Hoje temos a nossa própria super-rodovia: a Internet, a super-rodovia da informação. Podemos mandar a mensagem do evangelho a mais gente hoje do que nunca antes na história humana. Claro, podemos usar a televisão, o rádio e a mídia impressa, mas podemos também usar a nova mídia. Precisamos fazer uso de todos os meios possíveis para levar o evangelho a tantas pessoas quantas pudermos.

Porém, às vezes, temos o sistema de entrega pronto mas não temos a mensagem para entregar. Algumas igrejas estão preocupadas demais com ser bacanas e se esquecem de como é importante confrontar as pessoas com as afirmações de Jesus Cristo. E se deixarmos isso de lado, teremos deixado tudo, pois essa é a única esperança para nosso mundo. É a única esperança para os indivíduos. Mesmo assim, algumas pessoas respondem favoravelmente à mensagem, e algumas desfavoravelmente.

O apóstolo Paulo colocou isso desta forma: "para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo" (2 Coríntios 2:15).

Quando compartilhamos a mensagem do evangelho, para uns será um aroma perfumado, enquanto para outros será desagradável, até nojento. Mas ainda assim temos de trazer a mensagem. Temos de invadir nossa cultura com a Boa Nova.

Nenhum comentário:

Postar um comentário