terça-feira, 27 de outubro de 2015

Justificados

"Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar a Cristo e ser encontrado nele. Não tendo a minha própria justiça que procede da lei, mas a que vem mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus e se baseia na fé." (Filipenses 3:8-9)

Imagine por um instante como seria estar com uma dívida de R$ 10 milhões. Muito possivelmente por causa desta dívida você iria parar na prisão. Há até mesmo um artigo no jornal com sua foto. Em seguida, no dia de seu julgamento, uma das pessoas mais ricas do mundo aparece no tribunal e lhe diz: "Soube do seu problema e já fiz um acordo com o juiz. Paguei tudo o que você devia, acrescido de juros." Quando você volta ao normal e tem condições de lhe agradecer, ele ainda acrescenta: "a propósito, verifique o seu saldo no banco." Então, a caminho de casa, você para num caixa eletrônico e dá pulos ao verificar o seu saldo, que mostra R$ 20 milhões de crédito.

Isso é um exemplo de justificação. Quando você coloca sua fé em Jesus Cristo, Deus remove todo o seu pecado. Ele o perdoa. E então Ele coloca a justiça de Cristo em sua conta para o futuro. A definição técnica da palavra "justificado" é "colocar na sua conta." Quando Deus justifica uma pessoa, Ele o faz, colocando ao seu crédito a justiça de Jesus Cristo. Isso equilibra o orçamento moral e espiritual para nós.

Como o apóstolo Paulo escreveu: "Não tendo a minha própria justiça que procede da lei, mas a que vem mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus e se baseia na fé." (Filipenses 3:9). Não é um processo que ocorre ao longo do tempo. É instantâneo.

Essa é parte da justificação que muitos crentes podem não saber. É uma coisa maravilhosa, incrível, que Deus faz por aqueles que depositam sua fé em Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário