sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Ceticismo ou Descrença?

"No dia da minha angústia clamarei a ti, pois tu me responderás." (Salmos 86:7)

Ser cético não é exatamente algo ruim. Algumas vezes podemos ser um pouco ingênuos ou demasiadamente dispostos a acreditar em qualquer coisa que seja dita. A Bíblia nos diz que, como Cristãos, devemos ter discernimento. Também nos fala que podemos testar todas as coisas de acordo com as Escrituras (veja 1 Tessalonicenses 5:21). Pois bem, dito isto é preciso dizer também que há diferença entre ser cético e ser descrente.

O ceticismo pode ser um sinal de que você está pensando, que raciocina sobre algo. Até mesmo Deus falou: "Venham, vamos refletir juntos [...]" (Isaias 1:18). Mas a descrença é diferente. O descrente diz: "Recuso-me a acreditar. Minha opção é não acreditar no que Deus diz em Sua Palavra."

A Bíblia nos faz lembrar de um dos momentos mais obscuros da história de Israel. A economia havia entrado em colapso, a fome devastou a terra, e o rei não podia fazer nada a respeito. Mas Deus prometeu mudar as coisas. Através de Seu servo Eliseu, Ele enviou uma mensagem de que a comida estaria disposta "Amanhã, por volta desta hora [...]" (2 Reis 7:1). Mas o oficial do rei disse que isso era impossível, então Eliseu disse para o homem incrédulo que ele veria isso acontecer, mas que não comeria nada do que estaria disponível. Assim aconteceu, e o homem morreu no dia seguinte. O oficial não queria acreditar na solução que Deus propôs, que era espiritual. 

O oficial do rei estava cheio de descrença. E Hebreus 11:6 fala "Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem d'Ele se aproxima precisa crer que Ele existe e que recompensa aqueles que O buscam." Qual é o seu desafio? Que coisas são problemas para você hoje? Há uma solução espiritual. E Deus nos diz para O buscarmos nos dias difíceis. 
Receber os Devocionais Diários por email

Nenhum comentário:

Postar um comentário