terça-feira, 13 de outubro de 2015

A Coisa Real

"Pois não temos aqui nenhuma cidade permanente, mas buscamos a que há de vir." (Hebreus 13:14)

Isaac Asimov disse: "Não acredito em vida após a morte, então não tenho que passar minha vida inteira com medo do inferno, ou temendo o céu ainda mais. Diante das torturas do inferno, acho que o tédio do céu seria ainda pior."

Qualquer um que entende o que a Bíblia ensina, saberia que o céu não é um local de aborrecimentos. Quando a Bíblia o descreve, o retrata de outra forma. Parte do problema é que formamos nossas ideias sobre o céu baseados em filmes, televisão, músicas, pinturas e cultura pop. Estes conceitos não são, necessariamente, os mesmos que a Bíblia ensina.

O céu é um lugar real. Jesus disse: "Vou preparar-lhes lugar" (João 14:2). Tendemos a pensar na Terra como a coisa real e no céu como a coisa surreal, mas é o contrário. A Terra é uma versão pálida do céu. A Terra pode ser bonita, às vezes, e podemos ver belezas em todo o mundo. Mas o céu é muito maior. A Terra é uma pálida imitação de coisas maiores por vir. C. S. Lewis disse do céu: "Todas as coisas que já possuíam profundamente a sua alma são apenas sugestões dele (do céu)."

O Céu tem sido descrito na Bíblia como um Paraíso. Jesus disse ao ladrão na cruz, "Hoje você estará comigo no Paraíso" (Lucas 23:43). O apóstolo Paulo usou a palavra "paraíso" para descrever sua breve viagem ao céu (2 Coríntios 12:4). A Bíblia também descreve o Céu como uma cidade (Hebreus 12:22; 13:14) e um país (Hebreus 11:16).

O céu é algo real. E esse é o destino de todos os que colocaram a sua fé em Jesus Cristo.

Link para o texto original
Receber os Devocionais Diários por email

Nenhum comentário:

Postar um comentário