sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Por Amor a Deus

"'Muito bem, meu bom servo!', respondeu o seu senhor. 'Por ter sido confiável no pouco, governe sobre dez cidades'" (Lucas 19:17)

Jesus contou uma estória sobre um rei que ia sair e retornaria depois de um tempo. Ele então instruiu seus servos a investirem uma soma de dinheiro que ele lhes havia confiado durante o tempo em que estivesse fora. Esses servos se encaixam em uma das três categorias: o super fiel, o menos fiel e o infiel.

Cada um dos três recebeu o equivalente a 100 dias de salário para um trabalhador da época. Não nos é dito como o servo super fiel foi capaz de fazer dez vezes mais do que os outros, mas ele parecia não ter qualquer limitação. Ele apenas foi em frente e conseguiu. O servo menos fiel também foi em frente, mas era mais conservador. Mesmo assim, ele ainda merece elogio. O servo infiel, todavia, não apenas foi totalmente improdutivo como também teve a audácia de culpar seu mestre por suas deficiências.

Hoje, existem pessoas na igreja como esses servos. Alguns tomam riscos para o reino de Deus e realizam grandes coisas para Ele. Outros são mais conservadores e mais cautelosos em seu serviço. E há outros que têm um conceito equivocado de quem é Deus. Pensam que Ele é injusto e exigente e são motivados mais pelo medo do que por amor. Não entendem Deus como Ele é apresentado nas Escrituras. Nosso principal motivo para servir a Deus deve ser o amor. Como o apóstolo Paulo disse: "Pois o amor de Cristo nos constrange" (ver 2 Coríntios 5:14).

O fato é que alguns cristãos têm incendiado o mundo, enquanto outros ainda procuram uma caixa de fósforos. Se você não tem um propósito na vida, então vai jogá-la fora. Portanto, qual é o seu propósito? No que você tem se focado? O que você está fazendo com a sua vida? O que está fazendo por amor a Deus?

Nenhum comentário:

Postar um comentário