segunda-feira, 10 de agosto de 2015

A Hora da Tentação

"Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto, onde, durante quarenta dias, foi tentado pelo diabo. Não comeu nada durante esses dias e, ao fim deles, teve fome." (Lucas 4:1-2)

De uma forma geral, enfrentamos tentações o tempo inteiro. Mas a tentação frequentemente vem após tempos de grande bênção. A tentação veio a Jesus logo depois de Seu batismo no rio Jordão, onde o Pai falou e o Espírito Santo desceu sobre Ele na forma de uma pomba. Imediatamente depois da pomba veio o diabo (ver Lucas 3:214:1).

Do mesmo modo, é depois de termos sido abençoados que frequentemente o inimigo golpeia. O que aguardava Jesus depois de Seu tempo no Monte da Transfiguração com Moisés e Elias (ver Mateus 17:1-21)? Lidar com uma criança possuída por demônio. É assim que frequentemente acontece: depois da bênção vem o ataque.

A tentação vem quando você mais pensa que está forte. Talvez você imagine: Pode ser que eu caia nas áreas A, B ou C; mas, jamais cairei nesta área aqui. Nunca pense assim. Você não sabe do que está falando. Você não conhece sua natureza decaída. Jeremias 17:9 nos lembra: "O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo?"

O que fez Pedro cair foi o fato de ter-se gloriado de sua grande devoção ao Senhor. Quando Jesus predisse Sua traição, Pedro aproveitou a oportunidade para dizer: "Ainda que todos te abandonem, eu não te abandonarei!" (Marcos 14:29). Então Jesus disse, em outras palavras: "Falando nisso, Rocha, antes que o galo cante duas vezes você vai negar três vezes que me conheça". A arrogância de Pedro escancarou a fraqueza que depois o derrubou.

Provérbios 16:18 diz: "O orgulho vem antes da destruição; o espírito altivo, antes da queda". Será que existem áreas da sua vida nas quais você se sente orgulhoso? Seja cuidadoso.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário