segunda-feira, 8 de junho de 2015

Jesus é Deus

"No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ela estava com Deus no princípio." (João 1:1-2)

Antes que houvesse um mundo, antes de existirem planetas, antes que houvesse luz ou escuridão, antes que houvesse qualquer coisa, havia Jesus, um membro da Trindade. Ele convive com o Pai e o Espírito Santo. Ele estava com Deus e Ele era Deus. Então veio a essa terra como um homem. Ele entrou em nosso mundo, respirou nosso ar, compartilhou a nossa dor e andou com os nossos sapatos. Ele viveu a nossa vida morreu a nossa morte.

Jesus não se tornou igual a nós; Ele se identificou conosco. Essa é uma distinção importante. Ninguém se identificou mais com a humanidade do que Jesus. Era identificação total, sem qualquer perda de identidade. Ele se tornou um de nós, sem deixar de ser Ele mesmo. Ele se tornou humano, sem deixar de ser Deus. Jesus não trocou sua divindade pela humanidade; Ele era a divindade na humanidade.

A Bíblia é clara no sentido de enfatisar que Jesus era Deus e que Ele era o Criador do universo. Somos informados de que "Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito." (João 1:3). E Colossenses 1:16 nos diz: "pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele."

Jesus é a figura mais controversa que já viveu. Muitos pregam e falam sobre Ele. Alguns o fazem corretamente, outros nem tanto. Ele é amado, adorado e seguido por alguns. É também odiado, desprezado e rejeitado por outros. Ele é desprezado e ignorado pela maioria. No entanto, Jesus é Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário