terça-feira, 2 de junho de 2015

Algo do Coração

"Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles" (Mateus 18:20)

Algo especial acontece quando o povo de Deus se reúne para adorá-lo. Jesus disse: "Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles" (Mateus 18:20).



Uma das maneiras de expressar a nossa adoração é através do canto. Você pode não gostar de cantar, mas a adoração não é uma arte; é algo do coração. Quando cantamos, Deus olha para nossos corações. Podemos ter profissionais que nos conduzem nas nossas reuniões, mas acho que Deus se preocupa mesmo é com os nossos corações. Adoração é um tipo de oração, pela qual queremos chegar diante de Deus e honrá-Lo. E Ele vai nos abençoar quando lembrarmos d'Ele dessa maneira.

A adoração também pode ser um testemunho pessoal. Acho um poderoso testemunho quando um crente pode adorar em meio à dor, como Paulo e Silas, que cantaram louvores a Deus na prisão, mesmo depois que suas costas estavam com ferimentos expostos por terem apanhado tanto. Ou Jó, que adorou e disse: "Bendito seja o nome do Senhor" depois de ter perdido seus filhos, seus bens e sua saúde. É um testemunho, porque o mundo olha e diz: "Como é que eles podem adorar num momento como esse?"

A Bíblia fala sobre oferta de sacrifício de louvor a Deus. Francamente, há momentos em que não sinto como se estivesse louvando a Deus. Mas não louvo a Deus pelo que sinto. A Bíblia diz: "Dêem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre" (Salmos 107:1). Então, às vezes, mesmo quando você não sente como se estivesse louvando, se louvar e adorar a Deus, até mesmo o sacrifício de louvor pode ser um poderoso testemunho para um mundo perdido, que está nos olhando.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário