quinta-feira, 16 de abril de 2015

Encontrando Propósito na Dor

"Apenas cuidado! Muito cuidado, para que vocês nunca se esqueçam das coisas que os seus olhos viram; conservem-nas na memória por toda a sua vida. Contem-nas a seus filhos e a seus netos." (Deuteronômio 4:9)

Quando os israelitas estavam prontos para entrar na Terra Prometida, Deus alertou sobre o esquecimento d'Ele no momento de prosperidade. Antes daquele momento, Israel tinha vagado no deserto por 40 anos. Todos os dias eles saiam de suas tendas em busca do maná, aguardando como alguém que espera o jornal pela manhã. Eles deveriam comer o maná pela manhã, no almoço e no jantar. Então Deus os guiaria pelo deserto, com uma nuvem durante o dia e o fogo durante a noite. Eles eram completamente dependentes de Deus, em tudo.

Mas Deus os levou até a terra prometida. Eles podiam ver as lindas montanhas verdes, e os rios correndo. Eles provavelmente ouviram sobre os montes de uvas que os espiões trouxeram: tão grandes que dois homens eram necessários para carrega-los. Então eles mal podiam esperar para entrar em Canaã. Mas Deus basicamente disse: “Agora prestem muita atenção, pois quando chegarem lá o perigo maior é que esqueçam tudo a Meu respeito”.

Muitas vezes é durante os momentos de prosperidade que esquecemos de Deus. A prosperidade tende a deixar as pessoas orgulhosas e “autossuficientes”. Pensamos que não precisamos de Deus quando temos nossos salários, investimentos, carreiras, casa, saúde e família. Mas quando a economia muda de direção e os investimentos definham, ou a casa pega fogo, então esperançosamente nos viramos para Deus e nos lembramos do que realmente importa. A adversidade nos alerta e nos mantém humildes. 

Observe que quando a dor chega, quando a tragédia aparece, todos nós oramos. E oramos muito. A dor nos faz lembrar de uma necessidade profunda: a necessidade de Deus em nossas vidas. Então não precisamos ter tanto medo da dor, pois Deus pode usá-la para nos deixar mais próximos d'Ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário