quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Sem Fingimento

"Então perguntou Pedro: 'Ananias, como você permitiu que Satanás enchesse o seu coração, a ponto de você mentir ao Espírito Santo e guardar para si uma parte do dinheiro que recebeu pela propriedade?'" (Atos 5:3)

Atos 5, conta a história de Ananias e Safira, um casal que mentiu para o Espírito Santo, fingindo ser algo que não eram. Ananias e Safira queriam que os outros pensassem que eram mais voltados para Deus do que na verdade eram.

Ironicamente, o nome Ananias significa "Deus é misericordioso", mas Ananias também descobriu que Deus é santo. Safira significa "bonito", mas ela descobriu o quanto o pecado pode ser feio.

Naquele momento a igreja vivia junta, em comunidade, porque havia uma grande perseguição contra os crentes. Alguns tinham perdido as suas casas e a sua renda. Então outros crentes que tinham recursos e meios, os ajudavam. Todos tinham a opção de fazer o que bem quisessem. De fazer o que Deus os levasse a fazer; e, alguns estavam vendendo suas propriedades e dando - tudo ou em parte - à igreja. Ananias e Safira venderam uma propriedade, mas agiram de má fé retendo parte do dinheiro e doando somente a outra parte, dizendo que era o valor total da propriedade. A questão aqui não era sobre dar ou não dar. A questão aqui é a mentira. A questão é a de ter dito uma coisa, quando na verdade fizeram outra diferente.

Jesus advertiu sobre isso: "Tenham o cuidado de não praticar suas ‘obras de justiça’ diante dos outros para serem vistos por eles. Se fizerem isso, vocês não terão nenhuma recompensa do Pai celestial. [...] que você preste a sua ajuda em segredo. E seu Pai, que vê o que é feito em segredo, o recompensará" (Mateus 6:1-4)

Todos temos feito isso. Já tentamos parecer mais espirituais do que realmente somos. Melhor é um pecador assumido do que fingir ser algo que você realmente não é. Este foi o problema de Ananias e Safira. Eles foram atores, hipócritas; mas a Deus não se pode enganar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário