quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Seguindo o Modelo

"Nós o proclamamos, advertindo e ensinando a cada um com toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo." (Colossenses 1:28)

Meu objetivo nunca foi ter uma grande igreja. Mas, sempre foi  o de ter uma igreja bíblica e uma igreja forte. O crescimento cabe a Deus.

Nem toda igreja será uma igreja grande, mas toda igreja deveria ser uma igreja em crescimento. No último dia, Jesus não vai dizer: "Muito bem, servo bom e bem sucedido. A propósito, quantos projetos você estava gerenciando?" Ao contrário, Ele vai dizer: "Muito bem, servo bom e fiel".

Acredito que a igreja existe por três razões: a exaltação de Deus, a edificação dos crentes e a evangelização do mundo. Outra maneira de pensar sobre isso é: para cima, para dentro e para fora.

Para cima. A igreja existe para a exaltação de Deus. Esta ideia pode vir como uma revelação para algumas pessoas que pensam que ela existe para encontrar a felicidade pessoal. A Bíblia diz: “Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos?” (1 Coríntios 6:19)

Para dentro. A igreja existe para a edificação de outros crentes. O apóstolo Paulo disse que seu objetivo não era apenas evangelizar, mas advertir os crentes, ensinar-lhes a sabedoria que Deus lhe dera e apresentá-los para Deus amadurecer a relação deles com Cristo (ver Colossenses 1:28).

Para fora. A Igreja é chamada a evangelizar o mundo, o que é a consequência natural de exaltar a Deus e edificar outros crentes. Ovelhas saudáveis vão se reproduzir.

A igreja não deve enfatizar um desses aspectos em detrimento de outro ou trocá-los de ordem. Não devemos personalizar a igreja. Devemos seguir o modelo original que Jesus nos deu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário