sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

O Exemplo de Filipe

"Indo Filipe para uma cidade de Samaria, ali lhes anunciava o Cristo." (Atos 8:5)

Atos 8 nos diz que Filipe foi para a Samaria. Podemos ler de passagem sem pensar muito nisso. Mas, na verdade, isso traz à tona um ponto importante.

Filipe foi para onde as pessoas estavam. Ali estava um homem superando seu preconceito natural para levar o evangelho a um grupo de pessoas com o qual ele sequer teria se comunicado em circunstâncias normais.

Os samaritanos e os judeus se odiavam. É por isso que, quando Jesus pediu uma bebida à mulher no poço, ela disse a Jesus: “Como o Senhor, sendo judeu, pede a mim, uma samaritana, água para beber?” (João 4:9)

No entanto, Filipe desceu a Samaria. Ele não ia deixar o preconceito impedi-lo de levar a mensagem a alguém que precisava ouvi-la. Ele colocou aquelas coisas de lado.

Isso é um lembrete de que não há espaço para o fanatismo nem para a intolerância e não há espaço para preconceitos na vida dos filhos de Deus.

Também nos lembra que não devemos nos comunicar apenas com pessoas que se parecem conosco. Pode ser até mais confortável conversar com alguém que tenha a nossa idade, sexo, situação econômica, raça, ou qualquer outra coisa que nos assemelhe. Mas Deus quer que levemos o evangelho a todas as pessoas.

Elas podem ser mais jovens, mais velhas, podem ser de raça ou de origem diferentes das nossas. Não importa. Todo mundo precisa de Jesus.

Contudo, Filipe foi lá basicamente regar as sementes que Jesus tinha semeado alguns anos antes. Quando Jesus falou com a mulher samaritana, ela creu, saiu e contou aos outros. Agora Filipe estava trabalhando na mesma área.

Isto nos lembra que o processo de conversão acontece através de semeadura e colheita, muitas vezes ao longo de vários anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário