quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

E o Jumento Falou

"Então o Senhor abriu os olhos de Balaão, e ele viu o anjo do Senhor parado no caminho, empunhando a sua espada. Então Balaão inclinou-se e prostrou-se, rosto em terra." (Números 22:31)

Balaão, basicamente um profeta de aluguel, estava a caminho para fazer algo que era contrário à vontade de Deus. 

Enquanto montava num burro para ir fazer o que Deus lhe dissera para não fazer, um anjo do Senhor, segurando uma espada, interveio. Balaão não viu o anjo, mas o seu jumento o viu, e ele se recusou a passar pelo anjo. 

Neste momento aconteceu uma coisa incrível: o Senhor abriu a boca do jumento, para que ele pudesse falar. Mas o que é mais surpreendente para mim é que Balaão respondeu e começou a discutir com o animal! Penso que o burro estava ganhando a discussão. 

Enquanto isso, o anjo ainda estava ali, bloqueando o caminho de Balaão. Então o Senhor abriu os olhos de Balaão e ele viu o anjo do Senhor, de pé, na estrada, com a espada desembainhada. Balaão inclinou-se e prostrou-se com o rosto em terra. Agora ele estava pronto para ouvir. Agora, ele estava disposto a prestar atenção à direção que o Senhor tinha para ele. 

Muitas vezes não percebemos e não temos os nossos olhos abertos para ver os anjos do Senhor que estão ao nosso redor para nos guiar, nos proteger e bloquear o nosso caminho quando tentamos ir contra a vontade de Deus. 

Não devemos argumentar. Em vez disso, devemos prestar atenção ao caminho que nosso Senhor nos mostra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário