sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Através dos Olhos de Deus

"Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor." (Mateus 9:36)

Em qualquer lugar que Jesus fosse, Ele era muito procurado. Havia sempre uma multidão ao Seu redor, o que era compreensível pois Ele era Deus em forma humana caminhando pela rua.

Todos queriam alguma coisa. Havia aqueles que queriam simplesmente tocá-lo, como a mulher que havia gastado todo o seu dinheiro com médicos, tentando ser curada, mas sem sucesso. Quando ela tocou a orla de Seu manto, foi restaurada e curada. 

Há a história da mulher siro-fenícia que trouxe seu filho endemoniado a Jesus e a história de Jairo, que veio e pediu a Jesus para curar sua filha doente. 

Todo mundo precisava de algo, mas Jesus sabia que eles precisavam mais do que apenas uma cura, mais do que apenas um toque e mais do que apenas uma palavra. Ele sabia que a necessidade mais profunda estava em suas almas. 

Vemos isso demonstrado em várias ocasiões. Apesar de Sua agenda extremamente ocupada, Ele saiu do Seu caminho para atender a uma mulher samaritana em uma pequena cidade onde estava o poço de Jacó, mesmo que ela não soubesse que tinha um compromisso com Deus. Ela foi até o poço naquela hora do dia, porque era rejeitada socialmente. 

Às vezes, ficamos com raiva quando as pessoas fazem coisas erradas. Não só odiamos o pecado, mas acabamos odiando o pecador também. 

No entanto, Deus quer que entendamos que apesar do pecado, o pecador é amado por Deus. Talvez ninguém nunca disse a ele que existe outra maneira de viver. 

Que Deus nos dê olhos para ver este mundo como Ele o vê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário