quarta-feira, 19 de novembro de 2014

A Urgência do Momento

"Então disse aos seus discípulos: 'A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos.'" (Mateus 9:37)

Em seu poema, "A Segunda Vinda", William Butler Yeats escreveu, "Aos melhores, falta convicção; enquanto que aos piores, sobram intensas e apaixonadas certezas."

Este é de certa forma, um ótimo resumo dos tempos em que vivemos hoje: os maus são intensos e apaixonados, enquanto que aos bons falta toda a convicção do mundo.

Enquanto a igreja de hoje brinca com conceitos liberais e até questiona a autoridade da Palavra de Deus, o mundo fora das nossas portas está mergulhando de cabeça no pecado.

Quando é que vamos acordar? Quando é que vamos sair e levar o evangelho ao mundo? O mundo busca sua maldade como nunca antes o fez.

É incrível como algumas pessoas que acreditam em coisas ruins e erradas dedicam toda a sua vida à promover esses conceitos. Enquanto isso, há tantos cristãos que conhecem bem a Bíblia, mas não levantam um dedo sequer para levar o evangelho a alguém que mora bem do lado.

O que vai acontecer? Precisamos acordar para a urgência do momento.

Uma pesquisa entre os cristãos evangélicos revelou que 95% dos entrevistados nunca tinha levado outra pessoa a Cristo. No entanto, Jesus nos deu Suas ordens. Ele disse: "Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei [...]" (Mateus 28:19-20).

Esta é uma ordem do nosso comandante supremo e não é apenas dirigida aos pastores ou missionários. É dirigida a cada homem ou mulher que profere o nome de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário